A culpa pela invasão de sede histórica é da antiga gestão na prefeitura de Curitiba!, diz nota oficial da UPE

upeA diretoria da UPE, seguindo o exemplo dos políticos, debitou na conta do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB) a invasão do casarão histórico da entidade, no bairro São Francisco, em Curitiba. Os líderes estudantis universitários estão na Bienal da UNE, em Recife, mas encaminharam a seguinte nota oficial:

Nota oficial de esclarecimento da UPE

Diante dos fatos, a União Paranaense dos Estudantes (UPE) vem a público esclarecer os fatos noticiados (18/01/2013) na RPCTV, 1!º edição, e em outros veículos de comunicação do estado. Infelizmente, após diversas tentativas de acordo com a Prefeitura Municipal de Curitiba, mais uma vez os estudantes ficaram à  deriva.

A União Paranaense dos Estudantes vem a público elucidar a presente situação do Casarão dos Estudantes. à‰ sabido pelo povo curitibano que a região historicamente tradicional do São Francisco vem, ao longo do tempo, sendo depredada. à‰ comum o tráfico e o consumo de drogas na região. Moradores de rua permeiam cada esquina e a violência, o roubo e todo tipo de crime são comuns ali. Dizemos assim, com conhecimento de causa, bem como dirão todos os comerciantes, trabalhadores e moradores também. Salta aos olhos alguma deficiência na Segurança Pública, Programas de Saúde para Adictos e Assistência Social.
A UPE agora sofre na carne o reflexo do descaso das gestões municipais que se passaram nas rédeas do poder e nada fizeram de efetivo no bairro.

Há anos a UPE vem buscando mecanismos de solução definitiva para tais dificuldades, não encontrando, porém, retorno concreto esperado de uma digna administração pública. A Casa dos Estudantes de todo o Paraná foi invadida por vândalos e usuários de drogas, assim que suas atividades se encerraram, em meados de dezembro, tempo em que os estudantes e as instituições de ensino superior estão em recesso, das quais a entidade está intimamente ligada ao calendário de atividades.

Diversas tentativas de retirar os invasores foram tomadas por esta diretoria, inclusive a intervenção policial, entretanto houve a quebra de todos os cadeados, a remoção do portal principal da sede e a presente depredação dos muros e cômodos. Sem uma ação efetiva do poder público na região, não só o Palácio dos Estudantes, mas todos os moradores e comércio da região estarão prejudicados.

Vale lembrar que, apesar das inúmeras tentativas, a gestão da Prefeitura Municipal de Curitiba que cessou em 2012, não solucionou a situação de comodato da sede, tornando dificultosa a adequação e solução dos problemas da entidade. A maior parte das dificuldades financeiras e operacionais da entidade é oriunda desse entrave.

Apesar disso, um novo ano se inicia e com ele uma nova gestão na Prefeitura de Curitiba. Esperamos um diálogo fraterno e prático, para resolver os problemas da sede histórica dos estudantes paranaenses. Por isso, já buscamos a atual gestão e está marcada uma reunião para o dia 30 de Janeiro para que juntos, possamos trazer segurança e paz para o Casarão, os estudantes e os moradores do São Francisco, que também estão sujeitos aos perigos da região.

O Casarão da UPE, é patrimônio dos estudantes paranaenses e do povo curitibano, foi doado para a entidade no final da década de 40, tomado pela ditadura militar na década de 60 e devolvido em comodato para a entidade, pelo então governador José Richa.

A entidade tem programada para 2013, uma série de atividades culturais ligadas à s universidades, comunidade acadêmica e as casas e escolas de samba de Curitiba.

Curitiba, 18 de janeiro de 2013.
UNIàƒO PARANAENSE DOS ESTUDANTES

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Esta nota de esclarecimento é o melhor conto de ficção que li nos últimos anos.

    Acompanhei as reformas dos últimos anos e a instalação do prédio. Os ‘estudantes profissionais’ negligenciaram a gestão mínima do patrimônio público.

    Colocar culpa em quem já não está mais no poder é uma fraqueza de caráter inominável, já que o descaso que se faz a edificação é algo muito maior do que os últimos meses da gestão anterior. Se há uma culpa do poder executivo, é de não tomar uma atitude adequada ao abandono do próprio municipal. Mas em época de eleição ninguém assume medidas impopulares…

    E até hoje, a UPE tem se manifestado como um aparelho ideológico ligado a um partido… nada mais.

    Tendo isto em seu currículo, na verdade só isso, já seria motivo para a sua extinção. Que ela fique nos livros de história em seus embates revolucionários.

  2. Enquanto o prédio cai aos pedaços, os caras passam janeiro em Recife sabe-se lá às custas de quem…

  3. Ha anos estudantes do sudoeste tentam contato com a tal “UPE” e nada… mas se ligar na sede do diretorio do pc do b vc acha todos eles!

  4. Pra que serve mesmo esta UPE hoje em dia? Qual a função da entidade? O que fazem e o que reivindicam? Há anos não vejo nada que preste vindo desta que deveria ser uma entidade de jovens lutadores.

  5. Cada vez mais incrédulo.

    Todas as mensagens postadas e liberadas pelo moderador até agora são unânimes e apontam para um só sentido.

    Nenhuma mensagem à favor da UNE, por que será?

    Incrédulo

  6. Ah, vá, bando de maconheiros

  7. A deriva e sem função a UPE já está a muito tempo. Transformaram o que era a luta dos estudantes em atividades eleitoreiras de caráter chapa branca.

  8. Fácil jogar a culpa em quem não está mais no comando.

  9. Esmael:
    Faz algum tempo que o casarão está entregue a pessoas que não tem interesse na preservação do local. A sede foi praticamente reconstruída na gestão de Cassio Taniguchi, que foi vaiado quando repassou a chave aos estudantes, num ato de má-educação.
    Desde então a coisa está assim. Testemunhas garantem que aquilo serve para reuniões políticas partidárias, não estudantis, e roda de fumo. Os invasores são só consequência.
    A instituição responsável deveria aproveitar e alugar a casa. Dá um bom valor mensal para outros programas e projetos.
    É uma pena.

  10. Um bando de demagogos, isso sim. Essa entidade é de fachada.

  11. Sou estudeante da Federal, ciurso ciencias sociais, e nunca vi esses caras aqui. Lembro da cara do tal presidente pedindo voto pro ratnazana na TV. È o fim da picada esse turma do PCdo Rato. Conseguiram perder a sede para os sem tetos, então deixa eles lá. A casa tá abandonada mesmo.

  12. realmente são um bando de incompetentes.
    Não sabem o que fazer com o imóvel e não abrem mão dele. Abandonaram e depois culpam os outros.
    Passo por lá todo o dia e desde muito tempo não vejo nenhum estudante.
    Agora, em congressos para resolver coisa nenhuma, lá estão.
    Diretoria sem representatividade legal.

  13. Tem que intervir nessa entidade “administrada” por esses “estudantes” picaretas do PCdoB.
    Esses cara não tem condição de gerir nada, são uns inconsequentes, receberam essa sede toda reformada e veja o que eles fizeram.

    Bando de vadios.

  14. Há anos a UPE não existe.

    Aparelhada por um único partido político que ganha congressos fraudando atas, não representa os anseios dos estudantes, nem tem capacidade para gerenciar uma sede própria.

    Uma pena!

  15. Pode procurar tem um processo da gestão anterior outra estes vândalos da história