Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Deputado afirma ter 18 assinaturas para instalar “CPI da TV Globo”

Deputado Fábio Camargo (PTB) promete abrir "CPI da Globo" na Assembleia Legislativa do Paraná. No entanto, colegas acreditam que o parlamentar "vai amarelar" na última hora. Será?

Deputado Fábio Camargo (PTB) promete abrir “CPI da Globo” na Assembleia Legislativa do Paraná. No entanto, colegas acreditam que o parlamentar “vai amarelar” na última hora. Será?

O deputado estadual Fábio Camargo (PTB) afirmou neste domingo (17), em conversa com este blogueiro, que já conseguiu as 18 assinaturas (um terço) necessárias para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Assembleia Legislativa do Paraná, para investigar o grupo RPC — dono de jornais como a Gazeta do Povo e de emissoras de TV afiliadas à  Rede Globo.

O jornal Gazeta do Povo, na edição deste domingo (17), diz que 14 vereadores e ex-vereadores cometeram irregularidades com verbas da Câmara de Curitiba entre os anos de 2006 e 2011. Dentre eles está o hoje deputado estadual Fábio Camargo (PTB), filho do presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador Cleyton Camargo. Segundo a reportagem, empresa de um assessor do parlamentar teria recebido R$ 341 mil. Fábio Camargo jura que não cometeu nenhuma ilegalidade porque não tenho que devolver nada!.

Utilizando-se daquela máxima segunda qual a melhor defesa é o ataque, Fábio Camargo afirmou ao blog que pedirá nesta segunda-feira (18) a abertura de uma CPI para investigar o jornal Gazeta do Povo.

De acordo com o deputado (clique aqui para relembrar), o jornalão terá que devolver R$ 3 milhões à  mesma Câmara por supostas irregularidades em contratos de publicidade. Camargo diz que está tudo documentado em um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O deputado denuncia que o grupo sacava o dinheiro no caixa sem emitir nota fiscal ou comprovar a execução do serviço jornalístico à  Câmara Municipal de Curitiba.

“Eu tenho fato específico para abrir uma CPI, eu tenho documentos que comprovam as irregularidades cometidas pelo jornal Gazeta do Povo”, disse o deputado, que promete mostrar farta documentação em discurso na tribuna da Assembleia.

Fábio Camargo não vê dificuldades em abrir a CPI mesmo com duas outras na frente desta que ele propõe investigar a Globo. Na Assembleia, só podem funcionar cinco CPIs ao mesmo tempo.

Tem uma [CPI] que eu presido, a das obras da Copa, outro pedido para investigar as falências, também feito por mim, e a do pedágio que está na fila. Acho que a ‘CPI da Globo’ vai tramitar rápido na Assembleia Legislativa do Paraná!, analisa o parlamentar.

As cinco CPIs funcionando atualmente são: a dos Grandes Devedores de Tributos, das Pesquisas do Ibope nas Eleições de 2012, a CPI dos Planos de Saúde, a das Operadoras de Telefonia Móvel e a CPI das Obras da Copa de 2014.

Comentários desativados.