Beto Richa só aceita o PMDB no seu governo de “porteira fechada”

Pessuti trava outra vez a reforma no secretariado tucano

Pessutão está de olho na diretoria geral de Itaipu Binacional.

Pessutão está de olho na diretoria geral de Itaipu Binacional.

O governador Beto Richa (PSDB), como bom jogador que é, devolveu a batata quente! da participado do PMDB em seu governo ao ex-governador Orlando Pessuti. O recado foi dado ontem à  noite à  bancada estadual do partido na Assembleia Legislativa.

Segundo uma fonte do Palácio Iguaçu, o tucano aceitaria ceder uma nova secretaria ao PMDB !“ provavelmente a do Meio Ambiente ao deputado Luiz Eduardo Cheida !“ desde que Pessuti aceite a presidência da Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná).

Tanto Pessuti quanto Cheida havia colocado uma condição para aceitarem os respectivos postos: ambos de porteira fechada! (com direito de nomear todos os diretores).

Adicionalmente, o ex-governador pediu a vaga de conselheiro vitalício no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ele já havia sido eleito pela Assembleia Legislativa, em 2006, mas abriu mão para concorrer novamente à  vice de Requião.

Em mensagem a este blog, Pessuti reclamou das intrigas que querem criar e sugerir a cada instante. Em política é mais importante ser um desatador de nós e é isso que tenho procurado fazer, sem armação, ao longo desses meus 30 anos de vida pública!.

O ex-governador Orlando Pessuti, motivo da paralisação da reforma no secretariado, só deverá dizer sim! ou não! a Richa depois do Carnaval. Enquanto isso, segundo informações de bastidores, vai conversar muito ainda, também, com o casal ministerial Paulo Bernardo (Comunicações) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil).

Para continuar na aba política de Gleisi e Bernardo, segundo fontes deste blog, Pessuti teria pedido a presidência da Itaipu Binacional. Com as turbinas abertas!.

Comentários encerrados.