Jornais brasileiros são progressistas… nos EUA

do Brasil 247

Mídia de papel destaca discurso inclusivo de Barack Obama na posse de seu segundo mandato como presidente dos Estados Unidos; igualdade foi a palavra chave nas manchetes; no Brasil, porém, políticas de transferência de renda, cotas para minorias e diversidade sexual são publicadas na editoria do preconceito; progressismo só é bonito no quintal alheio?

Mídia de papel destaca discurso inclusivo de Barack Obama na posse de seu segundo mandato como presidente dos Estados Unidos; igualdade foi a palavra chave nas manchetes; no Brasil, porém, políticas de transferência de renda, cotas para minorias e diversidade sexual são publicadas na editoria do preconceito; progressismo só é bonito no quintal alheio?

Programas de inclusão social como o estabelecimento de cotas raciais para acesso ao ensino superior e ocupação do mercado de trabalho, ações de garantia de renda mínima como o bolsa família e iniciativas para a compreensão sobre a diversidade sexual e a integração de imigrantes à  sociedade brasileira não são, exatamente, assuntos pelos quais a mídia de papel representada por jornais como Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo morra de amores. Ao contrário. Praticamente todos os dias, o que se pode ler nas páginas desses jornais são ataques a programas como o ProUni, disparos em série contra o que é visto como assistencialismo representado pelas ações de concessão de renda como o Bolsa Família e uma cobertura bastante discreta, e pitoresca, sobre os direitos das minorias, entre as quais os gays e os imigrantes.

Na boca do presidente Barack Obama, no entanto, temas como esses ganharam status de bandeiras do melhor do progressismo de uma sociedade moderna. Dando grande destaque para os trechos do discurso feito ontem, em Washington D.C., pelo presidente americano durante a cerimônia de sua segunda posse no cargo, os três jornais coincidiram em elevar as promessas de redução das diferenças sociais feitas por Obama. Igualdade foi a palavra chave. Coberto de elogios, o discurso teve destaques nos trechos em que o presidente frisou a necessidade da redução das diferenças na sociedade americana.

No dia a dia da cobertura da cena brasileira, o trio de ferro da mídia de papel tem uma postura bastante diferente da mostrada hoje. Apesar da extensão e dos efeitos objetivos de programas sociais federais como o Bolsa Família e o ProUni, para ficar em dois exemplos, o que mais se mostra, aqui, são aspectos negativos dessas iniciativas. Muitas vezes eles são apontados como fatores de distorção, e não de equalização, do quadro social. Pode-se, também, enxergar muito de pitoresco e folclórico na cobertura cotidiana dada a questões referentes à  diversidade sexual. à€ exceção de espaços abertos a eventos diferenciados como as paradas antihomofóbicas e o tratamento consequente dedicado por alguns poucos colunistas, os problemas dos gays são relegados a um segundo plano pelos jornais. Questões diretamente afetas aos imigrantes legais e ilegais no Brasil, igualmente não frequentam a pauta corrente das publicações tradicionais.

A partir das manchetes rasgadas pelos jornais para o discurso de Obama, talvez um novo enfoque sobre esses temas venha a ser dado, no Brasil, por essa mídia mais tradicional. Pelo histórico, no entanto, a tendência é que ele voltem para a editoria do preconceito agora que a festa da segunda posse do presidente americano já acabou.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Certa fez o Prof. Dr. Pedro Cézar Dutra da Fonseca fez um comentário mais ou menos nessa linha, porém sobre a Europa: “Na Europa se você distribui renda é humanista, progressista, civilizado, social-democrata… no Brasil você é taxado de esquerdista, populista, demagogo, paternalista…”

    Não nos esqueçamos: EUA tem Food Stamp Program há pelo menos uns 70 anos.

  2. Sei não, mas o texto do Sr. Eudes é parecido com os da dona Salete e dum outro aí que repetem à exaustão as conquistas do petê na área social, desqualifica a Imprensa. Tudo decoradim, decoradim. Coisa feia!

  3. estes treis treis jornais querem repetir o 1964 ,puchando o saco de obama .obama tambem é um assassino.quantas familias estrangeiras os soldados americanos ja destruiram so na gestão de obama? a frança quer ficar com a fonte de peroleo garantido.posi os franceses necessitam de petroleo ,junto com os americanos. os americanos não respeitam a religiosidade dos povos livres. tem que ser protestantes pro americano ,e islamico pro americano. democratico anti americano ganha o que aconteceu no mundo.o egito foi um pais até essa revolta de tres presidentes. nasser , sadat que morreu num atentado ,ensaiado por um golpe de estado,mas o golpe foi fracassado. ai o mubarak que era vice presidente, assumiu o posto de presidente da republica. mas esses presidentes foram usados no oriente medio como os da ditadura sul americana. usou eles os presidentes sul americanos e egipcios ate a exaustão . ai os americanos descartaram seus protegidos por não ser mais util. quem apoiou a posse do mubarak e o regime egipcio foi os americanos,para deter o avanço da influencia sovietica na região. na america latina os americanos derrubaram ,jango ,e outros eleitos democraticamente ,para apoiar uma ditadura militarcom medo dos sovieticos, ainda mais com a fracassada invasão da baia dos porcos,onde os eua vergonhosamente foram expulsos .ai destruiram o nacionalismo nas nações sul americana ,que ate hoje ,principalmente o brasil não tem brasilidade, livremente ninguem pega em armas ,para defender a patria ,ainda mais a elite brasileira . sederam espaço para os americanos ter base dentro do nosso territorio, uma quesei ,no rio grande do norte ,agora não sei mais como está .

  4. Obama é mais um aliado do satanás.

  5. Esqueça Esmael, felizmente nunca haverá cotas para a tchurminha TLBG que você defende aqui no seu blog.

  6. Existem, exatamente, dois BRASIS: 1 – BRASIL Do Lula, Dilma e Equipe que mercê a sua capacidade e AMOR À PÁTRIA – que contam com total APROVAÇÃO / RESPALDO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA TRABALHADORA – seguem em frente rumo a um futuro promissor voltado ao bem estar do POVO BRASILEIRO e que vão gradativamente nos fazendo esquecer da MISÉRIA E VERGONHA deixadas por FHC E SEU GRUPO DE ELITIZADOS (Vendilhões da Pátria), ENTRE ELES, O PRÓPRIO PIG (Partido da Imprensa Golpista) ; 2 – BRAZIL (COM Z) de Jornalecos citados que ainda teimam em apostar na INCAPACIDADE DE DISCERNIMENTO DA POPULAÇÃO; daquela revista semanal (já com poucos gatos pingados assinantes); da Globo do BBB, do JN que tem um aviãozinho que aterrissa só onde tem carniça e vão perdendo a credibilidade com “pérolas” do tipo “Bolinha de Papel do Serra”, entre outros, e que sobrevive em função das novelas – antes e depois. Sua especialidade: 11 de Setembro, Cobertura das Eleições Yankee e outras que possam demonstrar a sua SIMPATIA ESCANCARADA E ATRELAMENTO a Tio Sam (extensivo a todo Pig, conf. ilustração acima) : verdadeiro “babômetro” e, PASME, paralelamente (desde o primeiro Mandato Lula) BOICOTANDO QUAISQUER NOTÍCIAS DAS CONQUISTAS DA SOCIEDADE BRASILEIRA por conta das iniciativas LULA / DILMA !. Enfim, que a MÍDIA ELETRÔNICA continue a ENGOLIR a Velha Mídia Conivente !!.