Números positivos da economia dificultam ataques da oposição a Dilma Rousseff

do Brasil 247

Números macro e setoriais apontam para mais dinheiro no caixa do governo e retomada do crescimento da indústria e do comércio; crescem licenciamentos de veículos, comercialização de cimento e vendas de máquinas e equipamentos; entre arrecadação e despesas, governo teve superávit de R$ 7, 60 bilhões no mês passado; recorde histórico; "à‰ um absurdo dizer que não mantemos todos os nossos compromissos com os pilares da sustentabilidade", disse Dilma ao empresários no ressuscitar do Conselhão, na quarta-feira 27.

Números macro e setoriais apontam para mais dinheiro no caixa do governo e retomada do crescimento da indústria e do comércio; crescem licenciamentos de veículos, comercialização de cimento e vendas de máquinas e equipamentos; entre arrecadação e despesas, governo teve superávit de R$ 7, 60 bilhões no mês passado; recorde histórico; “à‰ um absurdo dizer que não mantemos todos os nossos compromissos com os pilares da sustentabilidade”, disse Dilma ao empresários no ressuscitar do Conselhão, na quarta-feira 27.

Não será tão fácil como previam nove entre dez analistas com espaço na mídia tradicional atacar o governo pela via da economia. As apostas na desaceleração da atividade estão sendo superadas pela exibição de resultados que vão indicando robustez para a conjuntura de 2013. Até mesmo as projeções do PIB feitas por agentes do mercado já convergem para uma elevação acima dos 3% até dezembro, com redução da taxa de inflação inicialmente prevista.

“à‰ um absurdo dizer que não mantemos todos os nossos compromissos com os pilares da sustentabilidade”, disse a presidente Dilma Rousseff, nesta quarta-feira 27, na retomada do chamado Conselhão, o plenário de empresários criado no governo Lula que havia sido deixado de lado na atual administração. “Mantemos a inflação sobre controle, e achamos que a inflação é um valor na medida em que ela garante não só os ganhos de salário, mas garante também a capacidade de previsão do governo e dos empresários e os ganhos dos empresários e dos trabalhadores”, completou ela.

Na mesma reunião, o ministro interino da Fazenda, Nelson Barbosa, afirmou que os atuais indicadores de janeiro confirmam a perspectiva de recuperação da economia brasileira. Entre eles, citou o aumento da produção e do licenciamento de veículos, da comercialização de cimento e da consulta para vendas no varejo.

“Todos concordam que teremos mais crescimento, menos inflação, baixa taxa de desemprego e continuação da expansão da massa salarial”, disse Nelson Barbosa. De acordo com os dados apresentados, a taxa de desocupação nos últimos dez anos caiu de aproximadamente 11% para em torno de 5,5%. A queda do desemprego veio acompanhada do crescimento da massa salarial, que teve aumento médio de 3,5%.

Num setor fundamental para a leitura do crescimento ou da economia, a Associação dos Fabricantes de Máquinas e Equipamentos reportou também nesta quarta 27 que o faturamento bruto do setor encerrou janeiro com um dos melhores resultados para o período desde 2009. Segundo a Abimaq, a carteira de pedidos da indústria de máquinas e equipamentos cresceu 7 por cento em janeiro, enquanto o faturamento bruto avançou ligeiros 0,2 por cento na comparação com o mesmo período de 2012, para 5,79 bilhões de reais. O consumo aparente, que inclui venda de máquinas nacionais e importadas no mercado interno, avançou 16,3 por cento sobre janeiro de 2012 e 6,7 por cento sobre dezembro, o que “indica que há demanda neste início de ano”, disse a entidade. A expectativa da Abimaq para 2013 é de crescimento de 5 a 7 por cento no faturamento bruto do setor, após uma queda de 3 por cento no ano passado, para 80 bilhões de reais.

O Banco Central, igualmente na quarta 27, anunciou um superávit primário recorde de R$ 30 bi, 251 bilhões em janeiro, alimentado pela forte arrecadação no período. Segundo informou a autoridade econômica, o resultado veio da economia fiscal de 26,088 bilhões de reais do governo central, diante da arrecadação também recorde vista no período, de R$ 116 bilhões. O superávit cobriu com folga a despesa com juros no mês, de 22,649 bilhões de reais. Com isso, o setor público consolidado registrou superávit nominal –despesa menos receita, incluindo pagamento de juros– de 7,602 bilhões de reais no mês passado.

DàVIDA EM QUEDA

A relação entre dívida pública e Produto Interno Bruto (PIB) fechou janeiro em 35,2 por cento e, para fevereiro, o BC estima estabilidade, informa a Agência Reuters. Em dezembro, a variável havia ficado em 35,1 por cento e, no final de 2011, em 36,4 por cento.

Apesar de acreditar que o governo não vai conseguir cumprir a meta de superávit primário neste ano, que equivale a cerca de 3,1 por cento do PIB, o economista-chefe do Goldman Sachs, Alberto Ramos, apontou à  Reuters que a relação dívida/PIB vai continuar com trajetória descendente.

“O superávit menor não deve, contudo, comprometer a trajetória de queda moderada da relação dívida líquida/PIB”, escreveu ele em nota, acrescentando que, para 2013, o primário deve ficar entre 2 e 2,5 por cento do PIB.

No acumulado em 12 meses até janeiro, o superávit alcançou 109,2 bilhões de reais, equivalente a 2,46 por cento do PIB.

17 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to mention I’m very new to weblog and actually enjoyed you’re website. More than likely I’m want to bookmark your blog post . You amazingly have terrific well written articles. Thanks a lot for revealing your web site.

  2. Pura verdade: JAMAIS DESEJAREI AO PESSOAL que se manifesta contra os Governos Lula / Dilma : “-Tomara que FHC / SERRA / DEM / PSDB voltem a governar o Brasil, para que vocês possam quantificar a CACA em que se meteram”. Consulte: “FHC deu vexame internacional e levou sermão de Bill Clinton”; quando andávamos pelos corredores dos supermercados, o que mais víamos eram as máquinas remarcadoras (pela manhã um preço, à tarde outro); Norte e Nordeste totalmente abandonados e mais, PARA QUEM NÃO SABE, por conta da “simpatia” e atrelamento PSDB/DEM/FHC/SERRA/VELHA MÍDIA (GRUPO BRASILEIROS ELITIZADOS UNIDOS DE WALL STREET), lá nos U.S.A. – a quem os BABA OVO “braZileiros” sempre pediram bênção – veja o que se publicava: “Livros de geografia nos EUA dizem que a amazônia não é brasileira. Por M.Mayall 22/11/2001 às 01:43. Todos nós já ouvimos falar que os americanos querem transformar a amazônia num parque mundial com tutela da ONU, e que os livros escolares americanos já citam a amazonia como floresta mundial”. Gente, não vamos na conversa do Arnaldo Jabor, da Urubóloga Miriam Leitão, Veja…etc. Gente, o mundo deles é totalmente diferente dos nossos e OS INTERESSES…!. Ah!. consulte E LEIA NA ÍNTEGRA : “Segurança nos EUA faz Lafer tirar sapato”; “Altamiro Borges: Serra tira os sapatinhos para os EUA”. Então, para encerrar: “Lula não lambeu as botas dos EUA! Que diferença pro FHC, né..”. Gente, vamos nos inteirar mais e valorizar AS PESSOAS QUE GOSTAM DE NÓS E QUE LUTAM PELAS NOSSAS CAUSAS !!!.

  3. “Refletirei sobre o futuro. Entendo que fazer projetos de futuro e lutar para concretizá-los é parte indissociável do viver, seja na vida pessoal ou na esfera da política”. Assim disse a cidadã e política Dilma Roussef.

    Esmael e demais o que mais chama a atenção nesta patética oposição ao governo Dilma?
    Resposta: É o estilo fora do contexto em que ela flutua, desconectada da vida do povo das periferias, com um discurso arcaico, vejam só, de retomada do poder e insiste em falar de algo que não encontra ressonância na vida real. Ou seja: A oposição fala exatamente de quê?
    Além da chata oposição “babona” de extrema direita conservadora que atende pelo nome de PSDB “DEMO”CRATAS, há uma oposição de faixada que diz “não ser de direita nem de esquerda” agarrada numa birra de alguém que quer ocupar a Presidência da República com um discurso venenoso e angelical, messiânico, sem eira nem beira”¦!
    Chega ser um escracho a incapacidade da oposição de perceber que as conquistas obtidas sob a marca “governo PT” (que não foi perfeito como qualquer estrutura de poder humano que já existiu) não podem ser desfeitas ou postas abaixo com discursismo vazio, pois melhoraram a vida do povo humilde e sofrido das periferias, que é grato e reconhece com o voto, único gesto que consideram capaz de transmitir os seus mais sinceros sentimentos e satisfação do estômago á todos conferidos!
    O discurso da oposição “babona”, vinda da extrema direita conservadora neoliberal (PSDB E “DEMO”CRATAS) só ressoará em corações e mentes se forem capaz de engolir o orgulho e a insolência defendendo o conquistado e que não desfaçam das conquistas e se comprometam a dar um passo adiante nas políticas públicas. Ou seja, há espaço para tanto, visto que á muito a fazer no rumo de um Estado de bem-estar social em nosso país, inclua-se o Paraná atualmente.
    Na minha reles opinião acho que o PT no poder poderia ter ousado muito mais, mesmo no formato de governo de coalizão. Nunca tive muitas ilusões com o partido no governo, apenas se concretizou o óbvio, que o sofrimento do povo pobre, foi refrescado. O que é muito, comparando-se com governos passados (PSDB e companhia). E continuo na mesma. Sendo o PT um partido de extração reformista, jamais revolucionário, cuja grande aspiração nunca foi além de gerenciar a crise do capitalismo e concretizar alguns direitos, seria de bom-tom não sonhar demais. E continuo na mesma.
    E, cá com nossos botões, avalio que, infelizmente, apesar do muito mais que poderia ter feito, e não fez nem fará, foi sob a marca do governo PT que tivemos os melhores governos da história do país, nos quais o povo se sentiu valorizado e acariciado e é foco das atenções. Nem mais, nem menos.
    RESUMINDO: É péssimo não haver uma oposição que se coloque como alternativa viável de progresso social, perpetuando no poder uma visão política que se sente “a última bolacha do pacote”. Com a oposição “antipovo” que está na praça, todos perdemos, pois ela é incapaz até de dissecar a filosofia do velho ditado, ou seja, “oposição não dá a ninguém, quem tem o que dar é o governo”, que sempre achei sem razão, mas que ilustra por que o povo tem respeito e gratidão com governos que respondem minimamente às suas necessidades básicas.

    • Celsão, muito bons os seus comentários. Só tem um problema: eles são muito longos. A turma desiste de ler… Que tal encurtar esses textos? Fica a dica. Abração e obrigado pela contribuição ao debate!

  4. Ze da Bota, mostre entao os numeros positivos quando FHC governou, seu leiteiro, serviçal da escoria brasileira e jagunço do Beto.

  5. Seu baba-ovo. Por quê não contesta os números da Dilma também? Os delas são verdadeiros, segundo a sua ótica, mas os do governador não.

  6. Chora tucanada incompetente, quando voces governaram o Brasil, jamais conseguiram esses bons numeros na economia brasileira, indústria de maquinas crescendo 7 vezes, aumento da massa salarial, isso tudo tucano nenhum conseguiu fazer, o que a turma do Pedro Malan, FHC, Serra, Armirio Fraga, sabia fazer era seguir de aviao na sede do FMI pedir dinheiro emprestado, pra cobrir as cacas que eles fizeram quando governaram.

  7. Profecia do General Ernesto Geisel (1974-1979)
    “Se é a vontade do povo, eu promoverei a Abertura Politica no Brasil.
    Mas chegará um tempo em que o povo sentirá saudades da ditadura Militar.
    Pois muitos que lideram o fim da ditadura, não estão visando o bem do Povo, mas sim seus próprios interesses.
    General Ernesto Geisel.
    E ele tava certo, há 10 anos essa profecia começou no Brasil.

    • Vitor, você diz isso porque estava no segmento favorecido pela ditadura. Nao consegue ver que o país foi entregue a interesses escusos de estrangeiros, o que só piorou o quadro sócio-econômico. Ademais, nao deve ter sido atingido por torturas e mortes na família para defender isso.
      está com saudade desse tipo de regime, sugiro a coreia do norte.

      • E o PT faz o quê, hoje? Está vedendo as estatais da mesma forma.

      • O Brasil entregue a interesses escusos dos estrangeiros durante a ditadura militar ? Tenha dó. Você não sabe nada. Você quer mudar a história.
        Os militares criaram um monte de …bras.
        Hoje sim estamos assistindo a uma entrega sem limites. Não só as estatais estão sendo entregues, como também as da iniciativa privada. Unilever e Pepsico, dentre outras, compraram empresas nacionais. Cortam empregos e baixaram salários.
        Outro diz que está crescendo a massa salarial. 800 reais ? Isto é salário ? Talvez para quem seja funcionários público ou de montadoras que ganham 5, 6, 12, 20 , 30 mil reais.
        Há anos atrás um analista de sistemas ganhava no mínimo 4 mil reais, hoje 1.200/2.500 – conforme anúncios que recebo da Catho. Um programador ganhava no mínimo 3.000, hoje 1.000, um operador de computador ganhava 2.000, hoje ganha 900. O digitador ganhava 1.500 e hoje ganha 680. É só ver nos sites de empregos.
        Trabalhei em informática desde 1974 e sei do que falo.
        Crescimento salarias houve somente para funcionários públicos.
        Minha cunhada é extremamente burra (fala: nóis imo, nóis vienhemo), trabalha dia sim, dia não e ganha 3.200 por mês na Saúde Pública. É auxiliar de serviços.
        Também nas montadoras e em algumas multinacionais houve um crescimento.
        Se você acha que o crescimento salarias foi tão bom assim, pergunte a um bancário do setor privado. Não vale dos marajás e chantagistas dos bancos estatais.
        E viva o Panamericano.

  8. Os números mais positivos são os da inflação que de 18 meses para cá já aumentou mais de 40% no mínimo – arroz de 5,80 para 10,80; feijão de 1,99 para 3,70 (ou mais); óleo de 1,99 para 3,40; álcool de 1,85 para 2,05; gasolina de 2,30 para 2,89, lavadora Electrolux 12kg de 799,00 para 1.099 (e com isenção de impostos); presunto de 8,90 para 18,90 o kg; queijo de 10,90 para 19,90 o kg. Fiz um levantamento de agosto de 2011 até agora e estes foram os aumentos de alguns itens.
    Inflação maquiada, como faziam os canalhas de governos anteriores.
    E as obras da Copa ? Superfaturamentos, falcatruas…
    Acorda povo.

    • Ai Raul só para esclarecer.
      O FHC entregou o Brasil para o LULA com a Gasolina R$ 2.40 o litro.
      Fevereiro de 2001 um pacote de arros dos mais simples R$ 6.50.
      Por coincidência tenho uma lavadora eletrolux 9 kilos na epoca não existia de 12 kilos comprada em 2001 no carrefour centro de Cotia S.Paulo Valor da nota fiscal R$ 917.00 não sei aonde você viu essa lavadoura eletrolux de 12 kilos por 799,00 eu concordo com você em algumas coisas porque não vou participar de coro de alta de preços, mais seus números não estão batendo em algumas coisas, por exemplo e uma vergonha a gasolina custar esse preço, porque inevitavelmente ela pressiona toda alta na economia, acho que independente das posições politicas e sem querer fazer politicagem já passou da hora de todos os Brasileiros dar uma prensa no Governo para baixar o preço dos combustíveis.
      principalmente as pessoas que apoia esse governo como eu, senão vai ficar parecendo que esta tudo bem, mais não esta!

    • Sua pinça está seletiva, Raul.
      escolheu a dedo o que subiu o preço. só que a inflação é um índice ponderado de preços. se esses subiram, mesmo que por sazonalidade, foram contrabalançados por outros que decresceram.
      ou mude de mercado…

      • Mostre-me o que baixou.
        A minha pesquisa foi feita em encartes e nas fotos do Google Maps (vista das ruas) onde fui até a frente de cada um e ví as propagandas. Não inventei nada. A Electrolux 12 kg estava a 799 no Muffato.
        Esclareço que atualmente não tenho ligação com qualquer partido, uma vez que pedi minha desfiliação do PT há poucos dias atrás.
        O preço das coisas estão sim subindo muito. Sou eu quem faz as compras em casa, tenho uma excelente memória e guardo notas e folders.
        Até nos carros não houve o desconto prometido com a retirada do IPI e mais recentemente do INSS. Isto foi provado pela imprensa, que mostrou o desconto somente em carros de luxo ou nas lixeiras. Os carros populares não tiveram o desconto.
        Não podemos nos deixar enganar.
        Eu não bebo, mas até as cervejas subiram…
        Não há pinçamento nas minhas pesquisas. Há realidade.
        O Lullincoln é traidor, assim como Dilma e o PT.
        Esclareço tenho o maior desprezo pelo FHC e seus companheiros do PSDB e DEM, mas deles nós podemos esperar tudo. Já do Lula e seu partido, nós (eu) confiavamos plenamente, mas quando vetou o fim do Fator Previdenciário, provou o quanto falso é. Mas as dele (tem 3) estão garantidas, assim como da Ideli Salvati, que se aposentou em dezembro com 6.100 por mes (acima do teto) e retroativos de 43 mil reais.
        Não gosto de falsidade, mentiras, espertezas… E nisso eles são bons.