Professores cobram do governo Richa pagamento de férias em ritmo de carnaval; veja o vídeo

* Trabalhadores da Educação vão à  greve em março

Cachorro mordido por cobra tem medo até de linguiça, diz um ditado popular. Os professores das 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná que o digam. Portanto, fica a dica: nunca convide um profissional do magistério para uma linguiçada.

Cerca de 90 mil educadores paranaenses acordaram sábado (26) sem a previsão no contracheque de pagamento de 1/3 das férias devidas pelo governo de Beto Richa (PSDB). A gritaria da categoria foi ensurdecedora. Graças à  mobilização na internet (leia mais sobre isso clicando aqui), ainda no mesmo dia, a Secretaria de Estado da Educação (SEED) “corrigiu” os holerites.

Professores e funcionários das escolas temiam — e ainda temem — um calote do governo (relembre o caso clicando aqui).

Especula-se que o Palácio Iguaçu tenta meios para driblar a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), ultrapassada há muito no Paraná. Um das formas de maquiar a contabilidade para conseguir a certidão negativa, fundamental para contrair empréstimos junto ao BNDES, seria atrasando os salários. Em 2012, a folha da Educação girou em torno de R$ 3,7 bilhões.

O pagamento de 1/3 de férias está previsto para a próxima quarta-feira, dia 30. No contracheque o valor já entrou, depois da confusão no sábado. Falta agora cair na conta dos trabalhadores da Educação.

O histórico de não cumprimento de sucessivos acordos com o magistério depõe contra o governo tucano. Em 2010, na campanha, Richa jurou que respeitaria a Lei Nacional do Piso e que implantaria os 33% de hora-atividade, pagamento de progressões, etc. Apesar de renovar a promessa várias vezes, nos últimos dois anos, até agora nada. A categoria vai à  greve em março por conta da “embromation”.

Em ritmo de carnaval e de protesto, os cerca de 90 mil professores e funcionários das escolas paranaenses ressuscitaram a marchinha “Me Dá Um Dinheiro Ai”. Acompanhe a letra:

Ei, você aí!
Me dá um dinheiro aí!
Me dá um dinheiro aí!

Não vai dar?
Não vai dar não?
Você vai ver a grande confusão
Que eu vou fazer bebendo até cair
Me dá me dá me dá, ô!
Me dá um dinheiro aí!

Comentários encerrados.