Papa Bento XVI segue conselho do capitão Nascimento e pede para sair

do El País

Papa Bento XVI pediu para sair do cargo. Foto: Alessandro Di Meo/EFE.

Papa Bento XVI pediu para sair do cargo. Foto: Alessandro Di Meo/EFE.

O Papa vai deixar o pontificado em 28 de fevereiro próximo. A notícia, divulgada pela agência de notícias italiana Ansa informou que o próprio Papa anunciou a decisão durante a cerimônia de canonização no Vaticano de 800 italianos mártires e beatas latinoamericanas.

Em um comunicado citado pela Reuters, o Papa disse que não tem força o suficiente por causa de sua idade para continuar no cargo.

“O Papa anunciou que vai renunciar ao seu ministério à s 20 horas em 28 de fevereiro”, disse o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, citado pela France Presse.

A partir desse período o cargo ficará vago até a eleição de um novo papa.

O anúncio do cardeal Joseph Ratzinger, que chegou ao papado como Bento XVI, apenas tem um precedente na história.

A renúncia de Bento XVI veio sendo planejado há dois anos, quando admitiu a possibilidade durante uma entrevista com Peter Seewald: “Quando um Papa tem a clara consciência de não estar bem física e espiritualmente para realizar a tarefa confiada então tem o direito e o dever de renunciar. ”

Os rumores sobre a renúncia do Papa tornou-se ainda mais insistente durante Vatileaks escândalo, o roubo em massa de documentos privados que revelaram as lutas de poder no Vaticano.

O último papa que renunciou o cargo era Gregório XII, que renunciou em 1515 antes de se demitir.

Comentários encerrados.