Aos gritos de “Fora, Yoani”, blogueira cubana desembarca

do Brasil 247

Yoani Sánchez iniciou sua viagem ao mundo em 80 dias pelo Recife; apoiada pela Sociedade Interamericana de Imprensa, ela pretende denunciar restrições à  liberdade em Cuba; no fim de semana, Veja tentou alimentar uma crise artificial ao denunciar uma suposta trama armada pelo "eixo PT-Havana" para desmoralizá-la.

Yoani Sánchez iniciou sua viagem ao mundo em 80 dias pelo Recife; apoiada pela Sociedade Interamericana de Imprensa, ela pretende denunciar restrições à  liberdade em Cuba; no fim de semana, Veja tentou alimentar uma crise artificial ao denunciar uma suposta trama armada pelo “eixo PT-Havana” para desmoralizá-la.

Yoani Sánchez, a polêmica cubana responsável pelo blog Generación Y, já está entre nós. Ela desembarcou no Recife, onde foi saudada por gritos de “Fora, Yoani”, por movimentos que expressam solidariedade a Cuba.

Uma das faixas dizia “Fora Yoani, agente do serviço dos EUA contra o povo cubano”. Um ativista ainda tentou esfregar dólares em seu rosto. De bom humor, ela respondeu: “Isto é a democracia”.

De Recife a blogueira seguirá para Salvador e Feira de Santana, onde participará da exibição do documentário Conexão Cuba-Honduras!, do cineasta Dado Galvão.

Sua viagem não teria a menor importância, se não tivesse sido transformada por veículos da imprensa brasileiro como um ato de protesto ao regime castrista.

Neste fim de semana, Veja denunciou uma suposta trama armada por um “eixo PT-Havana” para desmoralizá-la e cobrou que representantes da oposição respondessem à  altura !“ no que foi atendida pelos saltimbancos de sempre: àlvaro Dias (PSDB-PR), Agripino Maia (DEM-RN) e Roberto Freire, do PPS (leia mais aqui).

Apoiada pela Sociedade Interamericana de Imprensa, ela fará uma palestra no jornal Estado de S. Paulo e viajará durante 80 dias, cumprindo um roteiro no qual pretende denunciar arbítrios e injustiças do regime cubano.

Comentários encerrados.