Diretores de escola preparam bolo de 1 ano para Richa

Diretores de escolas ainda não receberam a gratificação. Foto: AENotícias.

Cerca de 2,5 mil diretores das escolas da rede pública estadual do Paraná !“ incluindo aí as conveniadas !“ avisam que vão preparar um bolo para comemorar um ano de promessa não cumprida pelo governador Beto Richa (PSDB).

O tucano e seu vice e correligionário Flávio Arns, secretário da Educação, em 5 de março de 2012, em almoço festivo no restaurante Madalosso, na capital, prometeram elevar a gratificação dos gestores eleitos a novembro de 2011 (clique aqui para relembrar).

Animados, na época, os gestores aplaudiram de pé Arns e Richa. A promessa era de que em uma semana (7 dias) a mensagem propondo o aumento seria votada na Assembleia Legislativa do Paraná.

Atualmente, a gratificação do diretor é de R$ 800 para uma jornada de 40 horas. O diretor-auxiliar recebe cerca de R$ 700 pela atividade.

Como vingança é um prato que se come frio, esses mesmos diretores que se dizem enganados pelo tucanato prometem dar o troco na greve prevista para março. Eles garantem que jogarão pesado para que os educadores paralisem 100% as escolas em todo o Paraná.

No próximo dia 9 de março, a APP-Sindicato realizará assembleia geral da categoria para finalizar a mobilização da greve. Segundo o professor Luiz Paixão Rocha, dirigente da entidade, não haverá “sangue doce” com o governo.

Tem que existir uma proposta concreta do cumprimento de novo reajuste do piso (7,115%) e da implantação imediata dos 33% da hora-atividade. Nada de promessa. Tem que estar votado e aprovado pela Assembleia Legislativa!, disse Paixão.

Comentários encerrados.