Fruet anuncia solução para a ‘crise da calçada’ do Batel: metade granito, metade concreto

Prefeitura define a finalização das obras da calçada do Batel

da Assessoria de Comunicação

Calçada no Batel vai ficar uma belezura. Foto: divulgação.

Calçada no Batel vai ficar uma belezura. Foto: divulgação.

Em uma reunião realizada nesta quinta-feira (17), a Prefeitura de Curitiba anunciou a solução encontrada para a obra das calçadas da Avenida Batel. A decisão, compartilhada com representantes de empresário da região, prevê que os mil metros quadrados de granito já adquiridos serão colocados. O restante do pavimento será revestido de blocos de concreto.

Ao todo, a obra de calçamento tem 5.200 m!². Destes, foi realizado até agora o calçamento de 180m!². O granito foi adquirido por R$ 149 o metro quadrado. Já os blocos de concretos terão um custo de R$ 45 o metro quadrado.

Segundo o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Sérgio Pires, a solução foi encontrada após um diálogo feito com a comunidade. O prefeito Gustavo Fruet foi quem buscou a solução, conversando com todos os envolvidos!, disse.

Participaram da reunião, além de Sérgio Pires, o secretário de Obras Públicas, Sérgio Antoniasse; o dirigente da Curitiba Turismo, Paulo Colnaghi; representantes dos donos de bares e restaurantes e comerciantes da Avenida Batel.

Decidimos que o material que foi adquirido será aproveitado, pois a substituição total do piso traria novos custos à  Prefeitura, que teria de ressarcir a empreiteira da obra!, explicou Sérgio Antoniasse. O secretário disse que o prazo previsto para entrega não será afetado. A previsão é que a obra seja finalizada até abril, mas acredito que possa ser até antes.!, disse.

A obra em andamento prevê a construção de 1.960 metros de calçadas no trecho entre a Avenida Batel e a Rua Bispo Dom José. Além disso, também serão refeitos 980 metros de asfalto nessas ruas.

27 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. por causa do coração falar mais alto que a razão.o fruet amarga a primeira derrota moral… como para uma obra ,e logo retoma ela como não houvesse nada?

  2. QUEM AUTORIZOU ESSA OBRA E LIBEROU A GRANA………………..TOMA BANDO DE IDIOTAS…….FICA BETOOOOOOOOOOOO…FICA BETOOOOOOOOOOO…AGORA AGUENTEM …ESSE NUNCA MAIS SE ELEGE..CAGADA EM CIMA DE CAGADA…O BOCA DE XUXU NEM PIA..PRATO CHEIO PARA A PROXIMA ELEICAO..

  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Vai ficar muito bonito o remendo do Fruet, alias, deveriam adotar este nome para o projeto: REMENDOS DO FRUET. O direito autoral sobre a frase é meu… rsrsrsrsrsrs

  4. Quando alguém quebrar a bunda,é só mandar a conta pro Beto Play e pro Ducci papagaio

  5. O ex-prefeito de Curitiba e engenheiro civil Rafael Greca (PMDB) disse que uma calçada de granito polido, que segundo ele é liso, frágil e escorregadio, “ou é coisa de burro, ou de ladrão. Ou moldura para o shopping de quem pagou (parte da) conta da eleição”.

  6. Granito liso?? E quando começarem os escorregões em dias de chuva? E quando alguém se machucar, quem pagará a conta???

  7. E precisou de todo esse tempo para resolver? EitA prefeito lento

  8. Se colocarem uma peça de granito intercalada com a de cimento, dá pra fazer o seguinte:

    É só andar pulando amarelinha; os pobres dão um pulinho e pisam só no cimento e os ricos na outra…

  9. Espero que este granito seja bem liso, prá que os ostentadores do batel escorreguem e se quebrem muitas e muitas vezes

  10. ANALISEM O QUE O EX-PREFEITO DE CURITIBA RAFAEL GRECA DISSE SOBRE ESTA INFAME CALÇADA:

    http://blogdotarso.com/2013/01/17/rafael-greca-diz-que-calcada-de-granito-e-coisa-de-burro-ou-de-ladrao/

  11. Marcelo Santana, este é o CARA, em poucas palavras disse tudo e não deixou nada à dever. Está certo. ISSO É UMA VERGONHA.

  12. O PREFEITO GUSTAVO FRUET MOSTROU QUE TEM UM BOM CARÁTER PESSOAL QUE SE REFLETE NO SEU DE POLÍTICO E ESTADISTA, POIS, NESTE CASO, PODERIA USAR DE VINGANÇA E TERIA MOTIVOS DE SOBRAS (FOI TRAÍDO NA SUA ELEIÇÃO PARA SENADOR E DESPREZADO COMO CANDIDATO A PREFEITO DE CURITIBA PELO PSDB) PARA ACABAR DE VEZ E DETONAR BETO RICHA E SEU FAMIGERADO GRUPO POLÍTICO, MANDANDO ARRANCAR TUDO ONDE PEDIRIA UMA INVESTIGAÇÃO VIA BASE ALIADA NA CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBA POR MALVERSAÇÃO DE VERBA PÚBLICA DEVIDO CONVÊNIO IRREGULAR ENTRE PREFEITURA E ESTADO PARA OBRA SUPER FATURADA! MAS PROCURANDO RESPEITAR A “BURGUESIA QUE JÁ ESTAVA DE BEICINHO” E O TRABALHADOR REVOLTADO DA PERIFERIA QUE ANDA NO BARRO E NO MEIO DA RUA DEVIDO NÃO TER CALÇADA, PROCUROU O MEIO TERMO NESTA QUESTÃO! NÃO FOI UMA DECISÃO DAS MELHORES, MAS FOI A MAIS ACERTADA!

  13. ORA STHEFANES JRS. OU NÃO,
    QUEM NÃO AJUDA NÃO DEVE ATRAPALHAR.
    FAÇAM O FAVOR…
    CALEM-SE!

  14. SSSSIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIMMMMMMMMM!!!!!

    E A METADE QUE SERÁ DE CONCRETO FICARÁ DEBAIXO DA METADE QUE SERÁ FEITA DE GRANITO !!!

  15. Acho que ficará bacana, compensará o IPTU que pagamos nesta região, no Batel o IPTU é de quase 5mil reais a mais do que em outras regiões.

  16. os pobres vão caminhar no concreto de cimento queimado as madames e playboys no granito e os pobres metidos vão caminhar no granito e os ricos “humildes” no cimento queimado. a calçada do batel será um marco e um monumento ao desperdício do dinheiro público. hollywood tem a calçada da fama curitiba tem a calçada dos bacanas.

  17. Parabéns Gustavo, não há vencedores nem vencidos, é isso aí.
    Agora é ajudar o prefeito fazer um viaduto bem simples no lugar da ponte estaiada 🙂

  18. Bem ao estilo do Fruet,,, conciliador de interesses,,, ele devia ser bispo;

  19. Será que, como nos bairros da plebe, vão mandar um carnê pros proprietários pagarem a obra????

  20. PASSEIO PARA OS MAGNATAS AMIGOS DO GOVERNADOR, FINANCIA PARA RICO

    NAO FINANCIA PARA MUNICIPIOS POBRES.

    ALIÁS, ESSE GOVERNO NAO EXISTE, SEM GOVERNO.

  21. Bem sacada essa ” rei salamão”. rsrsrsr

  22. Uma bela solução. Tudo se resolve com diálogo. A calçada que está sendo feita na Rua Carlos de Carvalho, com lajotas de concreto e pavers está ficando muito bonita. Tudo é uma questão de bom gosto.
    Parabéns a todos que participaram da solução. Um voto negativo ao antigo prefeito e equipe pela infeliz idéia da construção dentro do contexto da cidade.
    O Batel é um bairro nobre, paga mais impostos e propicia mais renda ao município e merece o tratamento que está tendo. Mas que não se descuide dos menos favorecidos, que são os que realmente precisam da Prefeitura.

    • Nobre, aí onde se escondem os nobre de Curitiba? Os condes, duques, barões, reis, rainhas estão nesse bairro?

    • O sêo Antonio dá bem a medida do que é ser um curitibano da nobreza. Nobre X Pobre. O Batel, diz ele, é um bairro nobre: em um país republicano digo eu. Os que moram no Batel tem poder aquisitivo de primeiro mundo:pagam mais impostos, propiciam mais renda ao município e merecem o tratamento que está tendo, diz ele. Para salvar sua cara diz: Mas que não se descuide dos menos favorecidos (eufemismo de pobres), que são os que realmente precisam da Prefeitura. Taí a deixa senhor Prefeito Fruet. Esqueça o Batel e vá cuidar dos bairros realmente necessitados de maior atenção dos poderes públicos. Se os moradores do rico Batel querem tratamento privilegiado, querem luxo, que tirem dinheiro da sua gorda conta bancária, aqui ou no exterior e façam eles mesmos o que melhor lhes aprouver e a Prefeitura permitir. O dinheiro arrecadado através de impostos não distingüe bairros ricos e pobres. O que o sêo Antonio prega é discriminação: aos bairros habitados pelos ricos o melhor tratamento que o dinheiro possa comprar; aos bairros habitados pelos pobres, mais carentes, mais necessitados, bem, que não se descuidem deles, se sobrar dinheiro.