3 de março de 2013
por esmael
16 Comentários

Marcha das Vadias será dia 13 de julho em Curitiba

A Marcha das Vadias em Curitiba, edição deste ano, será no dia 13 de julho. No próximo sábado, dia 9, a coordenação do movimento se reunirá, a partir das 14 horas, na sede do Grupo Dignidade, para deliberar sobre: “trajeto; atos; tema; e comissões”.

A Marcha das Vadias Curitiba 2013 pede apoio de fotógrafos e designers, por exemplo. A reunião da organização, no próximo sábado, será na Avenida Marechal Floriano Peixoto, 366, Centro.

O movimento tem como objetivo a busca da reflexão sobre a culpabilização da mulher em casos de agressão sexual.

A Marcha das Vadias possui um manifesto, embora gere polêmica, tem um propósito político, um plano de ação, pois luta pelas seguintes bandeiras: contra a violência sexual; contra o falso moralismo; feminismo renovado; e cidadania.

Portanto, a solidariedade deste blogueiro com todas as vadias! curitibanas, paranaenses e brasileiras.

3 de março de 2013
por esmael
2 Comentários

A violência é a mais nova esperança da oposição. Agora vai?

do Brasil 247

O jornalista Carlos Lacerda, o principal opositor de Getúlio Vargas, tinha uma grande vantagem em relação a seus imitadores atuais. Era também político e não escondia seu objetivo natural, que era a busca do poder. Em 5 de agosto de 1954, quando sua campanha contra o “mar de lama” getulista não surtia os efeitos desejados, um acontecimento mudou o curso da história: o atentado da rua Tonelero, em Copabacana, que matou um de seus seguranças, e lhe deixou ferido no pé. Com a responsabilidade atribuída ao Palácio do Catete, Getúlio avisou que só sairia morto do Catete. Dito e feito. No dia 24, ele foi encontrado morto, depois de suicidar-se. Ainda hoje, há interpretações divergentes sobre o atentado !“ alguns historiadores sustentam que tudo foi planejado para tirar Getúlio da presidência e as versões de Lacerda sempre foram contraditórias.

No Brasil de hoje, o principal líder da antiga UDN tem diversos seguidores. Não na política, mas no jornalismo. Eles fazem política 24 horas por dia, mas não assumem esse papel. Têm como principais inimigos o ex-presidente Lula e, por tabela, a presidente Dilma. Assim como em 1954, o discurso do mar de lama, a despeito do julgamento da Ação Penal 470, também não surtiu os efeitos desejados. Nas últimas eleições municipais, por exemplo, o PT se fortaleceu e o cenário para 2014 ainda indica o partido como franco favorito.

No entanto, uma nova linha de ataque começa a se desenvolver: a de que petistas trabalham para minar, por dentro, a democracia. Tudo começou no fim do ano passado, quando o ministro Gilberto Carvalho se dirigiu aos filiados do partido e, num vídeo, sugeriu aos militantes que fossem à s ruas defender o legado dos governos de Lula e Dilma, diante dos ataques do principal adversário, que seria o chamado “Partido da Imprensa Golpista”. Uma frase, a de que em 2013 “o bicho vai pegar”, tem sido interpretada por opositores de Lula como uma prova de que o PT estaria incitando atos de violência contra seus opositores.

Neste domingo, o jornalista Merval Pereira relata que, na sexta-feira passada, viveu seu momento Yoani Sánchez, depois de ser xingado de “fdp” e de ter seu carro cercado. De quem é a culpa? De Gilberto Carvalho, segundo Merval Pereira (leia mais aqui).

Quando a cubana Yoani Sánchez veio ao Brasil, a revista Veja, de Roberto Civita, desenvolveu a tese de que diversos ataques a ela estariam sendo orquestrados dentro do Palácio do Planalto, também por Gilberto Carvalho. E a frase “o bicho vai pegar” foi novamente resgatada. “A ação dos fascistas petistas contra Yoani Sanchéz confirmou a previsão! do ex-seminarista Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência da República. Em dezembro, disse que em 2013 o bicho vai pegar.! Pelo que assistimos, o bicho já pegou!, disse Marco Antonio Villa, que se apresenta como historiador, mas é apenas um militante político, além de representante do Instituto Millenium.

Quem foi ainda mais longe nessa tese foi Reinaldo Azevedo, blogueiro de Veja.com. “Gilberto Carvalho prometeu: em 2013 o bicho vai pegar! Hoje, eles só nos xingam; amanhã, começarão a nos espancar”, antecipou. Não será surpresa se, nos próximos dias, os personagens de sempre, como Marco Antonio Villa, Augusto Nunes e próprio Reinaldo, se levantarem contra a agressão perpetrada pelo PT à  “imprensa l

3 de março de 2013
por esmael
1 Comentário

Chávez “orienta” governo do hospital, diz Maduro

via CartaCapital

O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse neste sábado 2 que o presidente Hugo Chávez, sob tratamento de quimioterapia, orienta a equipe de governo e toma decisões econômicas e sociais a partir de um gabinete montado no Hospital Militar de Caracas.

O comandante presidente pediu um conjunto de documentos. Estamos lhe enviando estes documentos que trazem um conjunto de orientações que ele deu na sexta-feira passada, orientações que enviou com o ministro Jorge Arreaza, no sábado passado, e orientações que nos fez ontem!, disse Maduro à  televisão estatal.

Respeitamos seu tratamento, não atuamos de maneira invasiva sobre sua saúde, mas ele se mantém informado, no comando como o chefe de Estado que é. Há decisões vitais que apenas Chávez toma!. Segundo Maduro, Chávez avalia no Hospital Militar de Caracas ações econômicas e sociais que vão acelerar a revolução!.

Chávez chegou a Caracas em 18 de fevereiro passado, após passar 70 dias internado em Havana, onde foi operado de um câncer no dia 11 de dezembro. Nas últimas dez semanas, os venezuelanos viram Chávez apenas em quatro fotos !“ junto com suas filhas mais velhas !“ tiradas no hospital de Havana.

Chávez, 58 anos e no poder desde 1999, foi diagnosticado com câncer em meados de 2011, e desde então sofreu quatro operações em Cuba, com posteriores ciclos de quimioterapia

3 de março de 2013
por esmael
20 Comentários

Juízes perdem a paciência com Joaquim Barbosa

do Conjur, via Brasil 247

A Associação dos Magistrados Brasileiros, a Associação dos Juízes Federais do Brasil e a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho emitiram neste sábado (2/3) nota pública em que classificam de preconceituosa, generalista, superficial e, sobretudo, desrespeitosa! a declaração do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, a jornalistas estrangeiros.

Em entrevista coletiva concedida na quinta-feira (28/2) a correspondentes internacionais, Barbosa afirmou que os juízes brasileiros têm mentalidade mais conservadora, pró status quo, pró impunidade!. Já os integrantes das carreiras do Ministério Público seriam rebeldes, contra status quo, com pouquíssimas exceções!.

Para as entidades que representam os juízes, as conclusões de Joaquim Barbosa partem de percepções preconcebidas!. Os juízes consideram incabível! a comparação das carreiras da magistratura e a do Ministério Público, já que o MP é a parte responsável pela acusação no processo penal enquanto os juízes não têm obrigação nem com a defesa nem com a acusação, mas “a missão constitucional de ser imparcial” e garantir um processo justo.

As entidades afirmam que não têm sido ouvidas pelo presidente do STF e disseram que o “isolacionismo” de Barbosa “parte do pressuposto de ser o único detentor da verdade”.

Assinam o documento o presidente da AMB, Nelson Calandra, o da Ajufe, Nino Toldo, e o da Anamatra, Renato Henry Sant”Anna.

Leia abaixo a íntegra da nota:

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), entidades de classe de âmbito nacional da magistratura, a propósito de declarações do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) em entrevista a jornalistas estrangeiros, na qual Sua Excelência faz ilações sobre a mentalidade dos magistrados brasileiros, vêm a público manifestar-se nos seguintes termos:

1. Causa perplexidade aos juízes brasileiros a forma preconceituosa, generalista, superficial e, sobretudo, desrespeitosa com que o ministro Joaquim Barbosa enxerga os membros do Poder Judiciário brasileiro.

2. Partindo de percepções preconcebidas, o ministro Joaquim Barbosa chega a conclusões que não se coadunam com a realidade vivida por milhares de magistrados brasileiros, especialmente aqueles que têm competência em matéria penal.

3. A comparação entre as carreiras da magistratura e do Ministério Público, no que toca à  mentalidade!, é absolutamente incabível, considerando-se que o Ministério Público é parte no processo penal, encarregado da acusação, enquanto a magistratura !”que não tem compromisso com a acusação nem com a defesa!” tem a mi

3 de março de 2013
por esmael
8 Comentários

Blog do Esmael homenageia mulheres durante a semana

rosa_gifDurante esta semana em que comemoramos o Dia da Mulher!, na próxima sexta-feira (8), este blog rende todas as homenagens à s mulheres trocando a tradicional cor azul pela rosa. Além disso, para destacar a luta pela igualdade de gênero, esta página também utiliza no cabeçalho o símbolo de Vênus (um círculo com uma pequena cruz equilateral embaixo) — deusa do amor e da beleza na mitologia romana, equivalente à  Afrodite na mitologia grega.

O objetivo deste blog, com esta homenagem, é trazer as mulheres para mais perto da boa política, que hoje é um ambiente masculino. Defendo mais participação e mais poder político para as mulheres brasileiras, bem como garantia à  diversidade de raça, cor, orientação sexual, condição física e escolha religiosa.

Parabéns pela iniciativa de quebrar a dicotomia entre gêneros, cada dia gosto mais do seu projeto por uma imprensa livre e democrática de fato…!, escreveu a professora Janaina Chaves, ao notar a adoção da cor rosa no blog.

As mulheres são maioria na sociedade, maioria dos eleitores, maioria de leitores neste blog, mas ainda são minoria em cargos eletivos, nas direções de partidos, entidades, empresas, enfim, as mulheres têm que tomar o poder político!

Somente com a participação efetiva das mulheres na política se criarão as condições objetivas para implementar políticas públicas para o enfrentamento de todas as formas de violência; para a promoção da igualdade salarial entre homens e mulheres; para a garantia dos direitos sexuais e direitos reprodutivos; para o combate a todas as formas de racismo, homofobia e intolerância religiosa; para a prevenção, denúncia e punição de crimes de tráfico de mulheres e escravidão sexual; para a promoção da imagem da mulher real pelos mais diferentes meios de comunicação de massa.

Acerca do Dia Internacional da Mulher