16 de fevereiro de 2013
por Esmael Morais
48 Comentários

Prefeitos suspendem transporte escolar e ameaçam acampar em frente à  sede do governo do Paraná

Clique na imagem para ler o documento.

Clique na imagem para ler o documento.

Prefeitos da Amocentro (Associação dos Municípios do Centro do Paraná) decidiram fazer um acampamento em frente ao Palácio Iguaçu, sede do governo do Paraná, na próxima terça-feira, dia 19 de fevereiro, em protesto contra o calote no repasse de recursos ao transporte escolar dos municípios. ... 

Leia mais

16 de fevereiro de 2013
por Esmael Morais
75 Comentários

Gurgel escolheu a dedo possível algoz de Lula

do Brasil 247

Depois de dizer que o depoimento em que o empresário Marcos Valério envolve o ex-presidente Lula diretamente com o suposto esquema do mensalão seria encaminhado para o Ministério Público Federal em São Paulo, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, mudou de ideia e enviou as acusações a Minas Gerais. O procurador-geral justificou a mudança de ideia dizendo que tramitam na Justiça mineira outros processos referentes ao esquema. Mas a decisão talvez tenha outro componente: um dos procuradores que irá investigar o caso, José Adércio Leite Sampaio, é pessoa de total confiança de Gurgel !“ e não será surpresa se o ex-presidente vier a ser denunciado.

Leia, abaixo, reportagem da revista Istoé deste fim de semana, que trata do caso:

Os homens que vão investigar Lula

Quem são os procuradores federais responsáveis pela apuração das acusações de Marcos Valério contra o ex-presidente

por Josie Jerônimo

Desde a quinta-feira 14, o procurador Leonardo Augusto Santos Melo, 36 anos, encontra-se no centro de um furacão político. Caberá a ele, escolhido por sorteio, a tarefa de examinar as seis peças de acusação reunidas pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Sem prazo definido para desincumbir-se do trabalho, Santos Melo, que está há nove anos no Ministério Público Federal de Minas Gerais, terá a palavra inicial sobre o caso. Pode pedir o indiciamento do presidente pelo crime de tráfico de influência, como admite a documentação de Gurgel. Ou escolher outro caminho, mandando arquivar o processo. Caso decida encerrar o caso, a decisão não será definitiva, pois há a possibilidade de outro procurador pedir que o processo seja reaberto e examinado mais uma vez.

Ainda que o estatuto do Ministério Púb Leia mais