Renata Bueno estranha que expressão gentalha! seja punida e desvios de R$ 30 mi acobertados!

Vereadora Renata Bueno.

Em nota oficial, a vereadora Renata Bueno (PPS) abriu fogo contra a Comissão de à‰tica da Câmara Municipal de Curitiba que, ontem (3), a puniu com censura pública! por ter usado a expressão gentalha! ao se referir aos colegas numa entrevista.

Causa espécie que em nenhum momento tenhamos conseguido emplacar um processo sério contra os contratos de publicidade que fizeram evaporar R$ 30 milhões da Câmara de Vereadores. Mas um processo contra o uso da palavra “gentalha” cumpre o rito e é devidamente concluído!, diz um trecho da nota.

A vereadora reconhece que a expressão gentalha! é malfada!, mas evoca a liberdade de expressão que constitui um dos pilares fundamentais da democracia!. Ela explica que sua fala se deu no contexto maior dos embates que travei pela denúncia, investigação e afastamento do ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal João Cláudio Derosso.

A seguir, leia a íntegra da nota oficial de Renata Bueno:

Nota Renata Bueno sobre decisão do Conselho de à‰tica da Câmara Municipal de Curitiba

O Conselho de à‰tica da Câmara Municipal decidiu me penalizar pelo uso da expressão bando de gentalha!, com o qual eu reagi à  agressividade de alguns vereadores, em outubro de 2011. Com a devida licença, quero recolocar as coisas no seu devido lugar.

Embora tenha utilizado a malfadada expressão em uma discussão menor, vale salientar que ela se deu no contexto maior dos embates que travei pela denúncia, investigação e afastamento do ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal João Cláudio Derosso, os quais despertaram um clima de intensa animosidade por parte dos que assumiram a sua defesa, uns porque se beneficiavam dos desvios do esquema Derosso!, e outros simplesmente por acomodação e corporativismo.

Tentei, de todas as formas, que os vereadores aprovassem a instalação de Comissão Processante para apurar crime de responsabilidade por parte do ex-presidente da Câmara. Quando ficou claro que, dentro da Câmara de Vereadores nada prosperaria, apelei ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, tornei público documentos obtidos judicialmente pelo meu partido e, afinal, conseguimos desgastar o ex-vereador Derosso, até o ponto de inviabilizar a blindagem com a qual os seus parceiros sempre o protegeram.

à‰ nesse cenário que eu construí adversários que, desde então, vem tentando me intimidar e me dobrar, com maledicências, processos no Conselho de à‰tica e um dossiê grosseiramente falsificado tentando me imputar crimes eleitorais. Causa espécie que em nenhum momento tenhamos conseguido emplacar um processo sério contra os contratos de publicidade que fizeram evaporar R$ 30 milhões da Câmara de Vereadores. Mas um processo contra o uso da palavra gentalha! cumpre o rito e é devidamente concluído.

A garantia de manifestação livre e sem censura de qualquer opinião, ainda que eventualmente desagradáveis ou contundentes, constitui um dos pilares fundamentais da democracia. Cumpri o mandato de vereadora orientada por esse princípio. Agi e falei sempre movida pelo sentido de missão delegada pelo povo, e tenho a satisfação de tê-lo honrado sem me submeter jamais à s conveniências da politicagem miúda.

16 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I am all new to blogging and site-building and definitely loved this web site. Probably I’m likely to bookmark your website . You definitely have terrific article content. Cheers for sharing with us your blog.

  2. eu acho que não entendi o texto .se me excedi peço desculpas .mas gentalia e o povão em geral.então temos que punir o sbt pelo programa do chaves ,que quando a mãe do quico fala gentalha.

  3. renata pague logo esse 30 mil e caia fora . curitiba e uma bela cidade .mas voce que tem dupla cidania larga isso ,não vale apena… voce sabe que a italia zela pelo bem dos cidadãos. o povo odeia quem consegue atravessar o atrantico.mas mesmo estando na eleite voce não e da elite. nada pessoal ,pessoalmente não te conheço.mas fazer politica no brasil não vale apena . o ze eduardo entrou na politica ,e perdeu o bamirindus,so que quando a pessoa fica pobre na politica ninguem lembra….tambem ele encheu as prefeituras de dinheiro naquela epoca ,alguem lembra o homem do chapel?

  4. Eu acho o seguinte teve la todos estes anos se beneficiando do mandato, agora vem se fazer de coitada, tentando reverter as coisas hora vá trabalhar de verdade, de pessoas péssimas o poder já esta lotado.

  5. Tem mais que estranhar mesmo. Ela tem toda razão. O Conselho de Ética (sic) é rápido para julgar e condenar pelo uso “indevido” de mero adjetivo e estúpidamente lento para apurar responsabilidades no desvio milionário de nosso dinheiro. Eu disse lento, porém também cabe o termo “omisso”. E ai, fica tudo por isso mesmo?

  6. Ela agiu tão democraticamente que a democracia através do voto popular deu uma bela resposta nas urnas… Você não convenceu com seu mandato, Renata… Boa sorte no Parlamento Italiano, lá talvez xingamentos façam parte da democracia deles…

  7. Sem respeito à transparência, realmente a Edil deveria divulgar os recursos públicos utilizados em suas viagens!

  8. uma das poucas vezes que irei concordar com o que essa vereadora fala… está corretissima…

  9. essa e a raposa cuidando do galinheiro.

  10. Ela também deve se incluir no termo gentalha, pois não difere deles em nada.

  11. Assiste razão à vereadora.

  12. concordo com a EX vereadora: o que realmente deve ser punido eles deixam de lado.

  13. Essa mulherzinha e seu progenitor são uns bocudos, mal educados e não merecem votos para cargo nenhum, tanto é q ela não foi reeleita nem mesmo seu progenitor como vice prefeito.
    Qto aos 30 milhões realmente a camara está devendo explicações a população.
    Abaixo a baixaria dos bueno.

  14. Agora a Comissão de Ética dizer que o fato, do Tio continuar em Cargo Comissionado, na Câmara Municipal de Curitiba, depois dela eleita vereadora, não prova nepotismo. Valha-me Deus e Nossa Senhora. Sabe-se que todos os edis, tinham que apontar quem eram, onde estavam lotados seus parentes na Câmara, para serem exonerados e , a Limpinha ficou quieta, achando que ninguém iria ligar o nemo dela com o do Tio. Se isso nãoé sujeira de nepotismo, é o que?

  15. tudo farinha do mesmo saco, uns roubam outros falam abobrinhas e viajam e pouquissímos quase nada fiscalização.

  16. vossa senhoria como vereadora, deveria tambem, postar o quanto gastou em viagens para Italia, sei que vai dizer que ninguem tem nada com isso. mas, quando e no dos outros, tudo bem. mas quando e no da gente???