Veja como era o debate eleitoral em Curitiba na década de 80

Em 1985, o confronto televisivo pela prefeitura de Curitiba reuniu Roberto Requião (PMDB), Jaime Lerner (PDT), Bento Beneli (PTB), Edésio Passos (PT) e Paulo Pimentel.

Requião venceu essa disputa e cinco anos depois se elegeu pela primeira vez governador do Paraná.

O dinheiro da época ainda era o “cruzeiro”.

O vídeo é da RPC TV/Globo.

12 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I am newbie to blogging and site-building and certainly loved you’re blog. Very likely I’m going to bookmark your blog post . You certainly have wonderful well written articles. Bless you for sharing with us your web page.

  2. Do ex-gov. PP, me lembro que foi um pé de boi para trabalhar- nada com o apelido de Paulinho Nelore, e soube se cercar dum excelente quadro de secretários, um dos melhores.

    Ele tem um título de cidadão honorário de haver lá na minha Santa Isabel do Ivai e olhem só, eu era vereador do MDB. Prá nós lá, os melhores até agora foram Moisés Lupion, Paulo Pimentel, Álvaro e Zé Richa.

  3. Jaime Lerner já era mentiroso desde aquela época.
    Tentou enumerar um monte de compromissos mas só conseguiu mesmo mostrar serviço no transporte coletivo (naquela época). Falou em não temos crianças com fome, com creche/escola integral, etc…
    Gostei do título de ‘decorador de cidade’ que o Requião lhe atribuiu.

  4. Paulo Pimentel é um caso interessante. Eleito governador em 1965 com apenas 37 anos de idade, exerceu o mandato até 1971. Na época era uma das grandes promessas da política paranaense. Porém, virou pó. Candidato em reiteradas eleições, nunca mais conseguiu se eleger para um cargo majoritário. Foi apenas eleito deputado federal constituinte, em 1986, tendo uma atuação medíocre.

  5. Era do mesmo jeito. Mentiras, acusações, falácias, e os mesmos candidatos. E o que é pior os mesmos puxa-sacos.

  6. Na minha opinião a briga boa em 2014 será o HoMeM do Mapa da Mina, o Leão do PNBC e da Meritocracia Eleitoral, a Mega-Solução, versus Lula (situação) e FHC ( oposição), as duas raposas felpudas do continuismo da mesmice. Será que eles topam ? Duvido. Irão fazer coador nas camisas de tanto correr e fugir do Leão. O resto não tem graça, é tudo aprendiz e arremedo de FHC e Lula, é briga de foice no escuro, é mais perda de tempo versus tempo perdido.

  7. Não, não, Luizão. O HoMeM não é o batmam, nem o abutre, nem o demo, nem o super-homem, não é um pássaro, e muito menos mais um avião de carreira. O HoMeM é apenas o HoMeM, do povo, apartidário, aliás o único HoMeM do Brasil, que, sem medo dos abutres, demos e vampiros do Brasil e do povo brasileiro, que sugam o nosso sangue, suor e lágrimas, nos propõe a libertação, o Novo Caminho para o Novo Brasil de Verdade, porque evoluir é preciso, com o PNBC (Projeto Novo Brasil Confederativo) e a Meritocracia Eleitoral, o Megaprojeto Novo e Alternativo de Nação e de Política-partidária-eleitoral, a verdadeira democratização das eleições, capazes de transformar o voo de galinha do Brasil (pibinho de 1%) em voo de águia (pibão grandão), além da China, EUA, Europa e Cia. Pergunte à mídia luso-tupiniquim safada, vampira, continuista da mesmice, por quê ella está escondendo o HoMeM há cerca de 20 anos ?

  8. Quem sera o HoMem??Será o batmam? Será um abutre?Ou será q é o DEMO mesmo!!???

  9. O CRAQ é foda mesmo!! Tem gente vendo dragão, mula sem cabeça, boi-tata,fantasma da opera e tudo mais… eita craq veio!!hehehehgeheheheheheheh.

  10. PROTESTO CONTRA A VENDA DA COPEL. VÍDEO DA RPC
    glo.bo/Wvv6jD

  11. Ela continua linda e muito mais desigual

  12. E de 1964 a 2012, passando por 1985, lá se vão 48 anos de ditaduras: millitar, partidária, midiática e, sobretudo, econômica, impostas pelo velho establishment continuista da mesmice, do tudo como dantes no velho quartel de abrantes. Todavia, com o PNBC, a Meritocracia Eleitoral e o HoMeM do Mapa da Mina, o Brasil e os brasileiros podem mais, muito mais. Verdade seja dita, Justiça seja feita. Caso Campos e Aécio, agora, estejam tb de fato apaixonados pelo “novo pacto federativo”, e queiram aderir e participar de verdade da grande transformação estrutural e política do Brasil cujo Megaprojeto já está pronto e em marcha há cerca de 20 anos, pois então, ao invés de tentarem atacar de impostores políticos temporais, camaleônicos, oportunistas e aproveitadores, e tentar comer o prato já feito por outrem há muito tempo, com muito sacrifício, que tenham a dignidade de fazer com hombridade a parte que lhes caberá no Senado da República. Feliz 2013, a todos, convicto de que dias melhores estão por vir,com o HoMeM, o PNBC e a Meritocracia Eleitoral. Que tal começarmos por estabelecer a partir de 2013 a disputa entre a Mega-Solução X situação e oposição ? O fato é que o HoMeM do Mapa da Mina do bem comum do povo brasileiro está na área, rugindo: olha eu aí gente, cantando: “esse cara sou eu” e pedindo: “vamos refletir para revolucionar”¦”, clamando: “oi abram alas que eu quero passar”, avisando: “ Ói, oi o TreMM”¦”. Portanto, Dr. Leão e Marina Silva 2014, com o Leal, Campos, Gabeira e Aécio, entre outros, no Senado, é a nossa sugestão, seja pelo PDT, seja pelo PSD, seja pelo Partido Novo, ou seja por uma grande coalizão de muitas siglas que tb desejam, de verdade, a grande transformação do nosso Brasilzão, pelo Novo Caminho de Verdade, rumo ao sucesso pleno do bem comum da nossa população. Aliás, quando Kassab declarou que o seu PSD não é de esquerda, nem de centro e nem de direita, que na verdade quer ser a favor das grandes mudanças e até mesmo de um nova constituinte, na verdade, ele acenou em direção ao HoMeM do Mapa da Mina, ao PNBC e à Meritocracia Eleitoral. Por outro lado, adoro Tia Dilma, que sempre me pareceu uma boa Camarada, dei a minha cara a tapas por Ela, pelo Lula e FHC, mas, a nosso ver, o pibinho de 1%, marca o fim do projeto e ciclo de poder do psdemb-ptmdb-agregados, iniciado com o Gov. Itamar, que, de fato, durou mesmo 20 anos, como previu o finado Sérgio Motta, ministro-tratorzão de FHC, a concluir-se em 2014. Aliás, mesmo período de tempo no poder da famigerada ditadura militar, de triste e infeliz memória, fato esse que, ao que parece, indica o tempo máximo de ciclos de poder no Brasil, democráticos ou ditatoriais, face aos modellos de república e de pollítica-partidária-eleitoral, 171, já condenados à morte pelo STF, mas que ainda estão aí, não obstante o prazo de validade vencido há muito tempo, a nosso ver. Em assim sendo, situação e oposição, que são as duas faces e molas propulsoras do mesmo e velho modello continuista da mesmice que aí está, na verdade, estão em palpos de aranha com vistas a 2014, tendo como contraponto a Mega-Solução, a Evolução, como propõe o HoMeM do Mapa da Mina, com o PNBC e a Meritocracia Eleitoral, o Novo Caminho para o Novo Brasil de Verdade, o pibão grandão. Portanto, caso Kassab tenha de fato montado o PSD para ser parceiro do HoMeM do Mapa da Mina e das grandes mudanças estruturais que o país necessita, e tiver coragem de anunciar isso já, e o HoMeM como pré-candidato à Presidência, a sucessão de 2014 pega fogo, com certeza.