PMDB consegue mais uma secretaria de “porteira fechada” no governo Richa

* Luiz Carlos Martins (PSD) assume vaga na Assembleia

Deputado Cheida se licencia para assumir Secretaria do Meio Ambiente. Assume cadeira na Assembleia o radialista Luiz Carlos Martins.

Deputado Cheida se licencia para assumir Secretaria do Meio Ambiente. Assume cadeira na Assembleia o radialista Luiz Carlos Martins.

O deputado estadual Luiz Eduardo Cheida (PMDB) será aceitou o convite para assumir a Secreta de Estado do Meio Ambiente (SEMA). Ele esteve no início desta noite (19) com o governador Beto Richa (PSDB), levando a chancela da bancada estadual do partido na Assembleia Legislativa do Paraná.

Segundo Cheida, em conversa com este blogueiro, nesta noite, Richa lhe deu liberdade na fazer as modificações necessárias nas autarquias vinculadas à  SEMA.

“O governador me deu liberdade para mexer nos órgãos como IAP, institutos das àguas e da Terra”, disse o novo secretário, confirmando que aceitou a secretaria de “porteira fechada”.

O PMDB já ocupa a Secretaria do Trabalho com o também deputado licenciado Luiz Cláudio Romanelli.

Cheida conta que expôs ao tucano um plano de ação para os próximos 12 meses frente à  Secretaria. Este trabalho, segundo ele, estará baseado em quatro eixos fundamentais: 1) agilidade nos processos licenciamento; 2) implantação de uma política de resíduos sólidos que trabalhe na sintonia com a legislação federal; 3) viabilização do pagamento por serviços ambientais; e 4) consolidação de uma política de recursos hídricos através da gestão das bacias hidrográficas.

“A gestão ambiental tem uma forte tradução social. Por isso, a necessidade de agilizar a implantação de atividades econômicas que tragam empregos e tributos ao Estado e proteger o ambiente natural, otimizando a utilização de seus recursos e garantindo o bem-estar de todos os paranaenses!, explicou Cheida.

Segundo o novo secretário, Richa concordou: O governador entende que é hora de dar esse salto qualitativo. Vou para o governo com a missão de ser mais um braço a ajudá-lo nesta tarefa”.

A perspectiva é que Cheida permaneça na SEMA por 12 meses, prazo necessário para consolidação deste trabalho, quando deverá se desincompatibilizar em respeito à  legislação eleitoral vigente. Acompanharam Cheida na reunião com Richa o líder do PMDB na Assembleia Legislativa, Teruo Kato, e o deputado Nereu Moura.

Com a licença de Cheida da Assembleia, o radialista Luiz Carlos Martins (PSD) assume a cadeira.

Comentários encerrados.