STF dá o Golpe no Congresso Nacional

via Conversa Afiada

"Quando se acende a luz no apartamento do Chico Campos (D), há um curto-circuito na Democracia." - Rubem Braga.

“Quando se acende a luz no apartamento do Chico Campos (D), há um curto-circuito na Democracia.” – Rubem Braga.

No fim do voto desta segunda feira, o Ministro decano Celso de Mello deu o Golpe que parecia subentendido em todo o julgamento do mensalão (o do PT).

Celso de Mello sustentou-se em Chico Ciência, Francisco Campos, o redator das Constituições ditatoriais de Vargas, para assegurar categoricamente:

Cabe ao Supremo e o poder de interpretar e FORMULAR a Constituição!!!

Com isso, ele advertiu o Presidente da Câmara, Marco Maia, acusado de corporativismo!.

Em outras palavras: não ouse deixar de cumprir a cassação de mandatos.

Casse o Genoíno e abaixe a cabeça!

Mello chegou a de ameaçar Marco Maia de uma condenação penal por crime de prevaricação.

Ou seja, ou faz o que eu mando ou vai em cana.

O Supremo, disse ele, tem o MONOPà“LIO da última palavra sobre a Lei.

Advertiu Maia, sem dar o nome: se resistisse, estaria a rasgar a Constituição.

Amigo navegante, é o ápice do julgamento.

A sua obra prima.

Tudo o que você viu até agora foi a preparação para esse ato solene: a coroação do Senado e sua corte de Imperial.

O Supremo deu o Golpe!

Como no Paraguai!

52 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Esses deputados deveriam é ter o mínimo de vergonha na cara de pau deles. Hoje senti vergonha de ser Brasileira. É lamentável termos que assistir a esses jogos insanos do poder corrupto e corruptível.

  2. Quem defende o Congresso é porque é da mesma laia. Aliás, dizem que os políticos são a imagem da sociedade.
    Ladrão investigando e julgando ladrões, isto é o que se pode esperar do Congresso.
    A Constituição não é respeitada pelos próprios políticos e eles querem ser juízes.
    É só ver quantos casos acabaram em pizza.
    Será que estes que defendem a Constituição não furam semáforos, não furam filas, não se aproveitam de várias situações ?
    Estes gigolôs da nação aumentam seus salários em reuniões apressadas e na calada da noite, empregam familiares e amigos, gastam milhões em seus gabinetes, etc…
    Quem confia nesta raça é muito ingênuo.

  3. Que judiciário é antro de conservadorismos, isso eu nunca tive dúvidas. Mas há um detalhe importante, há muito se vem falando que judiciário no Brasil ganha muito e trabalha pouco, que judiciário é balcão de negócios, que judiciário protege o infrator mais rico, etc e tal. Então, há um apelo popular para uma reforma radical no judiciário e como esse apelo começou a partir do governo Lula, dá para entender a postura do judiciário no mensalão e na adesão às facções políticas contrárias ao Lula e à Dilma.
    Quero aproveitar aqui para dizer que o Roberto Civita da Veja, de fortuna duvidosa e dívidas vultuosas, impedido de atuar como empresário em sua terra natal os USA, está liderando uma difamação barata contra Lula e Dilma.

    • A lei, sem o fato, é apenas um texto qualquer.

      Gerivaldo Neiva *

      A Constituição Federal de 88, num dos seus artigos definiu que o Judiciário têm que ter uma controle externo, desde 88 entrou e saiu governo e nenhum deve a coragem de regulamentar esse artigo pétreo da CF, daí entrou o governo Lula e o regulamentou criando o CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA(Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é o órgão do Poder Judiciário brasileiro encarregado de controlar a atuação administrativa e financeira dos demais órgãos daquele poder, bem como de supervisionar o cumprimento dos deveres funcionais dos juízes. O Conselho foi criado pela emenda constitucional nº 45, de 30 de dezembro de 2004, que incluiu o artigo 103-B na constituição federal brasileira.[1] Desde a data, o CNJ desenvolve ações e projetos destinados a garantir o controle administrativo e processual, a transparência e o desenvolvimento do Judiciário.)

      Então senhores leitores essa briga, principalmente pelo lado judiciário têm um inimigo que precisar ser destruído no caso o Governo Lulo-Dilmista. Os princípes da nação não admitem terem controle externo. Leiam essa materia abaixo.

      http://espaco-vital.jusbrasil.com.br/noticias/2851967/35-desembargadores-e-115-juizes-sob-suspeita

  4. As pessoas podem até não gostar. Mas, numa democracia, um poder tem que respeitar a autonomia do outro. E o STF, como instância máxima, deve agir por último, não antes. Isso não é defender quem foi condenado. Mas, deixar que cada poder faça a sua parte independente, e não determinada. Seria a mesma coisa que o executivo ou o legislativo querer dizer o que o judiciário deve fazer. Esse é o problema que algumas pessoas não estão enxergando. Isso sim é golpismo… E um precedente que já vivemos e não devemos aceitar que volte.

    • Não Rui Valese, vc peca por falta de conhecimento de teoria política. Não existe independência de poderes. O poder maior é o voto popular. Os eleitos representam o povo. O judiciário é SUBORDINADO ao poder popular, que na democracia, tudo pode.
      Então vamos voltar aos livros e vamos deixar de falar leviandades.

      • E qual o conhecimento de teoria política que você tem? Num Estado Republicano, a independência de poderes é coditio sine qua non. O judiciário, no nosso caso, não é subordinado ao voto popular, muitos menos os outros dois poderes. Seria assim em algumas teorias políticas; porém, não é assim no mundo real. Volte aos livros, mas não esqueça o mundo real…

  5. E a lista de furnas tucanada, algo a declarar?

  6. As viuvas do FHC apoiam o golpe do STF, leiam o que diz a constituição antes de tudo. STF jogou no lixo a constituição, perda de mandato não é lugar do STF meter o bico.

  7. É um absurdo que Marco Maia se recuse a cumprir a determinação do STF. Desde quando o Congresso tem este direito? Mais um belo exemplo de obediência à Lei, vindo de nossos “representantes”. Então, podemos também deixar de cumprir nossos deveres de cidadãos, sem arcar com as consequências, por não concordarmos com as regras?

  8. Não se trata de apoiar ou deixar de apoiar corruptos ou não. A questão é uma questão de equilíbrio dos três poderes, a Constituição Federal diz que a prerrogativa de cassar mandatos de parlamentares é única e exclusiva da Câmara do Deputados e do Senado Federal. Quem faz as leis são os deputados e senadores por meio de uma Assembléia Constituinte. E se os deputados começarem a querer julgar os desmandos e crimes dos juízes, como eles vão reagir com seu corporativismo?

  9. Interessante leitura para o Esmael:

    Sentenças e bravatas

    Por Pedro Luiz Rodrigues

    O que mais me impressionou no recente confronto entre o presidente da Câmara dos Deputados, o deputado Marco Aurélio Spall Maia (PT-RS) e o STF ““ sobre qual instituição teria o poder de cassar mandatos eletivos de bandidos julgados e condenados ““ foi a atuação do deputado Maia.

    Proclamou ele aos quatro ventos que caberia à Câmara adotar as medidas para a cassação dos mandatos dos referidos parlamentares e de que em hipótese alguma aceitaria a imposição de uma decisão do STF.

    Mas, nesse sentido, o que fez na prática contra os indigitados meliantes? Nada, coisíssima alguma, nenhuma palavra sequer contra os colegas (ex-colegas, dentro em breve) condenados. Contentou-se em fustigar o Poder Judiciário.

    Mas se não tomou providências práticas, não foi por preguiça. O presidente da Câmara (por ainda pouco mais de mês e meio) é reconhecido homem de ação. Li seu currículo. Foi dinâmico líder sindical em Canoas; atuou brilhantemente na presidência da Trensurb, de Porto Alegre (a empresa chegou a conquistar 95% de aprovação pela qualidade dos serviços oferecidos). Os nossos mais entusiásticos parabéns pelo desempenho.

    Mas quando se tratou de tomar providências próprias de um estadista republicano ““ como as destinadas a afastar da Câmara dos Deputados companheiros que se aproveitaram do mandato popular para o exercício do banditismo ““ aí, o dinâmico ex-presidente da Transurb se paralizou. De estadista, virou municipalista. De republicano, virou partidário, líder de facção.

    E agora, José, que a festa acabou, a luz apagou, o povo sumiu, a noite esfriou, e agora José? Indagaria de seu jeito, mineiramente, Carlos Drummond de Andrade.

    E, agora, Deputado Marco Maia, o que fazer?

    Sua Excelência tem dito que o artigo 55 da Constituição Federal, que trata da perda do mandato legislativo, aponta como uma das condições para tal perda a condenação criminal em sentença transitada em julgado. Tem dito, também, que a Constituição estabelece que nesse caso, a Câmara dos Deputados ainda teria a palavra final, por voto secreto e maioria absoluta, mediante provocação da respectiva Mesa.

    Por outro lado, ressoa ainda em seus ouvidos, as palavras do Ministro Celso Mello, manifestadas ontem quando votou pela cassação dos três bandidos:cometerá crime de prevaricação o agente que em ofício deixar de praticar, retardar ou frustrar a execução de ordem judicial, quando ela chegar!

    Então, vai deixar fluir o sangue gaúcho e voltar ao ataque ou contar até dez e bater, discretamente, em retirada?

    Deve ter sido uma noite dura, não é deputado? Poderia ter dormido sem essas palavras do Ministro do STF martelando na cabeça, criticando o minguado senso de institucionalidade de Vossa Excelência, pelas bravatas de que não cumpriria uma decisão do Supremo Tribunal Federal transitada em julgado,

    Celso Mello lembrou-lhe que incumbido da função de guardião da Constituição pela própria Assembléia Constituinte, o STF tem o monopólio da última palavra em matéria de interpretação de nossa Carta Magna.

    Qual a saída, deputado? Que tal atribuir a culpa de seus mal-dizeres a um consultor jurídico despreparado?

    Ligar para o Partido para obter aconselhamento não vai ser muito útil. Nosso colega comum, o Rui Falcão (lembro sempre que trabalhamos na mesma época no Jornal da Tarde), certamente não quererá entrar essa canoa furada de peitar o STF. Afinal, não estamos na Venezuela.

    O Rui sabe que o Ministro Celso Mello tem razão quando atribui as declarações de Vossa Excelência a um “equivocado espírito de solidariedade”.

    Deve ter doído também, não é, a declaração do Ministro de que são irresponsáveis e inaceitáveis suas afirmações de que a decisão do STF não será cumprida.

    O Ministro,a propósito,foi curto e grosso: “A submissão de todos nos, civis, chefes militares, dirigentes políticos, ao império das decisões judiciais, especialmente daquelas que emanadas do Supremo já transitaram em julgado, constitui o indício mais veemente de que ainda continuam a prevalecer nesse País os postulados para reconhecimento do estado democrático de direito.”

    É deputado, pensando bem é mesmo melhor deixar seus colegas parlamentares condenados irem passar, como criminosos que são, um tempinho na Papuda do que deixá-los soltos no Plenário, convivendo com os deputados e deputadas que têm reputações a zelar.

  10. Pois é, Gabriel, me surpreendo às vezes, com algumas inserções de artigos feitas pelo Esmael, como esse texto mais besta ai feito pelo PHA, o macunaíma da Imprensa.

  11. Qual é a MORAL do judiciário? Se acham os rábulas. Capachos do capital, amigos da casa-grande e lacaios do PIG. Não tem moral nenhuma para caçar ninguém.
    Sem dúvida o poder judiciário é o mais antidemocrático da república, regurgita os velhos cacoetes do brasil colônica e da repúblcia dos bacharéis. Não tem nem moral nem capacidade intelectual para nada…….
    Para os rábulas não existe o certo ou o errado, apenas o ponto de vista das partes. Ou seja, o ponto de vista do próprio bolso!!!

  12. Concordo plenamente com a decisão do supremo. Ladrão, quadrilheiro e corrupto não pode permanecer recebendo dinheiro público. O sujeito não pode continuar votando ou propondo leis que ele não cumpre.

  13. Os comentários me deixam um tanto quanto mais preocupado. Ou 99% dos que responderam são lacaios dessa corja imperialista, ou realmente nao almejam democracia, ou ainda, nao se deram conta da gravidade da situação. Não se trata de quem estão julgando, definitivamente nao é isso. O SUPREMO, através de representantes do entreguismo, estão patrolando a CONSTITUIÇÃO e criando a sua própria. So tem um meio de tentar parar isso: através de uma grande mobilização do povo, que precisa ser alertado de que seus direitos estão sendo sendo subtraidos.

  14. Esmael, não confunda c…cm bunda o STF é a corte maxima da justia de nosso país, guardiã da Constituição, ou seja, o STF esta correto e os mensaleiros tem que entregar os cargos, e se fosse do PSDB os deputados será que seu Marco MAIA teria a mesma postura?

  15. Golpe foi o que Lula e PT deram nos trabalhadores com a manutenção do Fator Previdenciário.
    Traidores e golpistas.

  16. O STF julgou sobre documentos, depósitos, transferências bancárias, depoimentos de testemunhas e fala de advogados que admitiram o “erro” do cliente. O STF não inventou nada.
    Cadeia para estes ladrões e corruptos.
    Caso contrário eu vou roubar e quero ser julgado pelos dePUTAdos.
    Valeu Joaquim. Muito obrigado.

  17. O mensalão no STF: avanço ou retrocesso?

    Por: Juremir Machado da Silva

    Pensar é como andar de bicicleta. Exige movimento. Estou numa fase inspirada, altamente original. É o julgamento do mensalão que me deixa assim. Afinal, condenar por indícios e evidências, sem provas materiais, nem atos de ofício, como está fazendo o STF, é um avanço ou um retrocesso? Os petistas acham que é um retrocesso. A mídia, em geral, considera que é um avanço. Será um argumento de conveniência? Os petistas perguntam: por que o julgamento do mensalão do PT foi a julgamento antes do mensalão do PSDB, praticado sete anos antes? Levantar essa pergunta coloca a pessoa sob suspeita de petismo.

    Segundo alguns ministros do STF a única maneira de condenar praticantes de certos crimes, que não deixam rastros, é passar por cima da chamada prova material, validando a prova indicial e valorizando a testemunhal. Isso valerá em outras ocasiões? Em todos os mensalões? Será que essa tese não está sendo apoiada por se tratar de meter na cadeia um bando de larápios petistas? Será defendida pelas mesmas pessoas quando do julgamento dos larápios tucanos? É uma tese jurídica ou um casuísmo antipetista? Perguntar ofende. E compromete. Eu gostaria de ver todos os mensaleiros em cana. Preferia, contudo, que fossem condenados com base em provas materiais. Não sou, no entanto, avesso a essa postura hipermoderna dos julgadores. Amplia-se o campo da condenação. A mídia exulta: servirá de exemplo. Não será a mídia adepta de uma justiça expedita, condenando sem considerar demasiadamente detalhes insignificantes como a prova?

    Estou convencido de que houve “maracutaia”. Nem sempre, porém, estou convicto das provas. Contradição? Desejo de aliviar a cambada petista? O contrário significa uma vontade ideológica de condenar o bando estrelado? Petistas questionam: por que FHC não foi julgado pela emenda que lhe permitiu a reeleição? Foi denunciado um esquema de compra de votos. Cada caso é um caso político? Os ministros do STF se aposentam todo tempo. Com novos juízes essa postura mais ampla se manterá?

    Ou cada cabeça uma sentença?

    Isso não revela um subjetivismo demasiado, uma falta de regras sólidas passíveis de interpretação similar por diferentes juízes?

    Os chamados garantistas, defensores de certas garantias individuais, estão de cabelo em pé. Não se estaria invertendo o ônus da prova, cabendo ao acusado provar sua inocência? Não se estaria retirando do réu o benefício da dúvida? Não se estaria criando uma jurisprudência bizarra: em certos crimes perfeitos ou quase, sem rastros, pode-se condenar apenas por vestígios? Imagino a tromba de alguns e suas acusações contra mim: petista, safado, cérebro de ervilha. Assumo a última parte. Temo que o STF esteja aplicando a lógica do torcedor de futebol: erro de arbitragem contra o seu time é roubo. Contra o rival, apenas um equívoco que ora atinge este ora atinge aquele. Já tenho, em todo caso, minha inclinação: quero ver na cadeia todos os mensaleiros, de todos os partidos, condenados, por quaisquer juízes, a partir do procedimento atual do STF.

    Como dizem os nobres juristas, já se tem jurisprudência.

    http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=3239

  18. Impunidade
    Tribo de Jah

    A justiça só é cega
    Quando não quer ver
    Quando a lei se nega
    A se fazer valer
    Para uns implacável
    Para outros maleável
    Ou até negociável
    Ter leis em questão
    É o mesmo que não
    Leis sem efeito,que abrem exceção
    Abrem precedentes a dúbia aplicação
    Nunca propiciarão
    Um estado de direito
    Assim não se terá verdadeira nação
    A impunidade
    É um grave problema
    É a face mais falha da sociedade
    É o lado mais sujo do sistema
    Como é que se sente
    Um simples cidadão
    Brasileiro descontente
    Com a situação
    Eu amo o meu país
    E amo a minha gente
    Mas me sinto infeliz
    Eu acho deprimente
    Esse estado de impunidade
    E improbidade,vergonha nacional
    Estado de injustiça,imundice e calamidade social
    Eu digo não,como cidadão
    Eu peço justiça,peço punição
    Punição exemplar,justiça enfim
    Não,não,não
    Justiça sim,impunidade não
    Punição exemplar a todos os culpados
    Sem nenhuma exceção
    Aos poderosos,abastados,ou ao mais nobre barão
    Famigerados doutores,ricos ou bacanas
    Sendo culpados,estejam todos em cana
    Parlamentares pilantras,políticos interesseiros
    Deputados descarados,banqueiros trapaceiros
    Vereadores,prefeitos,governadores e empreiteiros
    Corruptos,corruptores e seus fiéis escudeiros
    Magistrados safados,empresários salafrários
    Traidores da pátria,fazendo o povo de otário
    Punição exemplar
    Aos bandidos escondidos
    Na imunidade parlamentar
    Fazendo falcatruas,as escuras fazendo fortuna
    Com o seu voto que colhem na urna
    E saem às ruas como se nada houvesse
    Ninguém lhes importuna
    Mesmo quando enriquecem
    Às custas de favores escusos do clientelismo
    Do uso e abuso do fisiologismo
    E das benesses do cobiçado poder
    Eu digo não,não pode ser
    Quanto descaso,quanta omissão
    Quem pode se safa
    O pobre é quem paga
    Eu peço punição,punição exemplar
    Não,não,não
    Justiça já,impunidade não
    A legião dos excluídos vai muito mal
    Banidos que estão do convívio social
    Debaixo dos barracos,pontes e sinais
    Não desejam mais que uma vida meramente normal
    Na televisão,em todos os canais
    Aparentemente tudo vai bem demais
    Logo vem outro carnaval
    E fica tudo bem no país do futebol
    Se rouba,se extorque,se frauda,se mata
    Se burla,corrompe,sonega e escapa
    Sem punição,nessa terra sem lei
    Quem tem muita grana
    Nunca vai em cana
    Bandido rico é rei,até quando eu não sei
    Eu quero ver quando é que vai se fazer
    Uma verdadeira nação
    Com direitos e deveres iguais pra todo e qualquer cidadão
    Eu quero ver,punição enfim
    Não,não,não
    Justiça sim,impunidade NÃO !

    http://letras.mus.br/tribo-de-jah/1237737/

  19. Esmael, pretendia não retornar a esse assunto. Mas vendo alguns dos comentários acima, vejo-me na obrigação de opinar. É do conhecimento, de jornalistas raros (mas sérios), que a PIG (Parte da Imprensa Golpista), vendo a atual oposição partidária, não tem políticos para vencerem o atual Governo (basta lembrar que o Serra, foi derrotado 2 vezes como candidato à Presidên cia…e derrotado por Fernando Haddad, na diputata à Prefeitura de São Paulo). Portanto a PIG e o STF, resolveram ELES mesmos, fazer O P O S I Ç ÀO! Daí essa INGERÊNCIA em outros poderes: Executivo e Legislativo, num total DESRESPEITO a DEMOCRACIA , que a Sociedade conseguiu restabelecer, após 21 anos de DITADURA !

  20. Vou me limitar a assinar em baixo dos comentários do Tiago, do Victor – além disso, Victor, o currículo profissional do Conversa Fiada lembra penas de aluguel -, e dos brilhantes Luciano, Luiz Fernandes, Valter Barelli e do Egídio, da Londrina do meu amigo Jota Oliveira.

    E melhor seleção na transcrição de opiniões, resguardaria a importância do blogue.

  21. Esmael, pretendia não retornar a este asunto, mas ven do alguns comentários acima, vejo a necessidade de opinnar. É amplamente conhecida a aliança da PIG (Grande Impressa Golpista), com o STF. Que ao verem que os partidos da atual oposição (PSDB, DEM e até o PSB), não cconseguem eleger mais “seus líders”, depois q

  22. éh pessoal,como ja dizia aquele tres vezes governador do parana;para meus amigos as benéses e falhas nas nóssas leis,e para os inimigos a rigides da ipocrisia de suas interpretaçoes;acho que deveriamos analizar melhor a coerencia de nósso stf.,pois nem tudo o q reluz é ouro,meus caros.kkk

  23. Golpe quem deu foi o PT de JD & Cia. Ainda bem que Dilma parece ser sincera e honesta. O STF fez o que tinha a ser feito. Ainda há esperança para nos, o povo.

  24. E tem mais. Quem apoia corruptos, corrupção ou não vê nada de mais nisso, é igual a eles. Como se diz no popular “FARINHA DO MESMO SACO”.
    Thiago, você está correto, não é golpe se sim o cumprimento da Lei determinada pela Constituição Brasileira. E lugar de corrupto e simpatizantes é na cadeia.

  25. Claudinéia. pelas suas poucas palavras, você é farinha do mesmo saco. Pois qum apoia a corrupção é tão corrupto quanto o que cometeu o ato ilicito. quanto ao Thiago, ele está correto. O STF não está promovendo nenhum golpe e sim fazendo cumprir a vontade do povo e a Constituição Brasileira. Criticar não é desta forma Claudinéia tem que ter noção do que está acontecendo. A não ser que vc seja apoiadora desta imundice chamada corrupção.

  26. O que é uma pessoa etica ,e ser xiita? o que uma pessoa funadamentalista? o é corrupção? O que não julgar a corrupção da assembleia legislativa ,e camara municipal .isso e ser etico e não xiita funadamentalista? O jihade esta no psdb!

  27. agora começa o stf o povo e o que esta certo. Pois a seculos a justiça com desculpa de pender pra um lado era cega e as cadeias so tinham ppp pobre preto e prostitutas agora aumenta um p politicos corruptos. Qtas pessoas estas pessoas mataram com desvio de verba publica onde poderia ter uma ambulancia pra salvaruma vida esta foi desviada para paraiso fiscais. Deputados que se elegem sem patrimonio hj tem milhoes .

  28. O STF na figura do ilustre Celso de Mello está corretíssimo, eles são sim a instância suprema, é lá e a eles que cabem a última decisão, ou a última decisão ficaria na mão dos bandidos do governo que ficam retirando dinheiro público (meu, nosso e SEU dinheiro também Esmael) ou você acha que o que vc paga de impostos tá bom pra tí com a porcaria de retorno que o governo dá com aquilo que amealha todos os dias de impostos?
    Porque não usa seu espaço aqui pra mostrar a vergonha que anda a saúde pública, as estradas federais e tudo mais que deveria e seria obrigação de serem bem cuidadas pelo governo.
    Volto a repetir aqui, quem defende petralha , pesdebista, ou seja lá qualquer outro vagabundo político e ladrão dos cofres públicos ou quer fazer o mesmo ou já ganha algum por isso.

    • Peso na consciência ou arrependimento, Barelli?!?!?!? Quando você era secretário de governos do PSDB não era assim que agia… ou pensava. A lista de Furnas vem aí, para vocês sew explicarem…

    • esse sr. tem que reclamar da saude publica e da educacao oas governadores e prefeitos que ele elegeu e nao ficar criticando o pres, da republica princ,. o PT. veja quantas secretarias eles estao instalando. aonde vai i didndin que vem para a saude>>>saafados. apliquem o dinheiro certinho que tudo funciona bem.

  29. Indivíduos com senteça transitada em julgado por crimes são fichas sujas. Não podem nem ser candidatos quanto mais manter o mandato. Cassação já….

  30. O difícil não é ser do Partido dos Trabalhadores, o difícil é ser do Partido dos Trabalhadores sem ser conivente com a corrupção! Seja ela vinda de onde vier, a corrupção está no âmago das pessoas, independente do partido a que qualquer um possa estar vinculado. Tomar o lado puramente ideológico-partidário é tomar uma posição xiita, fundamentalista, sem opinião de quem se porta de forma moralmente ética perante os fatos. Isto não é uma questão de postura, apenas, mas uma questão de inteligência.

  31. Não acredito que vc está defendendo essa turma que foi condenada… o STF está certo, não pode deixar o corporativismo salvar o pescoço de ninguém…

    • Corporativismo? O cara passou por cima da Constituição, além de contradizer sua própria posição em um julgamento anterior sobre o mesmo tema.

      • Quem interpreta e diz como deve ser cumprido a constituição é justamente o STF. Vai estudar, seu “zé oreia”. Ou será que vc, zé ruela, se acha competente para julgar o STF? Se um faz a Lei, outro temque ser o guardião … por isto a República é composta de 3 poderes independentes entre si

      • Um julgamento anterior de quase vinte anos atrás… pelamordedeus… hoje está sendo feita justiça e o ministro agora está tomando a atitude correta! O seu apelido lhe cai bem….

  32. como é que vc dá espaço pra um texto de um ser que não consegue formular um parágrafo com mais de 20 palavras. O pha escreve pior que uma criança de 10 anos.

  33. Você só pode estar de brincadeira quando diz que o supremo deu o Golpe ! Golpe é manter a impunidade nesse país ! Políticos são pessoas comuns, e não estão acima da lei !

    • Tiago, vai ler e se inteirar mais sobre política. Não fale bobagem.

      • Quem tá de brincadeira é vç, esses caras da cãmara são passíveis a Lei Brasileira, não a lei da China.

        • silva, “vai se inteirar sobre a “Lei Brasileira”. Não fale bobagem”. Uma interação com a língua portuguesa seria de bom grado também.

        • silva,
          você não se escreve com Ç e Câmara não tem acento ~ e sim ^… Primeiro passo para opinar sobre o que você não tem conhecimento é se informar e o segundo passo é aprender a escrever corretamente para não ser motivo de chacota e ter algum crédito.

          • Cara não quero e não preciso ter crédito com certas pessoas.
            Eu opino nesse espaço pois é livre, desde que eu não ofenda ninguém, não estou fazendo nada de mais.

        • Silva e Tiago. O princípio da democracia é a independência entre os poderes. Quando um tenta determinar o que o outro deve fazer, antes mesmo do outro se manifestar, temos ingerência de um sobre o outro. Assim, não temos mais demoracia.
          Agora, se o Congresso não cassar aqueles que foram condenados pelo Mensalão, aí sim, é legítimo o mesmo agir…

      • Melhro inteirar-se vc, que assina como “Claudineia”. São 3 Poderes da República… (isto se não contarmos o MP, que seria hipotéticamente o quarto). Então, de vagar com o andor, dona claudineia, que o santo é de barro e costuma quebrar. Aqui não é Honduras!

    • Claudinéia vá carpir um lote…..mulher!!! tá defendendo ladrão …!!!Golpe é o que estes políticos
      corruptos vem promovendo no erário da nação!!!

    • Vai ler a CF para saber de quem é a prerrogativa de cassar mandatos de deputados… Concordo que os deputados devem ser cassados e devem ir para a cadeia como qualquer cidadão que fizer o mesmo que eles fizeram, mas as leis devem ser cumpridas e os poderes respeitados para que tenha um equilíbrio. O que o judiciário vai achar se os deputados começarem a julgar e cassar os direitos dos “bandidos de torga” que geralmente, quando cometem crimes, são aposentados compulsoriamente? Cada um na sua, cada poder da República tem que saber dos seus limites.

    • É isto mesmo Tiago, ninguém está acima da lei e pelo pouco que entendo de leis, neste caso o STF está coberto de razão, pois se o político foi julgado e condenado ele perde seus direitos políticos, desta feita perde o mandato automáticamente, isso nem deveria ser colocado a prova e só não concorda quem está com a carteirinha do PT assinada.

      Gostam mesmo destes políticos corruptos decidindo sobre os destinos da nação? Levem eles para cuidarem das suas empresas e das suas casas.