Insuficiência respiratória de Chávez persiste e tendência não é favorável, diz governo da Venezuela

do Opera Mundi

Três dias após chegar a Caracas, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, segue com insuficiência respiratória e a tendência não é favorável!, informou comunicado oficial do governo — o primeiro desde o retorno do líder venezuelano de Havana. Desde 11 de dezembro de 2012, Chávez se recuperava de uma cirurgia na regiá pélvica devido a um câncer. Ele permaneceu por mais de dois meses internado na capital cubana.

A insuficiência respiratória persiste e sua tendência não é favorável, por isso ela continua sendo tratada!, disse o ministro, ao ler um comunicado oficial do governo. No entanto, segundo ele, o tratamento para a doença base (câncer) continua sem apresentar efeitos colaterais. O presidente se mantém confiante em Cristo, com máxima vontade de vida e com toda a disciplina no tratamento!, disse Villegas. A informação foi divulgada na noite desta quinta-feira pelo ministro da Informação Ernesto Villegas em cadeia nacional de rádio e televisão.

“Em contrapartida, o tratamento médico para a doença de base continua sem apresentar efeitos adversos significativos até o momento”, continuou o informe. Villegas afirmou que Chávez “se mantém em comunicação com seus familiares, com a equipe política do governo e em estreita colaboração com a equipe médica”. Além disso, o documento diz que o presidente “se mantém agarrado a Cristo, com a máxima vontade de vida e com a maior disciplina no tratamento da saúde.”

Segunda-feira (18/02), ao chegar ao aeroporto internacional Simón Bolívar, em Maiquetia, Chávez anunciou o retorno por meio de sua conta no Twitter. “Chegamos de novo à  Pátria venezuelana. Obrigado meu Deus!! Obrigado Povo amado!! Aqui continuaremos o tratamento”, escreveu. “Obrigado a Fidel, a Raúl e a toda Cuba!! Obrigado a Venezuela por tanto amor!!”, escreveu Chávez também na rede social. A chegada do presidente foi à s 2h30 no horário local, segundo a página de Chávez no Facebook. “Sigo aferrado a Cristo e confiante em meus médicos e enfermeiras. Até a vitória sempre!! Viveremos e venceremos!!”.

Tratamento

O presidente, de 58 anos e desde 1999 no poder, viajou em 10 de dezembro para Cuba para a quarta cirurgia contra o câncer. O governo venezuelano havia divulgado na sexta-feira passada as primeiras imagens de Chávez durante a recuperação, nas quais aparecia sorridente no hospital ao lado das duas filhas mais velhas.

Durante mais de dois meses, o governo venezuelano divulgou frequentemente boletins curtos sobre seu estado de saúde. O governo informou que Chávez respira por uma cânula traqueal que dificultava temporariamente a fala. Chávez foi reeleito em 7 de outubro de 2012 para um terceiro mandato de seis anos.

Devido ao tratamento, Chávez recebeu no início do ano, antes da data da posse — marcada para 10 de janeiro –, autorização da Assembleia Nacional para permanecer quanto tempo fosse necessário em Cuba. O TSJ (Tribunal Superior de Justiça) venezuelano corroborou a decisão dos deputados. Agora, a expectativa é a de que Chávez formalize em breve seu segundo mandato.

Se optar por seguir à  frente da Presidência, como até agora tem feito, o vice-presidente Nicolás Maduro é quem continuará liderando o governo, assumindo funções que podem ser delegadas por Chávez. Se decidir renunciar para continuar com o tratamento médico, novas eleições devem ser convocadas num prazo de 30 dias.

Comentários encerrados.