A reforma no secretariado de Richa era para ampliar o espaço do PMDB… Era

Roberto Requião se diverte com as trapalhadas do PMDB.

Roberto Requião se diverte com as trapalhadas do PMDB.

A política tem as suas curiosidades, por isso muitas vezes é confundida com uma boa cachaça. Quem bebe uma vez quer beber sempre. Veja o que eu vou relatar abaixo em breve espaço.

Originalmente, a reforma no secretariado do governador Beto Richa (PSDB) foi imaginada para abrir mais espaço para o PMDB. A agremiação tem apenas uma secretaria, a do Trabalho, ocupada pelo deputado Luiz Cláudio Romanelli.

Com as mudanças planejadas desde outubro passado, a bancada estadual do PMDB receberia uma compensação política do governador tucano pela derrota do senador Roberto Requião na convenção do último dia 15 de dezembro.

Os peemedebistas haviam ganhado peso com a derrota de Richa na capital. Seu candidato, Luciano Ducci (PSB), foi derrotado por Gustavo Fruet (PDT) e Gleisi Hoffmann (PT) !“ adversária do tucano em 2014.

Pois bem, a reforma era para atender e fidelizar o PMDB. Era. Não é mais. Até agora os deputados peemedebistas chupam o dedo. O PSD faz a festa. Requião também tira uma casquinha dos desencontros. O ex-governador Orlando Pessuti rouba a cena. Enfim, o governo Richa continua mais parado que água de poço.

Resumo da ópera: Richa titubeia na reforma porque receia estar comprando terreno na Lua! dos peemedebistas, como alertou o ministro Paulo Bernardo (Comunicações).

Comentários encerrados.