1 de março de 2013
por esmael
8 Comentários

Neste sábado, intelectuais lançam “O Passeio Público é Nosso!”

Artistas, intelectuais, jornalistas e agentes públicos lançam movimento pela revitalização do Passeio Público, em Curitiba. Foto: Facebook/Dante Mendonça.

Artistas, intelectuais, jornalistas e agentes públicos lançam movimento pela revitalização do Passeio Público, em Curitiba. Foto: Facebook/Dante Mendonça.

Por iniciativa de intelectuais, políticos, putas, veados, moradores do entorno, será lançado neste sábado, dia 2 de março, a partir das 11h15, um plano de ocupação e revitalização do Passeio Público. Leia mais

1 de março de 2013
por esmael
12 Comentários

Floris, do Paraná, assume a Secretaria Nacional de Organização do PT

Três vezes secretário estadual de organização do PT do Paraná, Florisvaldo Raimundo de Souza, mais conhecido como Floris do PT, foi eleito nesta sexta-feira (1) para a Secretaria de Organização do Diretório Nacional (Sorg) do PT.

A ida de Floris para a Organização, considerada a alma do PT, representa uma vitória interna da ministra Gleisi Hoffmann e do deputado André Vargas, a quem o novo secretário nacional é ligado politicamente.

Floris é considerado um quadro histórico no Paraná, onde milita na Associação dos Professores do Paraná !“ APP-Sindicato. Ele assume no lugar de Paulo Frateschi, de São Paulo, que vai para a Secretaria Nacional de Comunicação do PT, no lugar de André Vargas, recém-eleito vice-presidente da Câmara Federal.

à‰ uma honra do Paraná e pro PT do Paraná, ele é absolutamente preparado. Está se preparando faz muitos anos, tanto que é nosso eterno secretário de organização do PT, colaborando mesmo sem estar literalmente a frente da secretaria!, afirma o presidente do PT no estado, deputado àŠnio Verri.

Florisvaldo tem domicílio eleitoral no litoral do Paraná, na cidade de Matinhos e reside em Curitiba, no Parque Atuba, divisa com Colombo.

1 de março de 2013
por esmael
117 Comentários

Richa enfrenta vaia de professores no interior do Paraná

O governador Beto Richa (PSDB) foi recebido ontem (28), em União da Vitória, região Sul, com protesto de professores e funcionários de escolas da rede pública estadual. O município é base eleitoral do deputado Valdir Rossoni, presidente da Assembleia e do PSDB do Paraná.

A manifestação organizada pela APP-Sindicato foi um “aquecimento”, realizado ontem em todo o estado, para a grande greve da categoria prevista para daqui duas semanas. Os educadores deram um ultimato ao tucano.

Vaiado na chegada à  cidade, Richa teve que receber uma carta-manifesto preparada pelos manifestantes.

O documento entregue ao governador ressaltava as reivindicações da categoria, dentre as quais a implantação de 33,3% de hora-atividade (período dentro da jornada de trabalho do professor para atividades extraclasse); aumento salarial de 7,12% para se alcançar o novo valor do Piso Nacional dos professores; aprovação de adequações na carreira e reajuste de 8,59% para os funcionários de escolas; instituição de um novo modelo de atendimento à  saúde dos servidores. Outra demanda diz respeito à  revisão e ao debate da matriz curricular do ensino fundamental, adotada no final do ano passado pelo governo sem a devida consulta aos educadores.

1 de março de 2013
por esmael
45 Comentários

PSDB utiliza e-mail corporativo de funcionários públicos para fazer propaganda antecipada de Richa

Funcionários públicos do Paraná denunciaram, nesta sexta-feira (1!º), que estão sendo vítimas de “spam”, mensagem não solicitada enviada pelo PSDB, em campanha antecipada para a reeleição do governador Beto Richa em 2014.

Todo servidor público estadual tem um e-mail corporativo gerado pelo portal “Expresso”, onde recebe comunicados oficiais, anúncios de cursos, memorandos, enfim, que usa para desempenhar suas atividades funcionais.

Pois bem, os barnabés paranaenses foram surpreendidos por um e-mail disparado, possivelmente pelo PSDB, fazendo proselitismo. A mensagem traz um “release” informando que “Richa é aprovado por 73% dos paranaenses!.

No começo desta semana, o Ibope divulgou uma pesquisa encomendada pela Associação dos Diários do Interior do Paraná (ADI). Nem o papa acreditou nos números, por isso renunciou ao cargo no Vaticano.

———- Mensagem encaminhada ———-
Data: 27/02/2013 19:36
Assunto: Richa é aprovado por 73% dos paranaenses
Para: “lista-estado” , “lista
-estado-seed” Mensagem enviada a pedido da SECS

A seguir, eu publico a íntegra do e-mail recebido pelos servidores públicos do Paraná:

Richa é aprovado por 73% dos paranaenses

O governador do Paraná, Beto Richa continua muito bem avaliado pela
população conforme pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira, 27,
pela Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná (ADI). Richa
é aprovado por 73% dos paranaenses e na avaliação pessoal, o
governador recebeu nota 8.

Recebo com muita humildade. São números que demonstram aprovação do
nosso governo. O resultado de dois anos de administração que começam
aparecer cada vez com mais evidência de forma mais intensa de todas as
áreas de administração que reflete o bom momento que atravessa o
Estado!, disse Richa.

O Ibope fez 2.002 entrevistas em 12 regiões do estado, considerando as
variantes de sexo, idade, grau de instrução e renda familiar, entre 16
e 22 de fevereiro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para
mais ou para menos. Na pergunta que rende

1 de março de 2013
por esmael
47 Comentários

Em carta, professor PSS pede socorro

professorRegistro carta recebida de professor PSS (não efetivo), União da Vitória, região Sul do Paraná, identificado aqui como A. M., para que não seja retaliado, na qual faz emocionado pedido de socorro ao blog. O mestre critica o governo do estado e a APP-Sindicato que, segundo ele, não dá atenção aos professores. “Somos tratados sempre como lixo, como escória das escolas”, reclama.

A seguir, eu publico a íntegra da carta:

“Olá, sou professor PSS da Rede Estadual de Ensino do Paraná, gostaria de pedir sua ajuda, pois os professores PSS são massacrados pelo governo, bem como pela própria APP sindicato que não tem um setor próprio para ajudar, auxiliar e dar atenção aos professores PSS.

1 de março de 2013
por esmael
56 Comentários

Polícia erra transcrição que sustenta prisão de médica da UTI. Um novo caso Escola Base?

Quem não se lembra do caso Escola Base, de São Paulo? O fato ocorreu há quase 20 anos. Icushiro Shimada, Maria Aparecida Shimada, Mauricio Alvarenga e Paula Milhim Alvarenga eram donos Escola de Educação Infantil Base, na zona sul da capital paulistana. Sem chance defesa, eles foram acusados de pedofilia, condenados e executados pela velha mídia. Anos mais tarde ficou provado que eles eram inocentes. A Rede Globo foi condenada a pagar R$ 1,35 milhão para reparar os danos morais sofridos pelos donos e pelo motorista da escola.

Na época, na competição de quem esculhambava mais os acusados, a imprensa destacou que, antes de praticar ações perversas, os quatro sócios cuidavam ainda de drogar as crianças e fotografá-las nuas. Kombi era motel na escolinha do sexo!, estampou o extinto jornal Notícias Populares, editado pelo Grupo Folha. Perua escolar carregava crianças para a orgia!, manchetou a também extinta Folha da Tarde.

Pois bem, agora vem à  tona o caso da médica Virgínia Soares de Souza, chefe da UTI do Hospital Evangélico, em Curitiba. Segundo registro do site Brasil 247, que eu reproduzo abaixo, a Polícia Civil errou ao transcrever escuta telefônica que sustentou sua prisão. A pergunta que o blog faz é a seguinte: há similaridade entre este caso da médica e da Escola Base. Leia o texto e opine:

Polícia erra transcrição que sustenta prisão de médica da UTI

Durante a transcrição de escutas telefônicas que sustenta a prisão da médica Virgínia Soares de Souza, da UTI do Hospital Evangélico, em Curitiba, acusada de matar pacientes, a Polícia Civil do Paraná trocou inicialmente alguns termos em pelo menos seus trechos do inquérito, de mais de mil páginas.

Virgínia teria dito que estava “com a cabeça tranqà¼ila para assassinar”, no entanto, segundo nova versão da escuta telefônica, a frase correta seria “com a cabeça tranqà¼ila para raciocinar”. As gravações foram captadas com ordem judicial em um ramal da UTI e, segundo a polícia, indicam que a médica determinou a morte de pacientes no hospital. Ela nega.

Nesta quinta-feira, a RPCTV 2!ª Edição, telejornal local da Rede Globo, divulgou uma errata da polícia esclarecendo o fato. O documento, que data do último sábado (23), é assinado pela delegada do caso, Paula Christine Brisola.

A médica foi presa no dia 19 de fevereiro, após uma investigação que durou mais de um ano. No inquérito, a polícia usou trechos em que Virgínia aparece dizendo frases como Quero desentulhar a UTI que está me dando coceira! e Infelizmente é nossa missão intermediá-los do trampolim do além!. As frases foram mantidas no inquérito.