Toni Reis elogia o Congresso Nacional… da França

Toni Reis comemora aprovação do casamento gay na França e cobra agilidade no Brasil; Requião deu parecer favorável no Senado.

Toni Reis comemora aprovação do casamento gay na França e cobra agilidade no Brasil; Requião deu parecer favorável no Senador.

Toni Reis, diretor do Instituto Brasileiro de Diversidade Sexual (IBDSEX) e do Grupo Dignidade, em nota oficial, elogiou nesta terça-feira (12) a decisão da Assembleia Nacional da França pela aprovação do casamento civil entre casais do mesmo sexo, bemo como a adoção de crianças pelos mesmos (clique aqui para ler sobre isso).

“Que esses ventos da França cheguem até o Congresso Nacional brasileiro para que em 2013 aprove o casamento igualitário, bem como a criminalização da discriminação por orientação sexual e identidade de gênero”, disse.

Toni Reis afirmou ainda que o Brasil flerta com a Idade Média, pois tramita no Congresso Nacional projeto de lei 234/2011 que propõe admitir a cura da homossexualidade

“No Brasil ainda estamos na Idade Média, que o Iluminismo chegue aqui logo”.

“Para nós significa a revolução francesa LGBT, com os princípios da liberté, egalité, e fraternité. Com absoluta certeza 10% dos franceses terão um direito garantido e ninguém perderá direito algum”, finalizou o diretor do IBDSEX.

No mês passado, no Brasil, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) deu parecer favorável ao projeto de lei (PLS 612/2011) que estabelece como família a união estável entre duas pessoas!.

A seguir a nota oficial de Toni Reis, do IBDSEX:

Nota oficial do Instituto Brasileiro de Diversidade Sexual !“ IBDSEX

Casamento Civil Igualitário aprovado pela Assembleia Nacional da França

Com 329 a 229 votos e 10 abstenções, a Assembleia Nacional de França aprovou hoje (12/02) o casamento civil entre casais do mesmo sexo, bem como a adoção de crianças pelos mesmos. Agora o projeto de lei segue para tramitação no Senado a partir de abril.

Toni Reis, diretor-executivo do IBDSEX e do Grupo Dignidade, afirmou que estamos radiantes com a aprovação do casamento civil igualitário na França nesta primeira etapa. Agradecemos e parabenizamos o presidente François Hollande, assim como os partidos socialistas, pela promessa de campanha cumprida. Para nós significa a revolução francesa LGBT, com os princípios da liberté, egalité, e fraternité. Com absoluta certeza 10% dos franceses terão um direito garantido e ninguém perderá direito algum. Que esses ventos da França cheguem até o Congresso Nacional brasileiro para que em 2013 aprove o casamento igualitário, bem como a criminalização da discriminação por orientação sexual e identidade de gênero. Enquanto isso, com a tramitação do Projeto de Decreto Legislativo 234/2011 que propõe admitir a cura da homossexualidade, no Brasil ainda estamos na Idade Média, que o Iluminismo chegue aqui logo.!

Comentários encerrados.