PT conquista coração do eleitor paranaense, diz pesquisa

PT alcança hegemonia inédita entre paranaenses na eleição para presidente

por Karlos Kohlbach, via Gazeta do Povo

Petistas avançam de forma inédita no Paraná. Foto: Jonathan Campos/GP.
Petistas avançam de forma inédita no Paraná. Foto: Jonathan Campos/GP.
A pouco mais de um ano e meio da eleição presidencial, sondagem feita pelo Instituto Paraná Pesquisas, a pedido da Gazeta do Povo, revela uma inédita hegemonia do PT entre os eleitores do Paraná. Se a eleição fosse hoje, os paranaenses elegeriam Dilma Rousseff com ampla vantagem sobre os adversários. A presidente venceria em todos os três cenários mais prováveis, independentemente dos oponentes !“ em alguns deles, os paranaenses a reelegeriam já no primeiro turno, se considerada a margem de erro.

Dilma só é preterida pelo eleitor do Paraná quando a disputa é com o ex-presidente Lula (PT) !“ o que demonstra a força que hoje o partido conseguiu no estado, muito em função da eleição de Gustavo Fruet (PDT) para a prefeitura de Curitiba, que se aliou ao PT.

Com o mais provável cenário político para 2014, tendo como possíveis candidatos Dilma, Marina Silva (sem partido), Aécio Neves e Eduardo Campos (PSB), a pesquisa estimulada (quando os nomes dos candidatos são mostrados ao eleitor) revela que no Paraná o grande nome da oposição ao atual governo não seria do PSDB, mas Marina.

Dilma teria 49,7% das intenções de voto, Marina teria 19%, e o tucano, 14%. No cenário com Geraldo Alckmin no lugar de Aécio, Dilma teria 48,6%, Marina, 19,33% e Alckmin, 14,94%. Campos teria 2,56% !“ o melhor desempenho dele nos cenários pesquisados.

Para o diretor da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, se a baixa popularidade de Campos no Paraná se repetir em todo o país, ele terá de repensar a candidatura. Ao mesmo tempo em que se o desempenho de Marina no Paraná for semelhante no resto do país, o grande nome da oposição ao PT será o dela.!

Na pesquisa espontânea (quando o entrevistador não apresenta a relação de candidatos ao eleitor), porém, Marina perde força e é lembrada por apenas 0,2% dos eleitores do Paraná (veja infográfico). Ela fica atrás de Dilma (11,4%), Lula (10,8%) e dos tucanos Aécio Neves (2,5%), José Serra (2,4%), do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (0,7%), do senador paranaense Alvaro Dias (0,3%). Marina perde até mesmo para o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, que foi relator do julgamento do mensalão. O ministro foi lembrado por 0,98% dos eleitores.

Economia puxa resultado, dizem especialistas

Sobre os números alcançados pelo PT na sondagem feita no Paraná, o diretor da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo e o cientista político Mário Sérgio Lepre, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), atribuem o desempenho petista ao momento da economia paranaense. O sucesso do PT pode ser explicado pela economia no Paraná, que está alavancando muito a Dilma e o Lula!, opina Hidalgo. Quando a economia vai bem, parece que tudo vai bem!, completa.

Lepre acredita que os dados indicam que o governismo é fortíssimo. Se este quadro econômico permanecer, mesmo sem o PIB crescer, mas com consumo da grande faixa da população, é muito difícil para a oposição ter um bom desempenho na eleição de 2014!, disse.

Lepre, no entanto, afirma que os números devem ser analisados com cautela, já que ainda é cedo e os nomes dos candidatos ainda não estão todos colocados. à‰ uma época que não se tem uma consolidação de outros nomes, apenas a percepção de que as coisas estão boas, do ponto de vista econômico, para uma grande parcela da população que não tinha pleno acesso ao consumo!, afirma Lepre.

Veja a sondagem da Paraná Pesquisas em infográfico:
image

Comments are closed.