“Professores podem não iniciar o ano letivo de 2013”, confirma presidenta da APP-Sindicato

Marlei confirma disposição da categoria para a greve.

A professora Marlei Fernandes, presidenta da APP-Sindicato, em comunicado a este blogueiro, confirmou a disposição da entidade de não iniciar o ano letivo de 2013, caso o governo Beto Richa (PSDB) não efetive a hora-atividade durante a distribuição de aulas.

A APP-Sindicato deu prazo até o próximo sábado, dia 15, para que o secretário da Educação, vice-governador Flávio Arns (PSDB), anuncie o cumprimento da Lei Nacional do Piso. Nesse dia, a categoria realizará assembleia que poderá deflagrar greve por tempo indeterminado.

Os educadores reivindicam a implantação de 1/3 de hora-atividade, encaminhamento do plano de carreira dos funcionários e discussão da matriz curricular, entre outros temas.

O blog mostrou ontem que o clima é de revolta dentro das 2,1 mil escolas paranaenses. Uma verdadeira panela de pressão que está prestes a explodir!, observou um diretor de escola.

A seguir, a íntegra do comunicado da presidenta da APP-Sindicato, Marlei Ferandes:

“Venho acompanhando algumas postagens nesse Blog, dizendo o tempo todo que a direção da APP não apoia uma proposta de greve. Talvez o que esse Blog não saiba, ou mesmo não esteja acompanhando é que essa proposta de não iniciar o período letivo de 2013 é da Direção da APP aprovada na Assembleia de maio desse ano e referendada na assembleia de 18 de setembro. Portanto, essa direção sabe dos encaminhamentos que serão tomados e definirá junto com a categoria o calendário de luta e preparação da greve caso o governo não implemente a Hora-atividade agora na distribuição de aulas.”

Comentários encerrados.