Para professores, Semana Demagógica! reforça necessidade de greve na educação

Comunidade do município de Cantagalo se mobiliza contra a superlotação nas salas.

Comunidade do município de Cantagalo se mobiliza contra a superlotação nas salas.

O governo de Beto Richa (PSDB) realiza até amanhã, dia 8, nas 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná, a Semana Pedagógica. O megaevento, também chamado carinhosamente! pelos cerca de 100 mil participantes como Semana Demagógica!, segundo os educadores, reforça a necessidade de os profissionais entrarem em greve contra o desmonte da educação perpetrado pelo tucanato.

Professores e funcionários das escolas avaliam que essa Semana Demagógica! é a pior já realizada em todos os tempos. Nem no tempo de Jaime Lerner [governador entre 1995 e 2003] tivemos uma semana tão desastrosa e improdutiva!, dizem.

A Semana Demagógica está sendo um desastre: material duvidoso, perguntas ridículas, repetitivas e muita revolta em relação Matriz Curricular imposta. Todos os anos a sandice se repete: o tempo que poderia ser utilizado para discutirmos os problemas específicos de nossas escolas ou para planejamento, é utilizado com vídeos e leituras onde educadores! que não sabem o que é uma sala de aula atualmente, não dizem nada de concreto e não nos apontam soluções!, afirmou a professora Irene, que vereadora do PMDB em Uniflor, Noroeste do Paraná.

Senhor, tende piedade dos professores do Paraná. Que a “Semana Demagógica” termine logo!!, completou a educadora.

Ao defender a greve, programada para março, os educadores ressaltam que a luta da categoria é pelo cumprimento da Lei do Piso que prevê 33% de hora-atividade, auxílio saúde e concurso público prometidos pelo governo para 2012, plano de carreira para funcionários, melhor estrutura nas escolas, dentre outras reivindicações.

Os protestos do magistério, nesta semana demagógica, ganharam força adicional nas redes sociais. A professora Janaina Chaves, por exemplo, diretora de escola em Ivaiporã, Vale do Ivaí, desabafou com razão:

Emputecida, perdemos em nossa escola duas salas de apoio de português, duas de matemática, vinte horas de pedagogo e quarenta de administrativo. Até quando vamos perder, perder, perder, com este governo?!, registrou no Facebook.

O descontentamento não para por aí. A professora Patrícia Santos, do Colégio Estadual Olavo Bilac, de Cantagalo, na região Centro-Sul, a 330 km de Curitiba, em contato com o blog, conta que a única escola do município, com 1.614 alunos, funciona com as salas superlotadas. Segundo a denúncia dela, as condições são degradantes tanto para os estudantes quanto para os profissionais da educação.

O diabo é que, no quesito infraestrutura, o tucano destinou média anual de R$ 70 milhões, em 2011 e 2012, para obras nas escolas da rede pública estadual. O valor é quase a metade dos R$ 130 milhões !” também média anual !” gastos nos governos peemedebistas de Roberto Requião e Orlando Pessuti (relembre clicando aqui).

Mas, segundo o governo do PSDB, os problemas da educação acabarão depois da Semana Demagógica!. Vídeos exibidos desde a última segunda-feira (4) dão a entender que os educadores não precisam de salários dignos, mas sim de motivação. Richa resgatou, inclusive, um guru neoliberal da era Jaime Lerner, do tempo da secretária Alcione Saliba, contratado para convencer! os educadores de que a responsabilidade pelo bom funcionamento das 2,1 mil escolas da rede pública estadual é deles e menos do poder público (relembre clicando aqui).

Não há nada que motive os professores do Paraná, diante do que estamos vivendo. Os governantes querem nos imputar responsabilidades que não são nossas. Não há professores perfeitos, mas, bem ou mal, diante do que nos é oferecido, fazemos a nossa parte!, finalizou professora Irene.

38 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Caros,

    A educação cresce somente quando há planejamento, definição de metas e trabalho, muito trabalho.

    Para este trabalho seja realizado, temos que ter condições estruturais, técnicas, pedagógicas, didáticas e paradidáticas.

    A nossa querida Yvelise e o nosso querido Maurício faziam isto com amor e afinco.

    A atual equipe ainda tenta encontrar um norte para seguir…

    Transformada primeiramente em cabide da prefeitura de Curitiba, a SEED recebeu pessoas que lá trabalharam até o final do ano passado, tentando adivinhar como administrar um estado como o Paraná (só conheciam a administração da fazenda do tio Lerner…).

    Depois da saída destas pessoas, ocasionada pela perda da eleição municipal por parte do ex-alcaide-poste, a SEED agora tenta respirar e retomar o trabalho que era realizado anteriormente e legitimado por todos os professores que participavam da elaboração das propostas pedagógicas (leia-se Diretrizes Educacionais do Paraná), além de cursos de capacitação por disciplina ministrados por professores para professores (NRE-Itinerante).

    Só tenta… Pois o atual (des)governo já deu a rasteira em todos, mostrando a que veio, com a realização desastrosa da atual semana demagógica…

    Antes todos os trabalhadores em educação se mobilizavam, idéias novas surgiam.

    Melhores resultados não apareceram imediatamente porque a educação é um PROCESSO, precisa de TEMPO para dar resultados.

    Estes viriam om certeza, pois eram legitimados pelos professores, que efetivamente participavam do processo.

    Isto acabou…

    Agora novamente, os professores, gestores escolares, funcionários, pais e alunos têm de engolir de cima para baixo as determinações de um grupelho de “notáveis” que nunca entraram em sala de aula, falando que o professor deve acordar às 4:30 da manhã, correr, fazer ginástica, yoga, abraçar uma árvore, dar bom dia prá passarinho, andar no bosque de Faxinal do Céu, comer uma unha, tomar um copo de ar e ir para a escola feliz e enfrentar alunos com facas, estiletes, canivetes, bêbados ou drogados, que são tão vítimas quanto eles mesmos, e participar do grande teatro tucano da pré-privatização…

    É como diz o Boechat: Toca o bonde!

  2. ESSA FARRA COM O DINHEIRO DO POVO QUE O TRAPALHÃO BETO RICHA ESTÁ FAZENDO, CRIANDO SECRETARIAS AO INVÉS, DE DIMINUIR, AMPLIANDO O NÚMERO DE CARGOS COMISSIONADOS E MUITAS FESTAS, VAI CUSTAR MUITO CARO PARA O POVO PARANAENSE. A EXEMPLO DO QUE ESTÁ ACONTECENDO NA PREFEITURA DE CURITIBA, QUE O SEU ALIADO LUCIANO DUCCI DEIXOU SOMENTE ROMBOS PARA O GUSTAVO FRUET, O BETO TAMBÉM VAI DEIXAR SOMENTE DÍVIDAS E ROMBOS PARA A PRÓXIMA GOVERNADORA QUE VAI ASSUMIR EM JANEIRO DE 2015.

  3. Esmael, por que cesnurou meu comentario para a Janaina. Cade a democracia

    • É só você não utilizar o anonimato para caluniar ou injuriar terceiros que aprovo os comentários. Estou te protegendo, não censurando!

  4. E tenho razão também quando se acha que o Brasil foi descoberto em 2003 por Dom Luiz Inácio Lula da Silva, que, de repente não fala nada a respeito da dona Rose, do aumento da mercadoria que ele dizia o Brasil ser auto-suficiente, do pré-sal também?

    • O problema que o pleiba não fez nada do que prometeu. Reveja a lenga que foi o vídeo que ele gravou lá na APP-Sindicato antes da eleição e fartou em mostrar no horário gratuito…

  5. Numa análise bem rápida, frequentemente a gente lê aqui nesse blog e noutros, broncas contra o atual governo quanto à condução administrativa da área da Educação e que partem invariavelmente, de professores simpáticos ao governo anterior, do atual sen. Roberto Requião que dirigiu o Estado por oito anos seguidos.

    Fica a impressão que, de repente, a partir de primeiro de janeiro de 2.011 quando da posse do atual governo até hoje, ele só fez esculhambar prédios, sucatear equipamentos, congelar avanços.

    É isso mesmo?

  6. A PTzada acabou com o Brasil, Petrobras Etc. agora querem colocar o Paraná nas maos desses quadrilheiros, fora PTzada.

    • Grande Ali Richa,
      O desgoverno do Paraná está entregue aos seus companheiros de historinha, os 40 ladrões!!!!!
      Entregarão tudo ao grupo Positivo, e o sinal verde para a privatização do ensino nacional partirá daqui!!!
      E o povo, sempre imolado nos festins de rapinagem das classes dominantes (leia-se o governo atual!!!), vai pro saco novamente…

  7. Estimado colega Vinicus e Paulo fernandez!

    faço o convite para vcs entrarem em sala de aula, mas não só uma vez e sim o mes inteiro!

    Vão ver o quanto o discurso de vcs mudam rapidinho!

    Todas as conquistas de todos os povos só aconteceram por conta das pressões, mobilizações, greves, enfim…

    Se seu salario esta bom, se que o que ganha esta bom, fique quieto, pois vc é feliz e não sabe.

    Eu pergunto a vcs, quanto custa o quilo do feijão?

    Certamente não sabem! Não sabem de nada de injustiça social, tem sobra e agua fresca todo dia.

  8. NA CABEÇA DOS “BRUXOS PENSADORES NEOLIBERAIS” QUE ACOMPANHAM O (DES) GOVERNADOR BETO RICHA NESTA INFELIZ EMPREITADA GOVERNAMENTAL É MAIS FÁCIL SUCATEAR DE PROPÓSITO A SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO, PREPARANDO-A PARA ÁS TERCEIRIZAÇÕES E DEPOIS PRIVATIZAÇÃO DO QUE DIALOGAR COM QUEM REALMENTE A FAZ FUNCIONAR!

    NO BRASIL E ATUALMENTE NO PARANÁ a ideologia e a filosofia neoliberal na administração pública não toca na parte de cima da estrutura da pirâmide social. Apenas amplia sua verticalidade, que se nota pelo aumento do número de desempregados, de moradores de rua, de mendigos, de usuários de drogas etc, Em outras palavras, a pirâmide social se mantém e as desigualdades sociais crescem. Para a educação, o discurso neoliberal (Que sai também da boca do atual (des) governador Beto Richa e de seus seguidores políticos) parece propor um tecnicismo reformado. Os problemas sociais, econômicos, políticos e culturais da educação se convertem em problemas administrativos, técnicos e de reengenharia (Como essa tal “semana demagógica” na SEAD, sucateamento proposital da SEAD para termos de alegação no sentido de implantar a terceirização e a privatização da educação, escolas caindo aos pedaços, falta de funcionários nas escolas, sobrecarga de atividades de todos os funcionários de escolas e alunos desanimados que não aprendem nada). Pois, na escola ideal imaginada pelos “bruxos pensadores neoliberais”, vejam só, deve ter gestão eficiente para competir no mercado. Ou seja, o alunos devem ser transformados em consumidores do ensino, e os professores em funcionários treinados e competentes para prepararem (E fazer a lavagem cerebral e doutrinária) seus alunos para o mercado de trabalho e para fazer pesquisas práticas e utilitárias a curto prazo para se tornarem mão de obra barata. Numa época em que a competição feroz fala mais alto que a solidariedade e a cidadania, vale a pena lembrar, para despertar o senso social adormecido do (des) governador Beto Richa, o que disse Albert Einstein:
    “Eu, enquanto homem, não existo somente como criatura individual mas me descubro membro de urna grande comunidade humana. Ela me dirige, corpo e alma, desde o nascimento até a morte, Meu valor consiste em reconhecê-lo. Sou realmente um homem quando meus sentimentos, pensamentos e atos têm uma única finalidade: a comunidade e seu progresso. Minha atitude social, portanto, determinará o juízo que têm sobre mim, bom ou mau. Não basta ensinar ao homem uma especialidade. Porque ele se tornará assim uma máquina utilizável, mas não uma personalidade. Os excessos do sistema de competição e especialização prematura, sob o falacioso pretexto de eficácia, assassinam o espírito, impossibilitam qualquer vida cultural e chegam a suprimir os progressos nas ciências do futuro. É preciso, enfim, tendo em vista a realização de uma educação perfeita, desenvolver o espírito crítico na inteligência do jovem.” (“¦) “A compreensão de outrem somente progredirá com a partilha de alegrias e sofrimentos. A atividade moral implica a educação destes impulsos profundos”.

    RESUMINDO: 2014 E GLEISI HOFFMANN, O PARANÁ NÃO ESTA AGUENTANDO MAIS, POR FAVOR, CHEGUEM LOGO”¦!

    Responder

  9. Na verdade o blogueiro está fazendo luta política. Agora, é preciso saber compreender o que os Palestrantes estão colocando para os professores. Em nenhum momento a responsabilidade pelo fracasso escolar é atribuido aos Professores, entretanto, não se pode negar que os Professores, Gestores, Educadores de forma geral tem responsabilidade também no fracasso escolar. Dizer que o estado não tem dado condição é falácia. Nenhum estado concedeu 35% de reajuste para os professores, 25% de hora atividade, salário em dia, as escolas tem sido reformadas, educação em tempo integral, então que mais queremos????

    • E você, caro “Paulo Fernandez”, não está fazendo “luta política”? Se não tivesse, com certeza, estaria dando milho aos pombos (ou seria aos tucanos?). É isso.

    • Paulo Fernandez, a lei é clara: 33% e não 25% de hora atividade. Ou cabe apenas a nós, pobres mortais, cumprir a legislação?

      • Pior é estabelecer critérios de hora atividade de acordo com o tempo de serviço. Até 5 anos de estado tem 4 horas, até 10 anos 5 horas e assim segue discriminando conforme o tempo de serviço…

    • O que o seu (des)governo prometeu, Paulo Fernandez:
      -Equiparação com a lei do piso nacional, com pagamento dos retroativos (estamos na justiça, para conseguir isto);
      -Equiparação imediata com o salário referencial do piso nacional (o nosso está 7,55% abaixo disso);
      -Oportunidade de discutirmos e elaborarmos as diretrizes curriculares educacionais (fizemos isto, a partir de 2005, até 2010, depois “misteriosamente” parou);
      -Mais funcionários nas escolas;
      -Mais horas de direção auxiliar;
      -turmas menores, como também define a lei do piso.

      Paro por aqui, informando-lhe que tudo isto e mais alguma coisa foi prometido pelo querido Flavio Arns, nas reuniões de negociação com a APP Sindicato.
      Ponto.

  10. Eu vou repetir o que já escrevi em outro tópico:

    fevereiro 7, 2013 às 10:00

    Eu quero aqui fazer justiça com a APP-Sindicato, o meu sindicato com muito orgulho, que mesmo com a pressão do PT e da turma do contra, joga a favor da educação do Paraná que está indo muito bem no governo de Beto Richa. Parabéns à diretoria da APP. É assim que se faz democracia: participando, sugerindo, conversando, colaborando”¦ brigando cada vez menos, mas garantindo mais conquistas à nossa classe!

    • Estimada Rafaela!

      Esta não é a opinião da APP SINDICATO, pelo contrario, o discurso é de oposição ao governo Beto Richa.

      A APP sindicato é solidaria aos professores, ao 1/3 de hora atividade, a equiparação com o piso nacional, a valorização e a dignidade do profissional.

      é possição que vc seja casada com um homem rico, que a sustente ou então que vc não tenha familia, pois não sabe o custo de manter uma familia, quem sabe ainda vc não pega nota fiscal ao comprar pão na panificadora, por conta disso não sabe quanto paga de imposto a cada dia.

      Diante deste contexto, o que ganha ta bom, to otimo, vive numa mediocridade!

    • De novo, Rafinha?????
      E desta vez, travestida de sindicalizada???????
      Que ridículo…

  11. Tudo… Absolutamente TUDO, ou Qualquer coisa para os Professores… é motivo para Greve… e os alunos… Que se fod…m, Vão trabalhar, Chega de Pretextos para ficarem desfilando pelas Ruas.

    • Estamos trabalhando. De Educaçao, nós entendemos. Nossa causa perpassa em primeiro lugar pela qualidAde de ensino nas nossas escolas públicas, onde a maioria dos paranaenses estudam. É Um absurdo o descumprimento de uma lei que poderia estar elevando o nível das aulas, proporcionando mais tempo para estudo, pesquisa, etc.
      É lastimável que pessoas que não entendem nada do assunto fiquem postando coisas desse tipo.
      Sou professor e luto pela Educaçao, minha carreira e as condições de trabalho que sou submetido.
      Por que o senhor não vai dar “pitaco” má carreira dos médicos, políticos, empresários, ou mesmo cuidar da sua???
      A propósito, o senhor tem uma profissão?

      • Quem coloca os políticos onde estão são as pessoas que não fazem a leitura do que esta acontecendo na sociedade. Eu não quero uma greve mas também não quero ser um mero instrumento reprodutor de conhecimentos e sim alguém que consegue estabelecer prioridades no planejamento. Este planejamento dentro das minhas horas atividades. Portanto, as pessoas acima deconhecem a dura realidade e postam para criar efeito. Melhor é ignorar!!

    • Vc está equivocado cidadão, se vc tem bom senso ou uma boa memória, há quanto tempo não há uma greve no Paraná, e sim, a greve ira acomtecer, vá em um colégio e procure saber a realidade, não tem merenda, falta pedagogo, falta funcionarios, o colegio q leciono, recebe 550 reais por mês para comprar tudo que diz respeito a higiene, desde papel higienico, vassouras, papel toalha, sabão, etc, detalhe temos 300 alunos ou seja, meno de dois reais por aluno… e tbm recebemos por ano 400 reais para comprar alcool em gel… para o ano inteiro… vc acha q isso esta certo… perdemos um sexto ano e um primeiro ano, pq o governo falou que com 48 alunos não pode ter duas salas de primeiro ano, ou simplificando, teremos uma sala com 48 alunos, numa sala que comporta 30, agora me fala quem consegue ensinar desse jeito, e para não ser egoísta, me responda, quem consegue aprender desse tumulto… pq nesse meio aparece diverso tipos de conflitos, e quem tem que remediar o professor, q deixa de ensinar para conter brigas, discuções, conversas, algazarras e outros problemas, repense o seu pensamento, se quiser vier conhecer a realidade de meu colégio ficarei muito grato de lhe apresentar… estou a sua disposição…

    • Certamente o senhor não é professor, faz mais de 10 anos que não há greve na rede estadual.
      Entre o senhor numa sala de aula com 45 alunos e 35 carteiras, faça o senhor os livros buRRocráticos só com 25% de Hora Atividade, prepare o senhor aulas para os estudantes que estão desmotivados em escolas mal conservadas e com falta de funcionários até mesmo de limpeza, corrija o senhor todas as atividades, faça as recuperações e as corrija com essa infimidade de tempo, daí sim o senhor pode criticar a (não existente) greve de professores. Vai ver o senhor não quer perder a CRECHE em que deposita seus filhos para que BABÁS pós-graduados cuidem deles enquanto o senhor trabalha.

    • Motivo para greve Vinicius? Sabe a quanto tempo não fazemos greve? Justamente pra nao prejudicar nossos alunos… sempre negociamos. 40 alunos por sala não dá… vai se informar primeiro.

  12. Temos Varias escolas com estas caracteristicas! Salas de aulas superlotadas e colegios como presidios!
    Imagine só, uma escola com 1600 alunos sem porta de emergencia, sem extintores, com instalação eletrica comprometida.

  13. Infelizmente o retrato é bem esse mesmo!

    Culpam o professor pelo fracasso escolar do aluno, porem não temos sequer estrutura fisica para trabalhar com o minimo de qualidade.

    São salas de aulas super lotadas, não há melhorias na bibliotecas, laboratorios de informatica sucateados,, escolas cada vez mais violentas e perigosas, saúde dos professores comprometida, reajusto abaixo da inflação, apenas 25% no maximo de hora atividade, sendo que a lei que devia ser respeitada fala em 33% e por ai vai…

  14. Texto muito interessante do dep. Tadeu Veneri, com relação aos cargos comissionados do Richa:
    http://www.tadeuveneri.com.br/noticias.aspx?ID=2090&ID_CAT=1

  15. Esse é o verdadeiro retrato desse governo Richa, isso nas milionárias propagandas pagas por eles, o povo não vê na TV.