22 de Março de 2013
por esmael
33 Comentários

Adios muchachos: Dilma tem potencial de votos de 76%, diz Ibope

de Brasil 247

Se a pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira indicou crescimento da presidente Dilma Rousseff na cotação para a sucessão presidencial de 2014, levantamento realizado pelo Ibope em parceria com o jornal O Estado de S.Paulo indica quadro ainda mais animador para a petista. Segundo a pesquisa Ibope, Dilma tem 76% de potencial de voto no País. Desses, 52% dizem que votariam nela com certeza, enquanto outros 24% dizem que poderiam votar.

O potencial da presidente é quase o dobro do de sua adversária mais próxima, a ex-senadora Marina Silva, que chegou a 40%. Já o potencial do senador Aécio Neves (PSDB) é três vezes menor que o de Dilma, e o do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), sete vezes menor.

Como 20% dos eleitores disseram que não votariam na presidente de jeito nenhum, seu saldo ficou em 56% — o único positivo entre os presidenciáveis. Nesse cálculo, Marina Silva fica zerada, pois 10% dizem que votariam nela com certeza e 30% que poderiam votar, enquanto outros 40% afirmam que não votariam na ex-senadora de jeito nenhum.

Já Aécio Neves poderia receber votos de um total de 25% dos eleitores entrevistrados, contra 36% que rejeitam seu nome. Eduardo Campos também fica no negativo, com 10% que admitem votar nele contra 35% que não votariam de jeito nenhum. Neste caso, é preciso destacar que grande parte do eleitorado entrevistado não os conhece o suficiente para opinar: 39% desconhecem Aécio; 54% desconhecem Campos.

Serra e Barbosa

O ex-governador José Serra (PSDB) também aparece na pesquisa, e só é conhecido por 14% dos eleitores brasileiros, mas tem saldo negativo de 15 pontos — 35% admitem poder votar nele, contra 50% que afirmam que não votariam de jeito nenhum. O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, e o ex-deputado Fernando Gabeira (PV) são outros nomes sondados pelo Ibope.

Barbosa atingiu um potencial de 17%: 4% dos eleitores dizem que votariam nele com certeza, e 13% afirmam que poderiam votar. Gabeira chegou a 7% de potencial, mas apenas 1% votariam nele com certeza. O Ibope entrevistou 2.002 eleitores pessoalmente em 142 muni

22 de Março de 2013
por esmael
16 Comentários

Governo do Paraná não se entende sobre ataques do PCC

Motins em vários presídios do Paraná; PCC estaria dando as ordens; agentes penitenciários temem pelas suas vidas. Richa admite ataques de facções criminosas; secretário da segurança nega; em quem acreditar?

Motins em vários presídios do Paraná; PCC estaria dando as ordens; agentes penitenciários temem pelas suas vidas. Richa admite ataques de facções criminosas; secretário da segurança nega; em quem acreditar?

A contradição foi levantada pelo blogueiro e advogado Tarso Cabral Violin. O governador Beto Richa (PSDB) e seu secretário da Segurança Pública, Cid Vasques, estão batendo cabeças. Leia mais

22 de Março de 2013
por esmael
20 Comentários

Vereador de Curitiba cria o 1!º gabinete monitorado online do país

Com o objetivo de possibilitar a fiscalização de suas ações pela população, o vereador curitibano CJosé Carlos Chicarelli cumpriu com o que havia prometido no início do mandato: está transmitindo online toda a movimentação de seu gabinete.

Pela internet, os cidadãos podem acessar o seu site e visualizar em tempo real a movimentação dos seus assessores e do funcionamento do seu gabiente.

Vou fazer o mandato mais transparente do mundo!, orgulha-se Chicarelli.

Assista a movimentação no gabinete ao vivo:


22 de Março de 2013
por esmael
Comentários desativados em Momento Cultural: Sei (Nando Reis)

Momento Cultural: Sei (Nando Reis)

Hoje é sexta-feira, dia de pequena pausa na brutalidade da política e de Momento Cultural. Selecionei “Sei”, do poeta Nando Reis. Espero que você goste, caro leitor. Leia mais

22 de Março de 2013
por esmael
29 Comentários

Dilma cresce em Datafolha sobre sucessão de 2014

do Brasil 247

Presidente oscilou quatro pontos para cima em relação  pesquisa sobre a sucessão presidencial realizada em dezembro do ano passado; enquanto isso, seus prováveis concorrentes Marina Silva, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) perderam terreno; na última pesquisa Datafolha, Dilma aparecia com 54% das intenções de voto.

Presidente oscilou quatro pontos para cima em relação pesquisa sobre a sucessão presidencial realizada em dezembro do ano passado; enquanto isso, seus prováveis concorrentes Marina Silva, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) perderam terreno; na última pesquisa Datafolha, Dilma aparecia com 54% das intenções de voto.

A mais recente pesquisa Datafolha sobre a sucessão presidencial, divulgada nesta sexta-feira 22, indica que a presidente Dilma Rousseff venceria a disputa de 2014 no primeiro turno, e com mais facilidade do que a última pesquisa indicava. Se a eleição fosse hoje, a petista teria 58% das intenções de votos, seguida de muito longe pela ex-senadora e ex-ministra Marina Silva, que tenta fundar sua Rede de Sustentabilidade e teria 16%. Leia mais

22 de Março de 2013
por esmael
28 Comentários

Cotrans também fornece carros alugados ao governo do Paraná

No Dia Mundial da àgua, segundo leitor do blog, Sanepar desperdiça dinheiro como se fosse "água" alugando carros da Cotrans, velha conhecida de prefeitos e governadores do Paraná.

No Dia Mundial da àgua, segundo leitor do blog, Sanepar desperdiça dinheiro como se fosse “água” alugando carros da Cotrans, velha conhecida de prefeitos e governadores do Paraná.

Nas gestões de Jaime Lerner (1995!“1999 e 1999!“2003) a frota de veículos do governo do Paraná era toda terceirizada. Os carros e os motoristas eram contratados junto à  Cotrans, de Osni Pacheco. Leia mais

22 de Março de 2013
por esmael
7 Comentários

Na guerra interna do PT pela regulação da mídia, surgem vozes em defesa de Paulo Bernardo

Nem tudo está perdido para o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, vítima de fogo amigo dentro do PT em virtude de projeto que regulamenta a mídia no país, a chamada “Ley dos Médios”.

Nesta sexta-feira, vozes ecoaram em defesa do ministro paranaense. O blog “Os Amigos do Presidente Lula”, por exemplo, acudiu Paulo Bernardo publicando um texto sob o título “Fogo amigo da fulanização, a zona de conforto que empaca a ‘Ley dos Médios'”.

“No Brasil, o PT já elegeu presidentes da República três vezes, mas tem apenas 17% da bancada da Câmara e 17% do Senado”, diz trecho do artigo, que ainda lembra que Hugo Chávez, na Venezuela, elegeu 55% do parlamento e Cristina Kirchner fez 54% da Câmara na Argentina.

“…nenhum ministro é “salvador da Pátria” de uma reforma política que precisa de muito mais do que os 20% de votos que o PT e o PCdoB tem no Congresso”, defendeu o blog.

A seguir eu reproduzo o texto publicado no blog Os Amigos do Presidente Lula:

Fogo amigo da fulanização, a zona de conforto que empaca a ‘Ley dos Médios’

O PSUV (Partido Socialista Unido da Venezuela), criado por Hugo Chávez, detém 55% do parlamento venezuelano (lá é unicameral). Os peronistas, bancada de apoio a Cristina Kirchner na Argentina, tem 54% da Câmara, e tem também maioria no Senado.

No Brasil, o PT já elegeu presidentes da República três vezes, mas tem apenas 17% da bancada da Câmara e 17% do Senado. Somando aos votos do PCdoB, o aliado mais próximo nas votações legislativas, chega perto de 20% em cada Casa.

Como se vê, o PT não tem condições de, sozinho, dar sustentação ao governo, nem de fazer reformas legislativas, como a reforma política ou um marco regulatório das telecomunicações.

à‰ preciso muita conversa e articulação com outros partidos de centro e à  direita. à‰ preciso também costurar a redução de resistências de setores da sociedade que influem no voto destes parlamentares. Enfim, é preciso buscar os pontos em comum, aparar arestas, saber ceder também no que pode ser cedido, para construir maioria.

Daí, não dá para entender por que o PT, junto com o PCdoB, não propõe um texto de “Lei dos Medios” no Congresso, da mesma forma que faz com a proposta de reforma política do deputado Henrique Fontana (PT-RS), para colocar em pauta, em discussão, consul

22 de Março de 2013
por esmael
11 Comentários

Tribunal de Contas não deu aval para a privatização dos serviços no Paraná

Governo Beto Richa pretende pagar R$ 3 bi em licitação

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Artagão de Mattos Leão, negou hoje (22) que o órgão tenha dado qualquer aval ao projeto Tudo Aqui!, do governo estadual, que pretende implantar unidades de prestação de serviços públicos em Curitiba e no interior.

O Tribunal não foi questionado sobre a iniciativa e não autorizou ninguém a falar em nome da instituição a respeito!, reforçou o conselheiro.

O projeto, que tem licitação marcada para o próximo dia 25 de abril, numa concessão privada por 25 anos ao custo mensal de R$ 10 milhões, não foi submetido à  apreciação do TCE em nenhum momento.

Por sua vez, o superintendente da 1!ª Inspetoria, conselheiro Nestor Baptista, informou que está solicitando cópias para análise dos editais relativos ao projeto, através da Secretaria do Planejamento e Coordenação Geral. Após uma minuciosa avaliação dos documentos, o conselheiro deverá fazer um pronunciamento durante sessão do Tribunal Pleno a respeito do tema.

Projeto

Sabe-se, em função de informações obtidas pela imprensa, que o projeto prevê a reunião de 34 órgãos e 171 serviços, como emissão de cédulas de identidade, habilitação, emissão de contas, etc. A contratação se

22 de Março de 2013
por esmael
1 Comentário

Daviane Chemin, da Fiep, assume a presidência da ABRH/PR

A gerente corporativa de Recursos Humanos do Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Daviane Chemin, assumiu oficialmente o cargo de presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH/PR), na última quarta-feira (20), para a Gestão 2013-2015 da entidade. A solenidade de posse aconteceu no Auditório Mário de Mari, na sede da federação no Jardim Botânico (Cietep), em Curitiba.

Participaram do evento: o presidente da Fiep, Edson Campagnolo; representando o governador Beto Richa, a diretora de RH do Governo do Paraná, Sandra Regina Marques; o presidente do Conselho Deliberativo da ABRH Nacional, Pedro Luiz Faguerazzi; a representante da Secretaria Municipal de RH, Mônica Barcelos de Souza; o vice-presidente da Fiep, Nelson Hà¼bner; o superintendente do Sesi no Paraná, José Antonio Fares; o diretor do Senai no Paraná, Marco Secco; o gerente executivo da Fiep, Eros Schier da Cruz, além de representantes de diversas empresas e organizações.

Em seu discurso de posse, Daviane Chemin ressaltou o papel da ABRH como entidade voltada ao desenvolvimento de empresas e de competências das lideranças, e também destacou o compromisso da associação com a gestão de pessoas.

A ABRH pretende trazer experiências e apostar em pessoas, num processo de educação realmente transformador para os nossos profissionais paranaenses!, disse.

Durante a cerimônia de abertura, o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, falou sobre a importância de ter uma profissional experiente à  frente da ABRH, para a criação de uma sinergia entre as empresas, e também expressou a satisfação da federação com a posse de Daviane.

Ela é responsável pela nossa área de Recursos

22 de Março de 2013
por esmael
30 Comentários

Petistas ensaiam jingle para Gleisi: ♪ “Olê, olá, a Gleisi vem aí, e o bicho vai pegar” ♫

Adversários em 2014, Richa e Glesi polarizam no PR. Fotos: Roberto Custtódio/Wenderson Araújo.

Adversários em 2014, Richa e Glesi polarizam no PR. Fotos: Roberto Custtódio/Wenderson Araújo.

As provocações políticas não têm limites no Paraná. Tucanos e petistas se digladiam num verdadeiro duelo, hoje confinado nas redes sociais, mas que promete chegar à s ruas neste final de semana. Leia mais

22 de Março de 2013
por esmael
27 Comentários

Ao defender privatizações, líder de Richa diz que deputado do PT “come moscas” na Assembleia

O deputado federal Tadeu Veneri (PT) abriu guerra ontem (21) contra a privatização dos serviços pelo governo de Beto Richa (PSDB). Para o petista, a licitação de R$ 3 bilhões para que a iniciativa privada tome conta da “inteligência” do Paraná constitui-se em um crime que nem o governo Lerner ousou cometer!, comparou Veneri (clique aqui para relembrar).

Pois bem, nesta sexta-feira (22), o líder do governo Richa na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, foi ao ataque contra o colega de parlamento no afã de defender as privatizações dos serviços essenciais.

O governo não tem culpa se o ilustre parlamentar [Tadeu Veneri] comeu mosca ou dormiu no ponto”, provocou Traiano, ao se referir à s denúncias do petista de que a licitação teria sido conduzida de forma sigilosa ou dissimulada pelo governo do Estado.

“Editais convocando interessados em participar dessa Parceria Público Privada foram publicados em veículos de grande circulação desde dezembro passado”, defendeu o líder tucano.

“A sofreguidão do petista Tadeu Veneri para encontrar pretextos para atacar o governador Beto Richa e tentar fabricar escândalos está levando o deputado perder o senso”, declarou Traiano (PSDB), ao comentar o último “espantoso escândalo” apresentado por Veneri, uma licitação para terceirizar e centralizar 170 atividades do Estado atualmente distribuídas em 34 repartições públicas.

“à‰ um dispositivo para melhorar a qualidade e reduzir filas de serviços públicos, coisas como a emissão de carteiras de identidade e de habilitação, além de solicitação de 2!º vias de contas de luz e água. Todos esses serviços ganharão enorme agilidade. Um sistema semelhante é utilizado em diversos Estados brasileiros, inclusive em alguns governados pelo PT”, afirmou Traiano.

Segundo os dados da licitação, a prestação de todos esses serviços custará R$ 9,9 milhões mensais.

Pa

22 de Março de 2013
por esmael
13 Comentários

Malan é a ponte entre oposição e mídia global golpista

do Brasil 247

Os aparatos de inteligência em Brasília !“ e, que fique bem claro, não têm qualquer relação com a Abin !“ já identificaram o nome do personagem que mais tem trabalhado para conectar os interesses da oposição ao governo federal a grandes publicações internacionais. Trata-se do economista Pedro Sampaio Malan, que foi ministro da Fazenda nos oito anos do governo FHC (1995-2002) e hoje faz parte do conselho de Administração do Itaú Unibanco.

O exemplo mais recente dessa costura está publicado neste fim de semana, na revista britânica The Economist. Trata-se de uma reportagem sobre o processo político no Brasil, em que a publicação defende a “receita mineira” e o nome de Aécio Neves para o Palácio do Planalto. Malan é um dos principais conselheiros econômicos de Aécio, assim como o ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga.

Antes dessa reportagem, a mesma Economist que havia feito uma capa sobre a decolagem do Brasil, no início do governo Dilma, já havia dado outras demonstrações de uma guinada em sua política editorial. Recentemente, a revista pediu, com todas as letras, a demissão do ministro da Fazenda, Guido Mantega, como única medida capaz de garantir a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

A Economist foi também seguida pelo jornal inglês Financial Times, que, além de pedir a cabeça de Mantega, também abriu espaço para que o presidente do Itaú Unibanco, Roberto Setubal, reclamasse da política econômica no Brasil e de supostas mudanças constantes nas regras do jogo.

Ministro da Fazenda num momento em que o Brasil tinha poucas reservas internacionais e foi três vezes ao Fundo Monetário Internacional, Malan conquistou muito prestígio junto aos círculos financeiros internacionais. A aproximação com o Unibanco se deu quando o banco dos Moreira Salles obteve autorização para incorporar a chamada parte boa do extinto Nacional. E quanto o Unibanco se fundiu com o Itaú, Malan foi guindado ao conselho de administração.

Discreto, o ex-ministro da Fazenda pouco fala com a imprensa, mas suas movimentações internacionais já dispararam o alarme em Brasíli

22 de Março de 2013
por esmael
27 Comentários

Conclave petista avalia como “positivos” os primeiros 80 dias do prefeito Gustavo Fruet

Petistas avaliam como positivos os primeiros 80 dias de Fruet na prefeitura de Curitiba e apontam Gleisi como favorita para desbancar o governador Beto Richa. Foto: Everson Bressan.

Petistas avaliam como positivos os primeiros 80 dias de Fruet na prefeitura de Curitiba e apontam Gleisi como favorita para desbancar o governador Beto Richa. Foto: Everson Bressan.

Reunidos informalmente em uma pizzaria no bairro Alto da XV, ontem à  noite (21), os cardeais do PT de Curitiba puseram-se a avaliar os primeiros 80 dias do prefeito Gustavo Fruet (PDT). Leia mais

22 de Março de 2013
por esmael
15 Comentários

No Dia Mundial da àgua, Sanepar e governo do Paraná são apontados como maiores vilões

Hoje é o Dia Mundial da àgua, por isso os jornais da velha mídia estampam em suas manchetes palavras de ordem contra do desperdício, em defesa dos mananciais, etc.

Enquanto gritam hipocritamente em suas páginas, engordam suas contas bancárias com anúncios da Sanepar, a estatal de água e saneamento do Paraná, e fazem vistas grossas à s estripulias que sua diretoria e o governo estadual fazem com a companhia.

Quem é mais nocivo à  agua, a população ou o Palácio Iguaçu? (E olha que nem vou entrar na bronca da Polícia Federal segunda qual a Sanepar !“ empresa de fachada — despeja esgoto sem tratamento no rio Iguaçu, embora cobre por esse serviço de todos os paranaenses).

De acordo com denúncia do colunista Celso Nascimento, do jornal Gazeta do Povo, edição de ontem (21), o procurador-geral do Estado, Júlio Cesar Zem, está jogando contra o próprio patrimônio (leia-se, patrimônio dos paranaenses) ao buscar a suspensão de ações judiciais do Estado contra o famigerado grupo Dominó.

A demanda judicial vem desde o início do governo Roberto Requião (PMDB), em 2003, e visa à  anulação do Acordo de Acionistas, que obriga a Sanepar repassar 50% do lucro aos sócios privados.

O ex-governador peemedebista só aceitava repassar o teto máximo de 25%, conforme estabelece a lei.

O interesse do governo do Paraná e da Sanepar em interromper o litigio com o Dominó tem um objetivo: renovar o Acordo de Acionistas que vence em setembro próximo.

Este blog já denunciou em fevereiro passado que o lucro dos sócios privados da Sanepar cresceu 200% na gestão Richa.

Por que a velha mídia, árdua defensora da água!, não reverberou essa questão? Ora, porque recebe generosos anúncios da Sanepar.

àgua é um bem natural escasso essencial à  vida. àgua não é uma mercadoria qualquer que precisa visar o lucro.

A título de comparação, na Nova Zelândia, país na Oceania, equivalente ao tamanho do Paraná tanto em relação à  densidade demográfica e ao PIB, a tarifa de água é gratuita. Ninguém paga pelo consumo do precioso líquido, pois é considerado um direito humano (