86% dos curitibanos querem Richa subsidiando tarifa do ônibus, diz Paraná Pesquisas

Em encontro no dia 13 de dezembro, Richa não disse nem “sim” nem “não” ao pedido de ajuda de Fruet. A tendência é que o tucano pulverize o subsídio da tarifa do ônibus com outros municípios paranaenses e deixe o pedetista com a batata quente do reajuste nas mãos.

O diretor da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, diz que 73% dos curitibanos são contra reajuste na tarifa do ônibus. Ok, tudo bem. Nesse quesito até o papa demissionário Bento XVI acharia o valor injusto.

O levantamento do instituto, realizado 23 e 25 de janeiro, também aponta que 86% dos moradores da capital defendem a intervenção do governador Beto Richa (PSDB) para manter a tarifa congelada em R$ 2,60.

Ainda de acordo com a pesquisa, 60% dos usuários do transporte coletivo consideram caro o preço da tarifa do ônibus.

A Paraná Pesquisa diz que a maioria (25%) crê que a passagem de ônibus subirá até R$ 3,00.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), reivindica do governo estadual manutenção e ampliação de subsídio para garantir a passagem de ônibus congelada. Caso contrário, informa a prefeitura, a tarifa vai subir (clique aqui para relembrar).

E daí Richa, dá ou desce?

Comentários encerrados.