“Só assumo a presidência do PT no consenso”, diz Jonny Stica

Vereador Jonny Stica pedala levando Gustavo Fruet na garupa.

Vereador Jonny Stica pedala levando Gustavo Fruet na garupa.

O blog falou com o vereador Jonny Stica sobre a sua possibilidade de assumir a presidência do PT de Curitiba.

O partido está sem presidente na capital, pois a titular Roseli Isidoro se licenciou para assumir a Secretaria Municipal da Mulher e a vice da sigla, Mirian Gonçalves, também havia deixado a direção antes da disputa interna que a escolheu como vice na chapa do prefeito Gustavo Fruet (PDT).

Blog – Estão falando que você vai assumir a presidência do PT na capital.
Stica – Não recebi nenhum convite oficial.

Se convidado, você aceitaria o desafio?
Só no consenso.

Tem medo de disputar?
Não, mas não tenho saco para ser meio presidente. Só aceito presidir o PT no consenso, com o apoio de todas as correntes internas.

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Consenso, ensinava Walmor Marcelino nos idos dos anos 60, é a superfície de um pântano. Se você mergulhar, não sabe o que encontra embaixo do espelho. Por sua vez, a democracia exige e implica a exposição de fraturas a um processo (sério) de crítica e autocrítica, dinâmica indispensável à solução das divergências. Se um candidato ‘só aceita’ um determinado cargo partidário ‘se houver consenso’, na realidade propõe a transgresão e dissolução de um dos pilares de sustentação de qualquer exercício democrático. Uma porretada desse porte é um mal começa de ano e, ao que tudo indica, a exposição de alguns ‘acertos’ intramuros para eliminar, e de vez, um cenário de disputa saudável à vida partidária. Disputa de idéias e não, é evidente, de pessoas. Se é uma iniciativa particular, pior. As cortinas do palco anunciam uma velha tática de esconder nas coxias o fantasma da ópera. Consenso nesta altura dos acontecimentos é falta de bom senso temperado com supressão lenta e gradual de qualquer terreno para avaliação de erros e acertos diante de um programa partidário que, se não me engano, ainda está em vigor; meio capenga, é verdade.

  2. essa feminista precisa se informar mais… a tal secretaria ja foi criada sim… e em criterio especia, e por decreto do proprio prefeito. para criacao de fato e estruturaçao dela, e necessaria a camara voltar do recesso para que seja votada a sua criacao e estrutura de fato…. as pessoas qiue por aqui comentam, precisam se informar melhor….

  3. Mais uma vez a atual direção do PT de Curitiba consegue criar o discenso… ao lancar o nome do vereador Jonny Stica sem consultar a base e o coletivo do partido acaba por criar desconforto e animosidades contra o vereador que teria sim muita chance de ser uma escolha de consenso.
    O resultado do encontro e da urna não foi suficiente para mudar a postura autoritária e impopular.

  4. A tal secretaria das mulheres ainda não foi criada, o resto é só propaganda, estamos de OLHO…..