Secretário do Trânsito decreta o fim da indústria da multa em Curitiba; veja o vídeo

O engenheiro civil Joel Krà¼ger, secretário Municipal do Trânsito, decretou oficialmente nesta quarta-feira (30) o fim da indústria da multa em Curitiba.

“Na gestão do prefeito Gustavo Fruet (PDT), enquanto eu estiver à  frente da Setran (Secretaria de Trânsito), não haverá indústria da multa. Eu decreto, a partir de hoje, o fim dessa sanha arrecadatória”, disse o secretário.

Em conversa com o blog, Krà¼ger afirmou que se sentirá realizado se, ao final de seu trabalho, os agentes de trânsito não aplicarem nenhuma multa contra os motoristas. “Esse é o objetivo, não aplicar multas. Só mesmo em casos extremos”, recomenda.

O secretário, que também é presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), acredita que o trânsito da capital será resolvido em curto prazo a medida que outros modais de transporte sejam implantados.

“Queremos melhorar o transporte coletivo e transformar os modais de transporte não motorizados — bicicleta e a pé — como políticas públicas. As empresas poderão ganhar incentivos fiscais para estimular seus funcionários a deixar os carros na garagem”, disse Joel Krà¼ger. Ele também ressaltou a importância da integração da Setran com as secretarias da Educação, Esporte e Saúde, dentre outras.

Sobre a questão dos contratos com empresas que fornecem radares eletrônicos à  prefeitura, o secretário limitou-se a dizer que esse assunto já está sendo tratado por uma força-tarefa e que em breve haverá novidades.

141 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Veja bem, como nao existe industria de multa se eu fui multado em um lugar (endereço) que nao existe. Veja fui multado em Maringa.pr no cruzamento da avenida brasil com a avenida xv de novembro. ESTAS AVENIDAS SAO PARALELAS…..LAMENTAVEL ESTA INDUSTRIA

  2. Seja em Curitiba, Londrina, Maringá ou outra cidade qualquer não existe indústria da multa, mas sim motoristas irresponsáveis, sem escrúpulo, que abusam nas Avenidas, Ruas e Rodovias.
    O Secretário não deve determinar aos Agentes de Trânsito que não multem pois estarão prevaricando e daí a situação deles fica difícel…vão cair no Ministério Público.
    Ou os Agente vão denunciá-lo e ele perderá o cargo rapidinho…

  3. Não sou contra Radar! Acho que se alguém fura sinal, estaciona em local proibido, faz conversão proibida… tudo isso tem que ser multado sim!!!

    Mas fui multado pelo Art. 170 “dirigir ameaçando outros veículos” Todo mundo aqui sabe o como se ameaça outros veículos? No CTB não diz quais circunstancias vc ameaça outros veículos, e nem no auto de infração diz de que forma ameacei algum! Nunca fui orientando, e nem estou sendo orientado agora, qual a função desta multa então? Arrecadar?

  4. A Industria da Multa Existe Sim!!!!
    Não sou contra os radares, pois ele prova que vc ultrapassou o limite de velocidade, mas ja fui vítima desta industria em multas não explicadas! Jamais soube o que fiz errado e nem no auto de infração descreve que erro cometi! A multa de função de punir, educar, prevenir e orientar e desta forma só tem fim de arrecadação não explicando o que se fez de errado!! Basta um policial anotar sua placa e colocar qualquer artigo no CTB que nunca vai se provar que você não cometeu tal infração! A palavra do cidadão nunca vale nada perante a de um policial!

  5. No sábado de Carnaval estacionei no centro quase meio dia, o local que eu tinha que ir era ao lado e fechava ao meio dia. Realmente não coloquei cartão porque não encontrei agente na hora, havia um cartão usado no painel que esqueci de retirar. Quando voltei havia uma notificação de infração. Encontrei a agente e ela me falou sobre o procedimento pra regularizar: ir ao Setrans, ruas da cidadania ou acessar pelo site. Obviamente os espaços para regularizar estavam todos fechados durante o feriado prolongado, e como no aviso de infração diz que temos 05 dias corridos para regularizar, então tentei entrar no site. Nas diversas vezes que tentei só dava mensagem de erro, de infração não localizada. Liguei no 156 e o próprio atendente tentou entrar no site e viu o erro no site. Registrei a reclamação e recebi como resposta que o site funcionou sem problemas durante o carnaval. Hoje recebi uma multa. Não estou me isentando da minha responsabilidade, apenas quero poder repará-lo. Eu trabalho na região metropolitana de Curitiba em horário comercial e não tenho quem possa passar na Setrans por mim em horário comercial, como tanto cidadãos trabalhadores. O horário de atendimento da Setrans é das 8:30 às 17:00 hs de segunda a sexta-feira, as ruas da cidadania até as 18:00 hs. Portanto quem trabalha em horário convencional, que é a maioria da população, não tem como ir. Também sugeri no 156 que os horários para regularização na Setrans sejam estendidos, e recebi como resposta que os horários são aqueles mesmos. Somos notificados de infrações até as 19:00 hs e aos sábados, então por que não podemos regularizar também nestes horários? Isso é uma indústria de multa, pois cerceia a possibilidade do cidadão de regularizar infrações. Repito, não estou me esquivando da minha responsabilidade, apenas quero ter condições de regularizar. Antigamente, os agentes vendiam os blocos de estar na rua e era possível regularizar imediatamente. Por que pararam de vender? Por que os horários de funcionamento da Setrans são tão restritos para o atendimento ao público e amplos para aplicar multas? É lógico, pra dificultar a regularização!!! Se isso não é indústria de multa, o que é então?

    • é isso ai certissimo. os criticos acima são todos agentes ou mamiferos das tetas vão trabalhar o cambada .

      • A Indústria de multas existe. Só não vê quem não quer ou quem nunca dirigiu por Curitiba. Num trânsito péssimo como o nosso o que não falta é matéria prima para a indústria de multa pois o mortorista para se locomover pela cidade devido ao excesso de congestionamento muitas vezes causado pela péssima administração do trânsito e falta de bosas condições de fluxo e condução é obrigado a dar um jeitinho para poder andar pelas ruas sem atropelar ninguém nem bater em outros veículos. O prefeito prometeu que iria resolver o problema durante a campanha e até agora não fez nada de concreto a não ser dar a Consilux o aval de colocar mais radares pela cidade! Um verdadeiro absurdo e roubo! Somos assaltados diariamente por essa indústria de multas como se não bastasse os impostos caríssimos que pagamos para circular no péssimo trânsito curitibano. Só o fato de não ter rompido com a XConsilux mostra que a máscara do novo pretfeito está caindo. Ele negociou a redução dos aluguéis dos radares, mas ao mesmo tempo deu autorização para a empresa duplicar a quantidade dos mesmos de modo a arrancar cada vez mais dinheiro da população. Fora isso , esses radares são uma verdadeira armadilha, prinipalmente na hora do rush, pois devido ao fluxo de veículos e a falta de planejamento do transito, a ausência de semáforos inteligentes, etc, muitos carros ficam presos entre a faixa de pedestres e os cruzamentos trancando os acessos. Quando os sinais fecham esses carros são multados pelos radares sem terem cometido nenhuma infração, pois levaram azar de estarem na hora errado e no local errado sem terem qualquer espaço para saírem desses locais para os quais foram empurrados pelo tráfego antes do sinal fechar. Um verdadeiroabsurdo! Se esse prefeito fosse sérioteria rompido com a Cosilux desde que assumiu. Infelizmente as coisas continuarão como estão, pois o Fruet já começou a mostrar sua verdadeira face: aumentou a passagem de ônibus, manteve o contrato com essa empresa picareta e ainda permitiu que eles dobrassem o número de radares instalados na cidade! Palhaçada !

  6. CONTINUANDO….. Os objetivos serão aingidos? SIM Haverá ônus ao condutor? SIM, se passar corrNÃO HAVERÁ.endo poderá ter a suspensão do veículo afetada, porém o ÔNUS DA MULTA E DOS PONTOS

  7. Acabar com a indústria da multa? FACÍLIMO. Fruet e Joel, faço a seguinte proposta: retirem os radares e lombadas eletrônicas. Implantem em seus lugares as lombadas físicas e travessias elevadas para pedestres. DSomente assim será efetivamente desativada a indústria das multas eletrônicas. PONTO FINAL. NÃO HÁ MAIS O QUE DISCUTIR. Os objetivos de redução de velocidade serão atingidos, sem que seja imposta ao condutor o peso da multa e dos pontos pela infração. Creio que os condutores ficarão satisfeitos. Será desconfortável? SIM. HAV

  8. Resposta a todos os questionamentos acima descrito.

    Multa de radar justa, é multa com foto tirada mostrando a infração, e não somente a praca do carro. ex. Foto tirada mostando o carro e os pneus dianteiros em cima da faixa de pedestre. Esta foto não pode ser contestada.
    Isto é multa justa, honesta e incontestável. E por aí a fora…
    O restante é pucha saquismo, falta de conhecimento e até cabide de emprego.
    Tenho dito

    Valdir

  9. Não cabe à Setran promover “educação para o trânsito”, que é tarefa de auto-escola. Motorista com carteira de habilitação é obrigado a obedecer às leis de trânsito. Se descumprir, deve ser punido na exata forma da lei, que é para todos indistintamente. Os equipamentos como radares são utilizados em todas as cidades do mundo desenvolvido – inclusive nas de pequeno porte – pois as imagens constituem provas irrefutáveis das infrações. Reclamar da suposta “indústria da multa” é chororô de gente incivilizada que quer reinstalar a barbárie no trânsito, um espaço de vida em coletividade que necessariamente deve ser regulado, já que os veículos automotores são usados como verdadeiras “armas” por alguns indivíduos. Sem radares voltaria a lei do mais forte.

  10. À margem da existência ou não da “indústria da multa”, chegou a hora de acabar com a ladainha de EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO.

    Ora, pressupõe-se que um motorista HABILITADO tenha pleno conhecimento de que a) furar semáforo vermelho, b) trafegar pelo acostamento, c) não acender os faróis ao anoitecer, d) não parar diante de uma faixa de pedestre/travessia elevada (o curitibano é craque nisso), e) tirar vantagem utilizando-se de faixa indevida (ele precisa chegar antes do que os demais), f) estacionar/parar em local proibido, atrapalhando o fluxo, g) dirigir embriagado, h) etc … É ERRADO, CONTRARIA AS LEIS DE TRÂNSITO.
    Ou estou enganado???

    Motorista infrator não carece de educação, pois já aprendeu o que é certo ou errado no trânsito. PRECISA DE PUNIÇÃO!!

    Sr. Secretário Municipal de Trânsito, DEIXE DE LADO A LADAINHA DE “EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO”. ISSO NÃO FUNCIONA! NÃO PERCA TEMPO!

    FAÇA MELHOR: desloque os agentes de trânsito de dentro das viaturas (onde ficam inoperantes dentro de veículos igualmente sujeitos aos congestionamentos) para as vias públicas, portando os respectivos blocos de atuação.

    Só é autuado quem merece!

    • Parabéns, você seria o secretário que Setran de Curitiba precisa com poucas palavras falou tudo, o atual pode entender de engenharia mas não serve para o trânsito fora Joel…

  11. Acho tão engraçado este termo “Indústria da Multa”… Se realmente existe uma “Indústria”, consequentemente existe matéria-prima para esta indústria, não é mesmo? E quem é a matéria-prima? É a Prefeitura? A Setran? Não!!! São os motoristas infratores!!!
    Eu sempre digo e repito: não quer ser autuado? É muito simples!!! RESPEITE O CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO!!!
    Quanto à declaração deste infeliz Sr. Secretário, ele perdeu uma excelente oportunidade de ficar calado!!!

  12. Simplesmente absurda a postura do Sr. Secretário.

    Trabalho na SETRAN e afirmo, POR PARTE DOS AGENTES NÃO EXISTE INDÚSTRIA DA MULTA, isso é uma falácia. E nos radares, se estiverem devidamente aferidos, quem faz a multa é o cidadão. O povo brasileiro é medíocre!!!
    Essa gestão começa muito normal, como o Fruet agora é amigo do PT, qual é a estratégia?? Desmoralizar a administração anterior, isso todo mundo sabe que expediente do PT!!!!

    Com que cara agora eu vou enfrentar aquele cidadão infrator que insiste que está certo, que é indústria da multa, que tem que ter bom senso???
    Com a mesma cara de pau que o Sr. Secretário falou essa bobagem sem tamanho??

    Todo cidadão sabe que existe o CTB, que todos temos que seguir suas regras, daí, quem não segue está certo????

    Tem agente que faz mais de 30 autos num dia de trabalho, e quem não faria pessoal??? fique em um semáforo e veja quantas conversões proibidas, avanços de sinal, parada na faixa vocês presenciariam!!!
    E tem outra coisa, um fez 30, o outro não fez nenhum porque passou o dia fazendo orientação em obra, fazendo operação escola, etc.

    Vocês estão todos por fora do que é a fiscalização de trânsito. Agora vamos ver como a população vai reagir com o próprio secretário afirmando que em Curitiba existe a indústria da multa. Que Deus nos de paciência para aguenta esse povo.

    PARABÉNS Sr. SECRETÁRIO, MEUS PARABÉNS.

    Obs.: não sou agente de trânsito, graças a Deus.

    • Muitas multas não são justificadas, não explicadas! Nem na copia do auto de infração descreve a infração e há artigos que são muito abrangentes!
      Meu pai ja foi multado por estacionar em lugar proibido sem jamais ter estacionado no lugar!
      Foi multado por transportar criança entre os bancos dianteiros, sendo que é fisicamente impossível por se tratar de um carro com banco interiço!
      Mas a palavra de um agente ou policial é sempre unica a do cidadão não vale nada!
      Parabéns! Estão arrecadando bem com os palhaços que somos nós! Mas educar não educam ninguém!

  13. LENDO ALGUNS COMENTÁRIOS FIQUEI COM A IMPRESSÃO QUE OS REALMENTE OS VALORES ESTÃO TOTALMENTE INVERTIDOS.CAI POR TERRA UM TRABALHO FEITO PASSO A PASSO PARA TENTAR FAZER DE CURITIBA UM EXEMPLO DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO . OS AGENTES DE TRÂNSITO SÃO OS VILÕES E OS CRIMINOSOS DE TRÂNSITO SÃO AS VÍTIMAS.A INSTITUIÇÃO FICA DESMORALIZADA E AS AGRESSÕES COM OS AGENTES JÁ RECOMEÇARAM. AtÉ QUANDO ?SERÁ QUE UM DIA SEREMOS RESPEITADOS ? SIM ! QUANDO A LEI FOR RESPEITADA POR TODOS.

  14. Esse secretário vai durar pouco no cargo pelo jeito, pois já começa falando asneiras.
    1º – O Código de Trânsito Brasileiro vai e deve se cumprir, independente da vontade de qualquer administrador público local, senão vamos ter que denunciar isso ao ministério público, TJ, sei lá quem. Entendam infratores, esse cara entrou, vai sair e o código vai continuar a ser cumprido.
    2º – Não existe indústria da multa, nenhum agente municipal, estadual ou federal recebe por multas aplicadas, é uma lenda urbana dos ratos infratores e preconceito de quem não conhece o sistema… esse secretário Joel sabe de algo que não sabemos? Que a imprensa o aperte para dar explicações, porque usou o termo “indústria da multa”? Está apenas falando o que a massa quer ouvir? Uma jogada política?
    3º – Quem tem conhecimento já ouviu falar: O trânsito se apoia sobre um tripé ““ Educação, engenharia e fiscalização, se um deles for tirado, tudo desmorona.

  15. Muito simples mais ou menos igual projetar uma casa, primeiro o engenheiro acaba com a matéria prima e depois com a industria ou seja não vai haver mais infração de trânsito e na sequencia não haverá mais multas, vai ser muito bom vamos poder atravessar a travessia elevada de olhos fechados não vamos ver mais ninguém falando ao celular em quanto dirige invadindo faixas,etc.
    Curitiba dos sonhos, ou seja será que sonhei este vídeo é real?

  16. Se o Sec de Trânsito de Curitiba, Eng Joel, declarou acabar com a “indústria das multas” com a intenção de lançar uma questão polêmica, atingiu seu objetivo porque dificilmente o trânsito, em suas várias facetas, é discutido, debatido ou pessoas tem a oportunidade de enviar seus comentários. É interessante que o Secretário leia os comentários. Não são tantos, mas o suficiente para ter uma idéia do pensamento dos cidadãos. Alguns apoiaram literalmente a declaração, certamente achando que não acontecerá mais multas. Outros, na grande maioria repudiaram, alegando que se não ocorrer as multas, o infrator vai fazer gozação, aproveitar-se e então você dá um tiro no pé. Creio que o Secretário tenha legitimidade para declarar, pois se foi escolhido pelo Fruet para tal função, é porque tem conhecimento e capacidade para executar a gestão do trânsito de Curitiba. Para que se configure a”indústria das multas” em Curitiba acho que há necessidade de algumas condições que deverão existir e que esclareço a seguir:
    1. quanto a fiscalização por equipamentos, no caso o radar ( controlador da velocidade) : o equipamento não subiu nos postes pintados de verde sozinho, foi um ser humano, técnico da Diretran e depois Setran que escolheu o local para instalar e o CTB define estas condições, de forma que se não atende a estas condições, uma boa parte da “indústria das multas” é de responsabilidade da Diretran…..Setran.
    2. quanto a fiscalização por equipamentos, no caso a lombada eletrônica ( redutor de velocidade) estas, não subiram no pórtico sozinhas, um ser humano foi quem decidiu colocá-las nos locais onde estão, esta forma uma boa parte da responsabilidade pela “indústria das multas” é da Diretran…..Setran.
    3. em ambos os casos, no CTB não está definido que um dos requisitos para a implantação de radares ou lombadas eletrônicas seja a arrecadação.
    4. quanto a fiscalização humana realizada pelos agentes de trânsito, não pode agora a corda arrebentar sobre os mesmos, uma vez que, certamente, estavam e estão cumprindo determinações quanto a forma de fiscalizar e autuar, no caso prevalecendo o binômio tradicional da mesmice infração-multa-infração-multa-infração-multa. Para mudar este hábito será preciso muita doutrinação e conscientização aos agentes para autuar conforme o dia, hora, local, tempo, o que é o verdadeiro avanço de semáforo, e circunstâncias do momento. Se há a orientação dos gestores para autuar com todo o rigor, sem dar espaço para qualquer tentativa de interpretar o espírito da lei, a responsabilidade pela”indústria das multas” é destes gestores, que orientaram os agentes para trabalhar desta forma.
    5. a matéria prima para a”indústria das multas” é a infração cometida, detectada e autuada pelo agente ou pelo equipamento. No entanto, esta “matéria prima” tem de sobra em Curitiba, eis que o número de infrações cometidas não são detectadas e nem autuadas em função da fiscalização deficiente.
    5. a educação e a conscientização para o trânsito seguro são importantes, porém entendo que sem a devida fiscalização, muito pouco avançarão no caminho do evitar a infração voluntariamente.
    6. a fiscalização e a autuação justas e bem aplicadas são importantes, pois podem até fazer com que o infrator se conscientize de que não vale a pena cometer infrações, pois há danos econômicos e em termos de pontuação. Imagine quanta coisa dá para comprar se não for preciso pagar uma multa?
    7. você já percebeu um condutor com pressa ou aquele que tem o hábito de andar mais rápido do que o necessário? Para este o sinal vermelho é uma tragédia, o veículo da frente que diminuir a velocidade porque vai virar para a direita é nó cego e até o ônibus que para no ponto é um grande atrapalho. O condutor curitibano imagina que dirigir é ligar o carro, tirá-lo da garagem e trafegar pelas vias, apenas com direitos, pois os deveres somente servem para atrapalhar seu deslocamento. Ele é individualista, prevalece seus interesses, suas vontades e suas necessidades acima dos direitos dos demais.
    8. Roberto, sou Cel da RR da PMPr desde 1977 e nos últimos anos da careira fui Cmt da Polícia Rodoviária Estadual por 3 anos e do BPTran, mais 2 anos. Passei a gostar muito das questões do trânsito e a estudá-lo. O que você falou é verdade, pois embora sempre tenha trabalhado na RR, no início da Diretran( 1998 e 1999), no treinamento de motoristas de ônibus(9 anos), na gerência de segurança de um shopping fino na Comendador Araújo( 12 anos), e a 11 meses exercendo a função de superintendente Guarda Municipal de Colombo, gostaria sim de colaborar com Curitiba trabalhando na área do trânsito para oferecer sugestões valiosas para que o resultado dos acidentes não sejam graves em termos de mortos e feridos e para que seja possível uma mobilidade segura. Os curitibanos iriam se surpreender com as ações que seriam realizadas.
    9. acho que já falei demais. Coloco-me à disposição para novas trocas de idéias. Telefone 8516-4647.

  17. A área urbana compreende toda a cidade e é evidente que nas vias do anel central ampliado a velocidade certamente deve ser menos do que 60 km/h. Os pedestres devem caminhar pelas calçadas. Os ciclistas pelas ciclovias ou ciclofaixas. Para atravessar uma via existe locais apropriados, nas faixas de pedestres junto aos semáforos, nas travessias elevadas para pedestre ou nos locais onde exista a lombada eletrônica de preferência com um refúgio central. Defendo ainda a hipótese das vias serem fiscalizadas por radar, mas sem indicar a localização dos mesmos, mas sinalizando adequadamente a via e apenas alertando ” velocidade controlada por radar”. Havendo a indicação sobre a localização do radar este passa a se equivaler a lombada eletrônica, já que certos condutores aumentam a velocidade onde não há o equipamento. Em termos de travessia de ruas, os pedestres não respeitam fazer a travessia no local correto e fazem a travessia em qualquer local. Em termos de circulação de ciclistas o que se vê é ciclistas trafegando sem a mínima noção de risco, em situação completamente irregular, sendo que alguns até mesmo passam no semáforo vermelho, enquanto os carros estão parados, e por pouco não atropelam o pedestre atravessando regularmente na sua faixa. Considero esta discussão interessante, já que poucas vezes as pessoas falam sobre trânsito. Retornando ao assunto principal, “a indústria das multas”, entendo que o assunto não pode ser considerado de forma literal, destacando como já disse que os equipamentos controladores ou redutores de velocidade devem ser colocados em locais efetivamente necessários em relação a acidentes e a autuação feita pelos agentes devem ser pautadas na interpretação do espírito da lei e também no discernimento adequado quando do dia, hora, local e circunstâncias do momento e tentar desvincular a cultura da multa, que é simplesmente infração-multa-infração-multa como hoje acontece, sem que haja nenhuma preocupação em aplicar a autuação interpretando o espírito da lei. Sobre a velocidade digo que a mesma é o portal das fatalidades, e é por isso que o CTB diz que a autoridade pode definir velocidades maiores ou menores daquelas contidas no CTB, com a devida análise do local e os riscos de uma velocidade maior. Quanto ao radar causar acidente, talvez aconteça com alguns por causa do poste pintado em verde e que freiam bruscamente para não ser multados ou pelo fato daquele que vem seguindo, não guardas a distância de segurança adequada. Acima de tudo, defendo a idéia de não indicação do local da instalação do radar para evitar, em alguns casos o rallye. Espero ser entendido. Quando comandei o BPTran, em 1995 e 1996, utilizávamos bastante o radar portátil, variando os locais de fiscalização. Espero estar errado, mas quando o Eng Joel mencionou acabar com a indústria das multas, certamente , creio ter sido um termo muito brusco e trouxe a satisfação para muitos infratores, que talvez até aceitem e considerem importante a
    fiscalização e as multas, mas para os OUTROS e não para si mesmo. O trânsito é um cenário complexo porque complexa é a cabeça das pessoas e encontrar o ponto de equilíbrio de acordo com os parâmetros legais é fundamental.

    • Cel…
      1º. O agente da Setran é comissionado, se não multar “ganha conta…

      2º. Arma de fogo não mata, quem puxa o gatilho é que mata… Assim é no trânsito, motoristas que “abusam” da imprudencia são perigosos, mas apenas uma fiscalização “policial móvel” é que pode pará-los, não um radar estático!

      3º. Os radares fixos não cumprem o art. 7º do CTB, pois NÃO EDUCAM! Explico… se eu ultrapassar o limite de velocidade em um radar fixo, só tomarei ciencia, por volta de, um mês depois e não associarei a notificação ao excesso de velocidade…

      4º. O radar móvel, operado por “policiais”, desde que obrigue o condutor a parar e oriente-o sobre o fato (discricionariamente notificando ou não) é efetivo.

      5º. As notificações da Setran, em relação ao não uso do cinto de segurança, são absurdas pois, uma vez que os comissionados não podem abordar os veículos, os mesmo notificam sem “dó”, mas não determimam ao condutor que coloque o cinto, como poderíamos esperar de uma abordagem feita por policiais…

      6º. E não menos importante é a questão por trás dos radares estáticos, ou fixos: Eles não tem o objetivo de aferir a velocidade dos veículos (como os móveis operados por policiais), apenas de reduzir o efetivo policial de trânsito necessário a operação dos radares moveis com abordagem policial educativa/notificatória. Porqeu como disse acima, notificação também ajuda a educar…

      7º. O radar fixo é amplamente utilizado em rodovias como LOMBADA… podendo ser removido para outro ponto e sem o incoveniente de reduzir tanto a velocidade dos veículos e formar filas atrás de caminhões.

      Espero que o Sr. permaneça na discussão, pois também entendo que a discussão sobre transito é fundamental.

      • Exatamente isto ai Roberto! Não há como negar que não seja apenas um ato arrecadatorio mascarado de uma certa forma de regular velocidade dos veiculos.

      • A Primeira frase é mentirosa. O AGENTE DA SETRAN Não pode receber nem aceitar nenhum tipo de gorgeta ou bonificação.POR FAVOR, vamos manter o nível do diálogo. e não perder a sensatez.

      • Roberto, você tem habilitação? estudou o código de trânsito conhece seus deveres? cinto de segurança sabe o que é? precisa alguém orientar você a utilizar ou você anda na cadeirinha ou bebê conforto? toma vergonha este comentário é coisa de criança quando você crescer você vai entender…

        “”1º. O agente da Setran é comissionado, se não multar “ganha conta”¦””

      • Seu idiota…. os agentes não ganham comissão. De onde diabos vc tirou esta baboseira para falar? Eu acho que todos os agentes debveriam descobrir seu nome, endereço e o que mais fosse preciso para te processar por calunia.

  18. Hipócritas….. comentadores hipócritas… dizer que o radar evita acidente! é mais fácil o radar causar acidentes do que evitá-lo (como quando o condutor “acorda”, lembra do radar e “mete” o pé no freio… O radar evitou o Dep. Carli de trafegar a 190 km/h??? o Radar me impede de andar à velocidades incompatíveis???

    O que me impede não é o RADAR, mas sim minha CONSCIENCIA. E minha CCONSCIENCIA é acionada pela EDUCAÇÃO que recebi….. e pelo prejuízo que as multas me trazem (economicidade).

    Radar não impede ninguém de correr!

    • Vimos recentemente uma tragédia em Santa Maria -RS e agora todo mundo tentando achar um culpado. Assim é fácil, faltou fiscalização rigorosa desse e daquele, sem dúvida. Em proporção igual ou maior a essa, ocorre tragédias diariamente no trânsito brasileiro e por falta de uma fiscalização mais rígida para fazer cumprir regras de trânsito. Queremos sim mais fiscalização e mais rigorosa, chega de mortes no trânsito, chega de nós contribuintes pagarmos a conta por conta de abusos no trânsito. Fiscalização sim e rígida, é isso que os cidadãos honestos e cumpridores das regras querem. Impunidade só querem aqueles que não seguem as leis e estes mesmos depois de tragédias acontecidas acham facilmente culpados e sempre quem? Fácil: Faltou fiscalização rígida

      • Também quero uma fiscalização rígida… como nos EUA, onde o cidadão que fura um sinal é perseguido pela polícia e arrastado até um juiz… na hora…

        Não como aqui, onde somem fitas de radar… Ou vc não sabe quem era o outro carro do “racha”???

  19. Industria da multa …por que radar esta sempre num local onde vc vem na velocidade certa e naquele momento o carro tem um impulso inercial? Sempre num ponto mais baixo da via. E as áreas para Estar? São tantas que já atingem bairros muito distantes do centro. Não será com estar que vamos racionalizar os estacionamentos, pois, o governo incentiva a venda de carros, mas cobra o preço no combustível, pedágios, estacionamento , ipva, etc…vamos construir estacionamentos públicos, ou o bndes vai destinar linhas de credito para construção de estacionamentos? A prefeitura e governo do estado podem mesmo priorizar campanhas educativas mais çriativas, p.ex, começar levando as escolas e ensinando aos motoristas de amanha como dirigir, com pecas teatrais, vídeos, premiar com algum tipo de desconto no ipva ou no estar, qd por período de um ano o motorista não apresentar infração , e por aí vai…pois incentivar não é bajular ou encobrir, mas, o simples fato de fazer com que as pessoas dirijam com mais atenção e busquem conduzir seus veículos em paz, harmonia e gentileza já seria um prêmio para todos. A verdadeira educação para o transito, além de incentivar o cumprimento das normas, poderia estimular os motoristas a serem mais gentis, p.ex, qd o motorista da frente der sinal de mudança de faixa ele, simplesmente , reduzir o suficiente para a manobra acontecer.

  20. Eu tenho percebido que muitos condutores estão adotando, mesmo nos trechos da via que não tem o radar, uma postura diferente : independente do radar estão procurando manter os 60 KM por hora. Isto é bom. Quando isto acontecia na época sem radar? A fiscalização eletrônica é excelente. Só autua se houver a infração. Acabar com a “indústria das multas” em relação a fisc eletrônica significa colocar os controladores e redutores de velocidade nos locais onde realmente sejam necessários. Em relação a fisc humana, a infração, embora cometida, deve ser interpretada conforme o dia, a hora, o local e as circunstâncias para dai sim emitir uma autuação. Isto será conseguido através da instrução aos fiscais para que obedeçam a doutrina fiscalizatória do gestor.
    Cel Luiz Eduardo Hunzicker

    • 60km por hora pode parecer bom para vc. mas é muito rápido para quem está a pé, quem está de bicicicleta ou para quem quer atravessar a rua.
      em cidades mais organizadas que já visistei (Lyon, Munique, Bruxelas) a velocidade máxima dentro da zona urbana raramente é maior que 40km/h.
      Então está longe de Curitiba ter um trânsito bom. Velocidade não é sinonimo de rapidez. Simuladores de tráfego comprovam isso. Rapidez é planejamento de vias com poucas faixas (duas no máximo) e com poucos obstáculos e com pouca diferença de velocidade entre os veículos. Assim todo munda anda “junto”, para pouco e chega mais rápido, mesmo a velocidade máxima sendo bem menor.
      Mas vai convencer isso se a mentalidade geral e até de um Cel é que velocidade é importante…
      Lamentável!

    • Me desculpe Coronel, mas dói no ouvido quando alguém que trabalha com trânsito ouve a expressão: ” cade o bom senso?” .

      E falo com propriedade, os agentes orientam sim o condutores!!

      É só ouvir nosso “HT”!!

      É extremamente comum ouvir coisas do tipo : ” CCO , 2 condutores autuados e 4 orientados QSL.”
      Vocês deveriam se informam melhor de como é feito nosso trabalho antes de falarem certas coisas.

  21. O que eu acho uma vergonha é dizer que só haverá multa em caso extremo. O motorista curitibano perdeu o medo e a vergonha. Agora fala ao celular enquanto dirige, na maior cara de pau, com a janela do carro aberta. O legal é que vejo de monte isto acontecer e nunca tem um agente para aplicar uma multa. Se eu fosse o secretário diria que iria endurecer ainda mais, fiscalizar ainda mais, multar ainda mais. No trânsito não tem esse negócio de ser bonzinho com o motorista…por que será que acontece tanto acidente por causa da imprudência???? O motorista que conhece as leis de trânsito e as respeita, dificilmente será multado.

  22. Temos de implantar ESTAR no centro cívico…

  23. O objetivo dos radares não é educar e sim faturar, tal faturamento que não tomamos conhecimento do seu destino.
    O papel do agente de trânsito é de orientar.
    O fim dos radares, não implica no fim das multas.
    Curitiba é uma cidade marcada pelos exemplos no país. O Curitiba é conhecido por ser extremamente mal educado no trânsito.
    Que tal iniciativa da SETRAN busque então a educação no trânsito, como forma de nos destacarmos novamente no país como exemplo.
    Quem sabe um dia, chegamos ao modelo de Gramado, no qual não há muitos semáforos na cidade, o motorista é consciente e respeita ao máximo o pedestre quando trafega.

    • Concordo plenamente!!! FIM dos radares FIXOS!!! implantação imediata de radares móveis em todas as ruas 24h por dia! Todas as multas com recursos destinados exclusivamente para manter o sistema funcionado.
      Assim não tem choradeira.

    • “O Curitiba” mal educado no transito? Que planeta vc vive cara pálida? ou melhor… de onde vc veio? Deve ser um daqueles forasteiros que vem de morar em Curitiba para falar mal da cidade ao invés de agregar alguma coisa… Gramado é um cidade com 35 mil habitantes e turística, não queira comparar…

    • Hugo eu não consigo entender essa educação que voce fala:
      1- pra vc dirigir, imagino que vc tenha feito Auto escola, e no curso vc deve ter aprendido algumas coisas que vc não pode fazer no trânsito , ou você faltou algumas aulas…….

    • Agente de trânsito não é pago para orientar!!
      Quem orienta é auto escola!!!!

      Me provem que estou errado!!! Me mostrem onde no código de trânsito está escrito que o agente deve orientar quem fura o sinal!!!!

      Infração cometida é multa meus senhores!!! O resto é conversa para boi dormir!!!

  24. Não é indústria da multa, é indústria da vida!
    O que não dá mais pra aguentar é gente acima da velocidade, gente alcoolizada, falando ao telefone, com criança solta dentro do carro, etc!

    Se pra coibir essas condutas a gente precisa de fiscalização e pulso firme, que seja!

    Agora, o secretário denota não ter experiência nenhuma no ramo, principalmente por desconhecer que o destino da arrecadação é o próprio trânsito!

  25. É uma pena. Sob o pretexto de não ser ilegal esse “ingenheiro” Kruger joga por terra todo um trabalho de valorização do Conselho Profissional (CREA) realizado pelo Alvaro Cabrini e Rossafa. Acha que assinar os ofícios e discursos vazios em eventos como convidado é o suficiente.
    Seja homem e principalmente ÉTICO Kruger. Renuncie à presidência do CREA-PR. Abra espaço para quem quer realmente fazer alguma coisa pelos engenheiros e agrônomos do Paraná. O Senge que vá catar coquinho. O Sr. derrotou um candidato que por certo estaria fazendo um trabalho muito melhor que o seu. Larga o osso. Siga os seus projetos pessoais e limpe a escrivaninha da Zamenhoff.

  26. Para começar tornar isso realidade, tenho uma sugestão (tenho outras também, mas como dizia Jack, o Estripador, vamos por partes). Existem vagas destinadas à carga e descarga em toda a cidade; essas vagas estão reservadas (conforme legislação municipal) para serem utilizadas única e exclusivamente para atender esse fim, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 30 dias por mês, 365 dias por ano. Em todas (acredito) grandes metrópoles do país há legislação que permite e restringe horário de circulação para carga e descarga dos veículos destinados a esse fim, principalmente na área central das cidades, isso também para não congestionar ainda mais o trânsito caótico que enfrentamos no dia a dia. Em Curitiba não. Qualquer horário é “bom” para que os grandes veículos realizem as atividades de entrega e retirada de materiais, mercadorias e produtos. Sábado à tarde, à noite, domingos e feriados. Além disso, nos finais de semana e à noite quando o comércio está em sua maioria fechado, essas vagas ficam ociosas e a legislação não permite que carros de pequeno porte as utilizem e se assim o fizerem, sofrem a aplicação de multas. Moro no centro e testemunho constantemente a ação dos fiscais da Setran realizarem esse trabalho. Recentemente presenciei essa ação, mais precisamente na última terça-feira, dia 29, entre 19 e 20hs na Rua Voluntários da Pátria, 1ª quadra que inicia na Praça Rui Barbosa. O agente/fiscal da Setran multou pelo menos 5 (cinco) veículos que ocupavam as vagas que estavam ociosas pois naquele horário não acontece nenhuma atividade de carga ou descarga no local, mesmo porque o comércio está fechado ou fechando. Isso acontece também nos domingos e feriados, durante a manhã e tarde ou noite mesmo. Essa é uma das formas da indústria da multa arrecadar, claro que “cumprindo” o que determina a Lei. Pois é, e o bom censo fica anode? Se realmente o Secretário está disposto a acabar com a indústria da multa, uma ação prática e rápida pode ser dada através da articulação pela Setran com algum vereador na mudança e correção da legislação de trânsito municipal. Acredito que seria um passo interessante e de reflexo imediato.
    E.T.: a moto utilizada pelo agente/fiscal da Setran, durante o período em que realizava a aplicação das multas permaneceu estacionada exatamente na vaga destinada para carga e descarga.

    • Estes quase 700 comissionados da Setran, que ficam multando… porque recebm ordens!!!

      Não tem estabilidade de emprego, se não cumprir a cota de multas é mandado embora…

      Isto ninguém fala…

      • nossa Roberto, vc está bem mal informado, todos os setecentos funcionários que vc cita são concursados.

      • Não são comissionados !!!
        Mais asneira, são todos concursados!!!
        Não possuem estabilidade pois não são estatutários!

        Eu faço um desafio a quem quiser!!

        Provem o que falam!!! Provem a indústria da multa!!!
        Ou melhor fiquem em cruzamentos de conversão proibida, em semáforos, em estacionamentos proibidos, etc, e verifiquem quantos autos vocês fariam, ou teriam que fazer, caso fossem agentes de trânsito!!

        Discurso absurdamente político deste secretário!!!

        • Sim meu pai levou multa que é impossível de acontecer, transportar crianças em um lugar que não existe no carro dele! Invenção de um agente!!! Tanto que o ultimo recurso dele nunca teve resposta!!! Não foi julgado, afinal na última instancia tem que pagar para entrar, ja tava pago, nem quizeram julgar!!!

  27. Mais pirotecnia do Fruet… não vai acabar com radar… E se tem de acabar com alguma coisa, é com a Setran… ou vai deixar esta turma sem concurso na prefeitura???

    • Quanta asneira!!

      Quem está na SETRAN é sim concursado!!!
      Apenas estão cedidos à SETRAN!!!
      E tem outra coisa, quem trabalha na SETRAN não tem culpa se algo foi feito de forma errada na formação da estrutura de fiscalização de trânsito de Curitiba!

      Você por acaso sabe quantos funcionários ou servidores estão cedidos à orgãos que não os seus de origem em todo o país??
      Lógico que não , nem eu sei!!
      Por favor, não fale bobagem!!

    • So para esclarecer Roberto,,, acredito que vc desconheça esse fato, mas todos os agentes são concursados, tiveram que estudar para o concurso, estudam diariamente para atualizar os conhecimentos sobre o transito para realizarem um trabalho honesto e no final tem que ficar escutando babaquices como esta que vc está dizendo. Se liga maluco…..

  28. Confesso não ter lido nenhum comentário, muito porque para que eles não me influenciassem…
    A velocidade máxima permitida em área urbana em qualquer local do país é de 60 km/h, salvo algumas vias expressas com velocidade maior (como as marginais de SP…).
    ESTA É A LEI. (lei não se discute, se cumpre!)
    Os radares estão nas cidades exatamente para PUNIR os infratores que exacerbam tal velocidade, certo?
    Simples assim: passou dos 60Km/h está INFRINGINDO a lei e, portanto será multado. Alguma dúvida sobre o que? Estamos de acordo com a lei? Sim?
    Então, pergunto: qual é o problema dos radares?
    Os radares estão aí para punir quem desrespeita a lei, só isso! Ou não?
    Passou da velocidade permitida, está errado e, portanto, será multado!
    Por favor! Me digam se há alguma coisa errada até aqui.
    Claro que não! Se esta é a lei, ela tem de ser cumprida!
    Então, pergunto: Por que não ter radares? Por que não multar?
    Não seria o fato de andar acima da velocidade permitida ou não multar quem o faz algo como não fazer mais saídas de emergências, permitir entrar mais pessoas que o recomendado/permitido, etc. etc. que vimos na tragédia de Sta. Maria? Pensem…
    Transgressão é transgressão!
    Velocidade acima do permitido, na minha opinião, é o mesmo que botar mais gente que o permitido na boite Kiss.
    É diferente???

  29. KKKKKKKKKKKKKKKK esta foi a melhor do secretario do Gustavo engana povo….nao mudou nada mesmo tem que acabar com a industria de radares………. na linha verde e vergonhoso…… numa cidade que a violencia impera os assaltos em horarios noturnos…….. tem que acabar com as arapucas que so da dinheiro pra socios do ICI,,,Instituto Curitibano de Informatica …lembram povo que controla esses radares em Curitiba,
    Histórico

    A licitação para operação dos radares em Curitiba foi marcada por uma série de prorrogações e questionamentos na Justiça:

    Jan 2010 ““ A prefeitura anuncia a Consilux como vencedora da licitação. Equipamentos começam a operar em abril.

    Mar 2011 ““ Após denúncia, prefeitura rompe unilateralmente o contrato com a Consilux, mas continua pagando um valor mensal pelo aluguel dos radares e técnicos da empresa. Urbs passa a operar o sistema.

    Dez 2011 ““ Prefeitura lança licitação para contratar empresa que fornecerá os equipamentos de fiscalização eletrônica, ao preço máximo de R$ 28,3 milhões.

    Jan 2012 ““ Consórcio Iessa Indra Velsis faz uma proposta de R$ 27,4 milhões e é o primeiro colocado no edital. O Tribunal de Contas do Estado e o Tribunal de Justiça do Paraná determinam a suspensão da licitação.

    Fev 2012 ““ Justiça determina o prosseguimento da licitação.

    Mar 2012 ““ TCE suspende novamente a licitação. O órgão acata argumento de uma das participantes de que a concorrência estava direcionada.

    Mai 2012 ““ O TCE determina o cancelamento da liminar que suspendia a licitação.

    Jun 2012 ““ Os equipamentos fornecidos pela Iessa são instalados em ruas da cidade para os primeiros testes.

    Jul 2012 ““ No dia 31, a Setran informa que haverá continuidade dos testes com os radares da Indra. Duas concorrentes entram na Justiça para suspender o processo.

    Ago 2012 ““ O pedido da empresa Fiscal Tecnologia é aceito e a licitação é suspensa.

    E tem outras envolvidas.

    • E o concurso para a Setran??? Saí quando???

      • Caro Roberto, em breve hávera concurso da Setran. Certamente você quer prestar o concurso. Lembre-se que a matéria de maior peso é CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Portanto, se você quiser fazer parte da equipe de Agentes de Trânsito, primeiro você vai ter que se converter em não infrator, ou seja, um bom garoto que cumpre a lei. Digo isto com base em seus “textos”, pois percebo que você têm uma certa aversão aos recursos técnicos e humanos destinados a evitar o caos no trânsito. Vale lembrar que os Agentes são concursados. Você pode pesquisar todas as publicações oficiais. Meu filho fez isto sozinho (trabalho escolar) quando tinha 10 anos de idade. Se você tiver alguma dificuldade, ele pode te ajudar. No mais, para conseguir boa nota, estude, estude e estude bastante. Seria uma maravilha se você conseguisse ser Agente de trânsito, pense no quanto economizaria com multas que não cometeria. Ha! Ainda tem os pontos na carteira. Já pensou que maravilha ! Não esqueça de estudar também Língua Portuguesa e Interpretação de Textos. Também tem Matemática e Conhecimentos Gerais. Abraços e boa sorte. Sou seu fã.

  30. Pessoal acabaram com as velhas lombadas, elas não davam dinheiro pra ninguém existe uma avenida próxima de minha casa que eu daria tudo para que ela tivesse lombada, a velocidade e alta demais, a ideia de maquinas que multam e absurdo eu estou de uma lado cometendo a infração do outro lado um monte de bandido se beneficiando com isso, aonde vai parar o dinheiro das multas? são milhões, alguém acha justo? alguém já viu alguma obra construída com dinheiro de multa? acredito que o novo secretario de transito de Curitiba vá ressuscitar as velhas lombadas para fazer jus as suas declarações, ou ele tem alguma formula magica para fazer os delinquentes do transito diminuir a velocidade, mas que fique claro sou a favor das velhas LOMBADASSSS, aquelas que o coração vem na boca e o motor fica no chão.

  31. Me poupe Esmael, vc nunca deve ter viajado pros países de primeiro mundo né? Percebe-se que é um curitiboca daqueles que acha que pode fazer tudo e não ser multado. Vai ignorar a sinalização nos EUA ou nas Europas prá ver o que te acontece. E o sr. Joel Ético Kruger então agora vai permitir a prevaricação? Onde fomos amarrar nosso burro? Te liga Gustavo!

  32. Prezado Eng Joel. O gerador das multas são as infrações. Existem infrações que se referem a segurança no trânsito: excesso de velocidade, avanço de semáforo, ultrapassagens proibidas, dirigir em estado de embriaguês. Estas causam acidentes com mortos e feridos, maior preocupação dos especialistas. Há infrações que atrapalham a fluidez, aumentando a lentidão e gerando congestionamentos. Ao perguntar a qualquer condutor quais as suas maiores preocupações no cenário do trânsito a resposta é: multas, acientes com vítimas e o congestionamento. Deixo um comentário a ser aproveitado: se você diz que vai acabar com a indústria das multas, então afirma que existe ou existia esta indústria? O termo indústria de multas não é o mais adequado. A multa bem aplicada, sendo justa e devidamente interpretado o espírito da lei, é corretiva. Junto com o Kasuo Sakamoto, demos início a Diretran e naquele período ocorriam verdadeiros absurdos, pois havia disputa de quem esgotava o bloco de multas mais rápido. Houve um gestor de fiscalização que tinha a ousadia de colocar como matéria de jornal o seguinte: Diretran pretende arrecadar 30 milhões de rreais com multas em 2003 ou 2004. A multa tem que existir, o que precisa erliminar são os excessos ou inflexibilidades dos agentes, isto é, somente multar fazendo uma boa interpretação da infração cometida. Para concluir diria: invista na educação ( para estudantes) e em conscientização (para condutores), quanto maior for tal investimento, acredito que mais justa será a multa aplicada. De qualquer forma, estou à suya disposição para trocar idéias. Se me permitir farei contato consigo. Se desejar contactar comigo, o Fábio Scatolin tem meu telefone. Ou o bombeiro Vitek, coordenador do gabinete de gestão integrada, tem meu telefone.

  33. Porque há pessoas que dirigem a anos e nunca levarão uma multa sequer? todos que reclaman dos radares por que ja foram multados, tenho certeza absoluta disso que 99,99% estava errado ou seja, só não gosta de radar infrator, os periquito de rua sou a favor, mas os radares tinham que colocar mais, desde que claro bem identificados, bem fiscalizados, Multa nos infratores é segurança para a população.

  34. Agora ele vai produzir milhares de Ribas Carli vergonhoso priorizar aqueles que não cumprem a lei

  35. entendi bem? multa em casos extremos? o que é que isso significa? nunca soube de alguém que foi multado por dirigir correta, responsavel e respeitosamente(claro que equivocos acontecem e são facilmente detecáveis pelas técnicos competentes). O que é multar exageradamente? Não estou entendendo. O secretário vai ensinar (por decreto) os motoristas a terem responsabilidade e educação no trânsito? Só se for isso, porque passar a mão na cabeça de infratores e criminosos, eu já estou farta, desta sociedade hipócrita e demagoga, que gosta de afagos enquanto a impunidade reina. sou curitibana e posso falar: curitibano é bossal, se acha acima do bem e do mal, acha que pode tudo, contra tudo contanto que seu desejo seja satisfeito. Agora vou misturar alhos com bugalhos: prova disso é a cretinice que aconteceu no domingo com os sacis no lago da ordem. enquanto o mundo chorava solidariamente e respeitosamente lamentava a perda de centenas de sonhos e de parte do futuro deste país, os curitibanos que se acham ímpares, sacolejavam desajeitadamente os seus corpos duros e não são duros pela falta de molejo, mas, sim, pela falta de humanidade e amor nos corações. e assim a matilha de curitibanos passa enquanto a caravana pensa.

  36. Quem vai controlar se isto realmente acontecerá ?
    Se for como estão fazendo com a violência no Estado e em Curitiba, não acredito.
    Na Grande Curitiba está se matando tanto (ou mais) quanto em São Paulo e a imprensa boca-de-lixo, assim como a SSP, dizem haver queda nas mortes.
    É muita propaganda comprando a verdade.
    Aqui no Paraná a polícia não prende nem repórter réu confesso.

  37. Quando as pessoas tiram a carteira de motorista passam por testes de direção e por auto escolas que dizem: furar sinal PROIBIDO, estacionar em fila dupla PROIBIDO, alta velocidade PROIBIDO. Não adianta educação.
    Infelizmente a saída é multar quem descumpre a lei. É assim que funciona em países sérios. Multa por excesso de velocidade dá ida a JUIZ.

  38. Concordo com Esmael os radares foram alvo de discussão durante a campanha eleitoral e Gustavo Fruet se comprometeu a liquidar a industria de multas. O Sr Luciano tem uma visão provinciana de que só com punição se educa, talvez goste de umas palmadinhas.

    • Vá a algum dos países de primeiro mundo e tente desrespeitar a lei e veja o que acontece. Será que eles são provincianos? Temos que nos espelhar onde as coisas funcionam (Alemanha, Japão, EUA…) lá existem campanhas e o kct a 4, mas existe tambem a MULTA…e pesada! Radar é fiscalizar… Isso eu sou a favor e repito NUNCA levei multa por excesso de velocidade e curiosamente em 17 anos de habilitação nunca me envolvi em acidente…curioso nao?

      • Quer acabar com a industria da multa, principalmente atrelada a radares?

        solicite que sejam instaladas lombadas ” quebra-molas”, pois estas sim resolvem o problema de velocidade e não geram multas, isso sim é atacar o problema de alta velocidade, radar é pra gerar receita, ou seja industria da multa …

  39. Prezado Secretário, não consigo imaginar nossa cidade com esse número exorbitante de veiculos circulando pelas ruas, com motoristas inconsequentes desrespeitando a lei sem serem punidos. Pelo que me lembro minha ultima multa foi a 4 anos. E mesmo assim porque eu havia marcado horário com sr. Marcos Isfer la Urbs e ele não me atendeu no horário marcado e venceu os 15 minutos de tempo permitido para o estacionamento. Eu acho que o sr. precisa orientar os agentes de transito para serem coerentes, isso sim. O mais não deve ser benevolente com infratores, lei é lei, regra é regra, cumpra-se a lei que não haverá punição. Boa sorte. quero a lei seca com tolerencia ZEROOOOOOOOOOOO, e que multem também os infratores de transito com tolerancia Zeroooooooooo.

  40. ser presidente do crea e secretário municipal não é ilegal? quanto ao fato de orientar não concordo porque o motorista habilitado depois de testes sabe prefeitamente o que é correto e o que não é. orientação somente na auto escola , as multas são necessárias mas com bom responsabilidade sem excessos.

    • Presidente do Crea, Secretário do transito, Diretor da PUC e Super homem nas horas vagas !
      Por ética aos demais profissionais filiados do Crea, seu presidente jamais poderia assumir cargos polítos.

    • e porque seria ilegal? o crea é autarquia especial, órgão de fiscalização da engenharia e agronomia. não há remuneração para presidentes de conselho de classe, não é acúmulo de cargo público, pq seria ilegal??

  41. Só o Esmael prá acreditar numa laranjada desta. Então vamos meter o pé direito no pedal, andar acima de 60 quilômetros, furar sinal, estacionar em fila dupla… acabaram as multas em Curitiba, gente.

    • Eu acho uma boa o fim da indústria da multa.

      • Não existe industria da multa Esmael, se você andar na velocidade permitida não será multado…simples assim…

        • Os radares são arapucas escondidas com o único objetivo de tungar o bolso dos motoristas. Não tem a função de educar ou de proteger a vida. A isto eu chamo de “indústria da multa”. É isso.

          • Po Esmael os radares são amarelos e bem vísiveis. A muito tempo que não são escondidos.

          • Afff… Tem muitas ratoeiras por aí!

          • Esmael, essa é igual a promessa do Requiao, Ou o Pedagio abaixa ou acabar. O Tal secretario, apenas disse a mesma coisa que o Requião falava, usando outras palavras. Isso é papo furado, Avise o Secretario Municipal que a eleição ja acabou. Ou será que ele ta prometendo pra 2014 ou 2016???

          • Se tos os motoristas respeitassem as leis, não precisa nada disso.mas infelizmente esta cheio de fanfarrão na cidade que não estão nem ai, temos o caso deste deputado voador…entre outros tantos soltos por ai.
            Esta certo o secretário tem que começar a conscientizar e isto se da através orientação e programas educativos…tipo das propaganda de cigarros…e aumentar ainda mais os valores das multas e tempo de retenção da CNH.

          • Esmael, é uma vergonha ter que identificar a localização dos radares. Para quê? para o infrator meter o pé no freio e voltar a pisar em seguida? O limite é X e pronto, na via todo e fim de papo. Lei é Lei e tem que ser respeitada.

      • tb acho uma boa o fim da indústria das multas. e tb acho uma boa respeitar a legislação. eu nunca recebi uma multa por excesso de velocidade e tenho cnh há 20 anos. a melhor forma de acabar com a industria da multa é não ser multado.

      • PRÁ TODOS AQUELES QUE ACHAM QUE TEM UMA INDÚSTRIA DE MULTAS EM CURITIBA, DEVO LEMBRAR QUE UMA INDÚSTRIA SÓ FUNCIONA QUANDO SE TEM MATÉRIA PRIMA…

    • Pelo que entendi ele falou em orientar e programas educativos, agora se eu cometer alguma penalidade eu serei multado e vou responder afinal a lei e tem que ser repeitada.

  42. Desculpem mas eu tenho que kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, essa foi a melhor que contaram. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, me engana que eu adoro.

  43. Quem gosta desse tipo de notícia é quem não respeita a lei, Curitibano de verdade não tem medo de multa pois é seguidor das leis… Eu acho que o número de radares deveria é aumentar e de preferência sem aviso… insisto, eu NUNCA paguei multa por excesso de velocidade então, pra mim, esse negócio de industria da multa é balela ou melhor, deveria mudar de nome para “industria de contribuição espontânea dos trouxas”…

    • o problema dos radares não é só a velocidade, mas sim os que multam avanço de sinal de madrugada e as conversões arbitrariamente proibidas. Radar é industria da multa sim.

    • Brincadeira:
      Luciano quer dizer que e você que esta amarrando transito.

    • Luciano a indústria da multa existe sim, agentes da SETRAN metem a caneta ao monte, inúmeras destas infrações poderiam ser resolvidas com uma simples advertência. Agora quanto a furar sinal entre outras mais graves tem que haver punição sim!

    • O CÓDIGO DE TRÂNSITO É NACIONAL E DEVE SER FISCALIZADO COM RIGOR POIS SÓ ASSIM EVITAREMOS OUTRAS TRAGÉDIAS COMO ACONTECEU COM A FAMÍLIA YARED . DIZER QUE MULTAREMOS SÓ EM ÚLTIMO CASO , QUAL É O ULTIMO CASO? SECRETARIA MUNICIPAL FOI CRIADA PARA CONTRIBUIR COM A LEI E NÃO PASSAR A MÃO NA CABEÇA DE INFRATORES.o agente de TRÃNSITO QUE CONSTATA A INFRAÇÃO E NÃO PODE AUTUAR ESTARÁ COMETENDO UMA FALTA GRAVE, POIS RECEBE PARA EXECUTAR ESSA TAREFA.DESCULPE-me sr SECRETÁRIO ,mas acredito que seu comentário não foi nada educativo.

      • Cumprir a lei… começa demitindo os comissionados da Setran e abrindo concurso público com as 700 vagas……

        E põem ESTAR no Centro Civico…

        • Mais um comentário idiota de alguém que desconhece a realidade mas se acha o entendedor, só falar não basta, encontre o contrato de trabalho dos agentes e mostre onde esta escrito que a forma de pagamento é comissão por auto de infração lavrado. Aproveite e peça a um agente de trânsito o contracheque e procure a discriminação “PAGAMENTO POR MULTAS EMITIDAS” ou “GRATIFICAÇÃO DE % POR LAVRATURA DE AUTOS”, ou ainda “DESCONTO DE % POR NÃO TER CUMPRIDO A COTA DE MULTAS DO MÊS”. Faça um favor a si e a sociedade, recolha-se na sua ignorância, não queira parecer mai burro do que já é, pope-nos da vergonha alheia de ter que conviver com indivíduos como vc e o sr kruger.

  44. Joel é do Crea, da Puc e da Prefeitura. Esse engenheiro é mais que um ser humano, é realmente um ninja!

  45. Sr. Secretário, tenho uma dúvida com relação a esta medida, ou seja então não seria mais produtivo a retirada de todos os radares da Cidade e os bloquinhos e as canetas dos agentes de trânsito?

  46. Observei hoje, na Westphalen, uma longa extensão com faixa amarela que bem poderia ser usada para estacionamento com cartão do Estar.

    Seria bom pros lojistas ao longo do percurso, acabaria em parte com aquele sorriso maroto dos donos dos estacionamentos e a gente não ficaria quebrando cabeça prá estacionar.

    • Começa a andar a pé… ou de onibus…(e deixa o carro guardado… até porque com a alta da gasolina…) vais ver qeu não tem problema nenhum para estacionar…nem precisa se preocupar em pagar estar ou achar um lugar que o venda…

      Ou os neoliberais não podem andar a pé???

    • Essa longa faixa deveria ser exclusia para onibus. E não para ocupar espaço publico com um bólido privado.

    • na verdade toda a área central deveria ter o estacionamento proibido na via pública. o espaço que é ocupado por carros estacionados deveria ser ocupado por ciclofaixas e corredores para ônibus. quer andar de carro na área central? pague para estacionar.

      • se a setran é uma indústria de multas, é só os “motoristas” não alimentarem esta indústria, gente é tão fácil ser correto, honesto…., porque estas pessoas que estão reclamando , não muda um pouco o jeito de pensar e por um mês faça tudo certo como por ex. não parar na faixa, não passar no semáforo, colocar o ESTAR RESPEITANDO a hora/minutos, e assim vai.. vocês vão ver que a vida de vocês vai mudar pra melhor.. e também tem a alternativa de deixar o carros em estacionamento, acho até que sai mais barato.

  47. parabéns dr Joel, aguardamos e torcemos para que dê tudo certo. a iniciativa é ótima

  48. Mais uma medida midiática…

    Quero ver na prática se farão isto mesmo…

  49. Peço ao nosso secretario que ele passe na linha verde com a marechal os agentes da setran estão multando a torto e a direito no sinaleiro ,cabe lembrar que ali existe radar com avanço de sinal e o que escapa do radar eles caneteam hoje pela manhã presencie varias atuações

  50. Que bom isso! Imagine a “grana” que não foi recadada com aplicação das multas. Agora fico pensando: aonde foi parar toda essa multa????? Seria interessante alguem da Gestão anterior, publicar nos grandes jornais de Curitiba, uma planilha que demonstrasse o quanto foi arrecadado com as multas aplicadas e qual foi o destino do dinheiro recebido pelas multas. Isso sim se chama Gestão. Em qualquer país sério, seja Estado ou Município, seus
    dirigentes tem obrigação de mostrar isso.

    • E a caixa preta da URBS? Uma administração séria poderia até diminuir o cálculo absurdo de composição da tarifa… Faz de conta que esqueceram?

  51. Que beleza. E, a partir de agora, os infratores vão se sensibilizar com o “decreto” e vão parar de infringir as leis de trânsito.

  52. Parabéns! Se isso acontecer de verdade, Curitiba estará honrando seus munícipes. Que esse exemplo sirva para todo o Paraná e em especial aqui para Londrina, cidade aonde a CMTU deita e rola com aplicações de multas diariamente. Av. Santos Dumont é uma vergonha, multas diariamente, porém, o canteiro central ta parecendo uma selva, um matagal só. Cidade bagunçada!

  53. Parabéns ao secretário, pela primeira vez vejo bom senso…

    • Trabalho diariamente com vários deslocamentos de trafego intrajornada, fora os compromissos pessoais e familiares à noite e fins de semana.

      Nunca fui “vitima” da “indústria da multa”.

      Meu segredo: eu respeito as leis de trânsito, nem por um minuto faço o errado.

      CONVERSA PRA BOI DORMIR – INCENTIVAR FISCAIS A NÃO MULTAREM QUEM COMPROMETE A ACESSIBILIDADE E TRAFEGABILIDADE DA CAPITAL.

      Isso inspira “quero te agradar com o famoso jeitinho brasileiro”…

      A cultura da prevaricação está chegando forte, tudo com interesse em 2014…

      No que dependermos de fiscalização, é melhor começarmos a oração!

      • Carlos, teu comentário descreve exatamente a realidade!!!!!

        Essa história de indústria da multa não existe!!! É fruto da imaginação de motoristas irresponsáveis que adoram dar um jeitinho no trânsito para levar vantagens sobres os demais.. é o sujeito que dá aquela “furadinha” de sinal, que deixa o carro estacionado em local irregular (“mas é só 5 minutinhos”), que anda muito acima da velocidade das vias, que faz conversão proibida, que fica na faixa exclusiva para conversão à direita/esquerda e toma a frente daqueles que respeitam a via, daqueles que falam no celular, fumam e comem ao volante ao mesmo tempo, enfim, do cidadão MALANDRO que não está nem aí para as leis de trânsito, tampouco para os demais que transitam ao seu redor”¦
        Esse cidadão (para não dizer outra coisa) merece tomar na toba com uma coleção de multas pra lá de pesadas!!! Tem de sentir no bolso!!!
        E repito: INDUSTRIA DA MULTA NÃO EXISTE!!!!!!!

    • Olha o que tenho a dizer ao seu Joel Kruger, irmão do meu amigo Mauricio Kuger. Só lamento por essa gafe comentada por uma pessoa tão inteligente como vossa senhoria. Pois esse comentário infeliz e infrutífero, mostra o contrário no dia 30/01 do corrente ás 17H50 mais ou menos, parei como todo cidadão para dar a preferencia a um pedestre que tentava atravessar a rua. Pois nesse exato momento passou um carro caracterizado da SETRAN, pois não podemos jamais chamar de viatura, pois viatura se dar ao nome de respeito. Uma agente feminina olha para a placa do meu veiculo GM celta e anotou algo em sua plancheta, pois ela estava vindo pela Des Cid Campelo sentido João Bettega, eu não cometi se quer algum ato de infraçao, mas como eles tem cota de multas para fechar o dia essa infeliz me notificou, isso com a mais pura e absoluta certeza, só estou aguardando chegar a notificação para divulgar nota a imprensa, isso se o Sr Esmael Moraes não tiver rabo preso em esconder esse comentário. Pois estou indignado com esses agentes de transito que ficam dentro de botequim comendo e tomando café da manhâ, quando voce mais precisa de um STAR, não tem ninguém, mas quando chega a hora de arrecadar eles aparecem feiito mágica e começam a soltar notificação que te obriga a comprar um bloco de STAR. Digo a provo o que falo, tenho gravado em video na webcam veicular, os momento em que estas agentes da SETRAN saem com seus veiculos caracterizados fazendo multas para preencher a cota do dia. Isso sr Joel Kruger o sr tem que honrar suas doce e humildes palavras como secretário da SETRAN(URBS) INDUSTRIA DE MULTAS.

      • Acabar com estas agentes COMISSIONADAS da SETRAN e Instalar ESTAR e no Centro Cívico…

      • Puxa, vc deve ser aquele condutor que vive cometendo infração e querendo o jeitinho brasileiro, o estar existe a muitos anos, os agentes só notificam se as pessoas não cumprem, é fácil apedrejar as pessoas difícil e aceitar que cometemos erros.

      • Vc é tão infeliz em seu comentário quanto o sr kruger no dele. Desconhecem totalmente o trabalho dos agentes de transito e estão contribuindo para denegrirem a imagem desta classe de profissionais. Os agentes de trânsito não recebem e nunca receberam comissão bem como não existe cota a ser cumprida. Antes de falar bobagens vão conhecer o trabalho realizado, saiam em um dia de chuva torrencial quando semáforos apagam, ruas ficam alagadas, bueiros entopem, arvores são arrancadas ruas desmoronam e vejam estes profissionais que vcs “carinhosamente” chamam de funcionários da industria de multas trabalhando arduamente, fazendo coisas que vcs, debaixo de sua arrogância de paladinos da justiça e de seus guarda chuvas, se limitam a apreciar como se estivessem assistido a um espetáculo. E vc meu caro Marcos do Cic, cuidado pois pode ter que enfiar essa sua web cam do carro e a sua língua em um lugar não muito agradável.

      • não vai te chegar multa alguma fio, não existe cota nenhuma fio, a agente em sua vtr só te deu um susto pra ver sua cara… hehe

      • kkkkkk qta babaquices vc escreveu MArcos do cic!!!! Cotas? Nada de errado? kkkkkkk Onde na Cid Campelo tem faixa elevada para pedestres? Onde na Cid Campelo tem faixa de pedestres sem semáfaro? KKKKKKK Não sabe nada de lei de trânsito e quer escrever ainda? kkkkkkkk

    • nossa imagine se o Sr Joel fosse nosso secretário de segurança, iria decretar o fim das prisões e autuações de bandidos, e os bandidos iriam aplaudir o bom senso dele, como o fazem os infratores de transito. Será então que ele é a favor do ex-deputado que matou os 02 rapazes a quase 190 por hora? com certeza é, pois é o que acontecerá se não existirem mais multas (as quais foram criadas para evitar este tipo de coisa). Isso parece até fala de infrator não acham, será??????????????
      EU NUNCA FUI MULTADA, POR QUE OBEDEÇO LEIS, NEM PRESA POIS NAO ROUBO NEM MATO E ME SINTO MAIS AMPARADA POR QUEM ESTÁ NO PODER QUANDO QUEM DESRESPEITA LEIS E NAO SABE VIVER EM SOCIEDADE É PUNIDO, É O JUSTO. SE ACABAREM AS PUNIÇÕES PRA QUE OBEDECER, NÃO É? SE QUEM OBEDECE NAO TIVER TRATAMENTO DIFERENTE DE QUEM INFRINGE, DESANIMA QUEM OBEDECE.