Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Professores e funcionários fazem “pré-greve” nesta quinta-feira no Paraná

Ação reforça mobilização para a greve no dia 13 de março

Educadores fazem manifestação de "aquecimento" para greve no próximo dia 13 de março contra o governo de Beto Richa (PSDB).

Educadores fazem manifestação de “aquecimento” para greve no próximo dia 13 de março contra o governo de Beto Richa (PSDB).

A APP-Sindicato promove nesta quinta-feira (28) atos em frente à s sedes dos Núcleos Regionais de Educação (NREs), em todo o estado, como parte do calendário de construção da greve dos professores e funcionários de escola da rede estadual. Os educadores reivindicam do governo Beto Richa (PSDB) reajuste salarial e melhores condições de trabalho e carreira. Conforme deliberação de assembleia da categoria, se não houver uma resposta adequada à s demandas da categoria, os cerca de 100 mil trabalhadores devem iniciar a greve no dia 13 de março.

O objetivo do ato do dia 28 é chamar a atenção do governador tucano e da sociedade para a importância das reivindicações dos trabalhadores para a educação pública paranaense. Segundo a demanda dos professores e funcionários de escola, é preciso que o Paraná cumpra a Lei do Piso Nacional dos professores e os compromissos assumidos por Beto Richa durante a campanha eleitoral.

Entre as demandas urgentes estão a implantação de 33,3% de hora-atividade (período dentro da jornada de trabalho do professor para atividades extraclasse); aumento salarial de 7,12% para se alcançar o novo valor do Piso Nacional dos professores; aprovação de adequações na carreira e reajuste de 8,59% para os funcionários de escolas; instituição de um novo modelo de atendimento à  saúde dos servidores. Outra demanda diz respeito à  revisão e ao debate da matriz curricular do ensino fundamental, adotada no final do ano passado pelo governo sem a devida consulta aos educadores.

Comentários desativados.