23 de janeiro de 2013
por Esmael Morais
28 Comentários

Richa recua e adere ao plano de Dilma para reduzir a tarifa de energia

Beto Richa (PSDB).

Beto Richa (PSDB).

O governador Beto Richa (PSDB), em seu perfil do Facebook, disse que nesta quarta-feira (23), três horas antes do pronunciamento que a presidenta Dilma Rousseff (PT) fará em cadeia de rádio e tevê, que o Paraná assinou pacto de renovação da concessão de transmissão e que a Copel também reduzirá as tarifas de energia a partir de fevereiro. ... 

Leia mais

23 de janeiro de 2013
por Esmael Morais
12 Comentários

Pessuti confirma: “Só assumo a Sanepar ou a Copel com a porteira fechada”; ouça o áudio

Ex-governador Pessuti. Foto: Rodolfo Bà¼hrer/ Gazeta do Povo.

Ex-governador Pessuti. Foto: Rodolfo Bà¼hrer/ Gazeta do Povo.

O ex-governador Orlando Pessuti, uma espécie de noiva do PMDB do Paraná, disse que foi sondado para a equipe do governador Beto Richa (PSDB), mas jurou que ainda não recebeu convite oficial. Ele concedeu entrevista, nesta quarta-feira (23), ao repórter Márcio Miranda, da rádio CBN Curitiba. ... 

Leia mais

23 de janeiro de 2013
por Esmael Morais
20 Comentários

Confirmado: conta de luz cairá mais que o anunciado; e agora tucanos?

A presidente Dilma Rousseff vai anunciar hoje à  noite, em pronunciamento em rede nacional, que a redução no preço da energia para os consumidores brasileiros deve ser de até 18% para as residências e de até 32% para as indústrias, confirma o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino. Os valores são maiores do que o anunciado pela própria presidente em setembro.

A presidente Dilma Rousseff vai anunciar hoje à  noite, em pronunciamento em rede nacional, que a redução no preço da energia para os consumidores brasileiros deve ser de até 18% para as residências e de até 32% para as indústrias, confirma o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino. Os valores são maiores do que o anunciado pela própria presidente em setembro.

A presidenta Dilma Rousseff deve anunciar hoje (23) à  noite, em pronunciamento em rede nacional, que a redução no preço da energia para os consumidores brasileiros deve ser de até 18% para as residências e de até 32% para as indústrias. A informação é do diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, que chegou para reunião no Ministério de Minas e Energia. ... 

Leia mais

23 de janeiro de 2013
por Esmael Morais
12 Comentários

Fila do gargarejo ainda é grande na prefeitura de Curitiba

cabideMuda prefeito, mas a prática é a mesma. Forma-se na prefeitura de Curitiba, todo o santo dia, uma enorme fila !“ a do gargarejo !“ de pessoas que buscam uma boquinha sem precisar de concurso público. Eles miram nos cargos comissionados, aqueles de livre escolha do prefeito de plantão, que se torna o mais lindo de todos os seres do Planeta até preencher o cabide. A cena se repete praticamente em todos os 399 municípios paranaenses. Também nas mais de 5 mil cidades brasileiras. ... 

Leia mais

23 de janeiro de 2013
por Esmael Morais
2 Comentários

Gastos de brasileiros no exterior chegam a US$ 22,2 bilhões em 2012

da Agência Brasil

cartao_de_creditoOs brasileiros gastaram US$ 1,426 bilhão a mais com viagens ao exterior, no mês de dezembro, do que os estrangeiros deixaram no país. Foi um aumento de US$ 275 milhões (2,41%) em relação ao mesmo mês de 2011. As despesas no ano com viagens internacionais somaram US$ 22,2 bilhões enquanto os estrangeiros deixaram US$ 6,4 bilhões no país !“ o que resultou no déficit de US$ 15,588 bilhões nas contas das viagens internacionais.

Os números foram apresentados hoje (23) pelo chefe do Departamento Econômico (Depec) do Banco Central (BC), Túlio Maciel. Segundo ele, 2012 registrou um novo recorde de gastos com viagens internacionais, estimulado, principalmente, pela valorização do real em relação ao dólar, em boa parte do ano passado. Leia mais

23 de janeiro de 2013
por Esmael Morais
12 Comentários

Erro de alvo: Racha do MST ligado ao PSOL invadiu Instituto Lula

do Brasil 247

Não é o MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) a entidade que promoveu a ocupação, na manhã desta quarta-feira 23, do Instituto Lula, em São Paulo. A responsabilidade política da ação é de outro grupo organizado, que se reúne em torno da Intersindical, entidade que aglutina sindicatos que já fizeram parte da CUT (Central Única dos Trabalhadores). A Intersindical guarda proximidade política com o PSOL, partido nascido, por sua vez, de uma dissidência do PT e de outras organizações da esquerda brasileira.

A tomada do Instituto Lula pela Intersindical evidencia uma forte divisão no comando político dos sem terra. A antiga hegemonia do MST vai sendo fustigada pelas organizações ligadas à  Intersindical. A orientação política, ali, é muito mais alinhada ao PSOL do que ao PT.

“Não queremos julgar essa atitude de invasão do Instituto Lula, mas a consideramos inócua, ineficaz”, afirmou ao 247 o assessor de comunicação do MST, Igor Felippe. “Lula não está no poder, não é mais presidente. O problema não está com ele, nem ele pode resolvê-lo”, sublinhou.

A invasão do Instituto Lula tem como objetivo declarado fazer com que o ex-presidente faça gestões junto ao governo federal para a feitura de um decreto de desapropriação de uma área de 104 hectares em Americana, no interior de São Paulo. Ali, desde 2006, numa ação ocorrida durante o primeiro governo Lula, um grupo de 70 famílias montou um assentamento que, atualmente, já produz alimentos para a rede escolar da região. Proprietária legal da terra, a família Abdala conseguiu uma decisão judicial pela desocupação do local, o qe poderá ocorrer por força policial a partir do dia 30.

“O responsável pela situação de desespero daquelas famílias é o Poder Judiciário, e não o Lula”, ressaltou o porta-voz do MST ao 247. Igor Felippe explicou que foi feita uma assembleia dentro do assentamento de Americana, na qual os militante do MST foram contra a proposta lançada pelo sem terra ligados à  Intersindical de invadir o Instituto Lula. Essa posição, no entanto, foi executada na manhã de hoje.

Ouvido pelo 247, em reportagem anterior, o advogado Vandré Paladino, que acompanha os invasores, efetivamente não falou em nome do MST, mas apenas como profissional ligado a famílias do assentamento Milton Santos, de Ameri Leia mais

23 de janeiro de 2013
por Esmael Morais
1 Comentário

Missa de sétimo dia de Edson Feltrin será celebrada nesta quarta

Pedetista Edson Feltrin.

Pedetista Edson Feltrin.

Será celebrada nesta quarta-feira (23), em Curitiba, a missa de sétimo dia do advogado Edson Feltrin, secretário-geral do PDT e ex-coordenador da campanha do prefeito Gustavo Fruet (PDT). Ele morreu na última quinta-feira (17), no Hospital Universitário Evangélico, em decorrência de uma pneumonia.  ... 

Leia mais

23 de janeiro de 2013
por Esmael Morais
14 Comentários

“Fruet descasca três grandes abacaxis por semana”, diz prefeitura

Na campanha eleitoral, Greca foi à  forra com asfalto "vagabundo" na mesma Vicente Machado que ficará interdidata nos próximos 40 dias.

Na campanha eleitoral, Greca foi à  forra com asfalto “vagabundo” na mesma Vicente Machado que ficará interdidata nos próximos 40 dias.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), tem se revelado um bom gerenciador de crise, segundo um secretário, dada a quantidade de “abacaxis” que aparece semanalmente para serem descascados. ... 

Leia mais

23 de janeiro de 2013
por Esmael Morais
8 Comentários

Gleisi anuncia licença ambiental para dragagem no Porto de Paranaguá

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT), pré-candidata ao Palácio Iguaçu, anunciou nesta quarta-feira (23) que diversas entidades e representantes dos governos federal e estadual assinaram um Termo de Compromisso para permitir a licença ambiental prévia e assim dar inicio ao processo de licitação da dragagem de aprofundamento do Porto de Paranaguá.

Desde outubro passado, o Ibama havia se manifestado favoravelmente à  emissão da licença, mas as aldeias indígenas de Sambaqui e da Ilha do Cotinga, não concordando com o procedimento, se mobilizaram chamando a atenção da Funai e do Ministério Público e fazendo com que o processo ficasse parado.

Depois do impasse, Gleisi coordenou ação junto a Secretaria de Portos (SEP), Funai, Ibama e Ministério Público Federal, contando com o apoio da secretária de Justiça, Cidadania e Diretos Humanos do Paraná, Maria Tereza Uille Gomes, com o objetivo de encontrar solução ao impasse.

à‰ uma importante contribuição do Governo Federal para o Porto de Paranaguá. Essas melhorias vão implicar em um investimento de R$ 800 milhões nós próximos dez anos, garantindo a competitividade do porto!, comemora a ministra Gleisi.

Assinaram o termo a Secretaria de Portos, Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná, Funai, Appa e Ministério Público Federal, além dos caciques de Sambaqui e da Ilha da Cotinga.

Leia mais