Picler confirma saída da presidência do PDT, mas nega que esteja magoado com Fruet; ouça o áudio

Picler pediu para sair da presidência do PDT.

Picler pediu para sair da presidência do PDT.

O presidente em exercício do PDT de Curitiba, Professor Wilson Picler, confirmou ao blog, nesta terça-feira (18), que deixará o comando da sigla para se dedicar à s suas empresas. Ele disse que já cumpriu sua missão política no partido.

Eu já me dediquei muito na presidência e eu trouxe um dos maiores quadros políticos do Brasil ao partido, e agora posso deixar a presidência!, frisou Picler, mas deixou uma janela aberta: só fica na presidência do PDT se o prefeito eleito, Gustavo Fruet, pedir para ele ficar (ouça o áudio abaixo).

Picler negou que esteja magoado ou desolado ao não emplacar nenhum nome no primeiro escalão. Ele jura que não indicou nenhum nome, embora confirme que coletou 300 currículos.

Como diretor de faculdade tenho experiência de organizar currículo, o que é diferente de promessa de emprego!, esquivou-se.

Professor Wilson Picler disse ainda que as escolhas de Fruet foram excelentes!.

Ouça o áudio:
[audio:https://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2012/12/picler_pdt.mp3]
Clique aqui para fazer o download do áudio.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. As pessoas fazem má imagem de Gustavo Fruet. conhecendo ele e Picler, e a companhando ambas as trajetórias nessa campanha de perto, digo que há uma relação boa entre os dois, e Picler como empresário, somente quer voltar a dedicar-se ao seu grupo, nada mais. Essas besteiras que andam falando por aí não chegam nem perto do que realmente foi feito.

  2. Na minha opinião, e se estivesse no lugar do Wilson Picler, faria o mesmo. O Gustavo Fruet está mostrando a que veio cultivando o personalismo na política em detrimento ao Partido. Ele (Fruet) foi eleito por meio de uma sigla que não está sendo devidamento representada em seu secretariado. Então, o slogan “mudança com segurança” está muito límpido e só não vê quem não quer.

    O Fruet fará uma gestão lenta e titubeante, e as suas primeiras declarações como prefeito eleito deixaram isso muito claro. O Picler seria o complemento para que Fruet fizesse uma gestão arrojada, mas o Gustavo está se apresentando como o tucano que nunca deixou de ser, só posso lamentar.

    E, vamos combinar que virar as costas para quem sempre o apoiou dá o tom do comportamento político do Fruet ele ao contrário do que já pensei ele é simplesmente mais um…. preocupado com o seu grupo que obviamente não é pedetista.

  3. ótimo discurso Picler, fez a suaa parte o que com certeza levou o Gustavo a Vitória. Espero que o Gustavo reconheca todo esforço de ti. Obrigado por fazer parte da nossa cidade. Um ótimo nome para futuro vice-prefeito.

  4. papai não deixa!

  5. Se isso se confirmar, causará um estrago enorme no PDT e as coisas se complicam para 2014 onde o Urtigão Osmar Dias terá que tentar desesperadamente uma vaga no Senado e se a base de Curitiba estiver rachada daí ferrou tudo.

    No mais, acho que o Gustavo não pode ser besta de deixar que isso aconteça e esquecer o amigo Picler que foi fundamental na sua campanha, além do apoio que ele deu aos candidatos a vereador e colocou a disposição seu Comitê.

    Tenho certeza que haverá uma boa conversa sobre esse assunto e deverão acalmar os ânimos senão, haverá uma debandada geral e o partido será fralda mesmo. Alías, historicamente o PDT do Paraná têm sido partido de aluguel onde usam e vão embora. Lamentável se isso se repetir.

    Dialogo com os aliados Gustavo e com urgência.

    Lembre-se que foi essa base pedetista que lhe ajudou e que fez os votos, juntamente com os aliados do PV e PT.

  6. Não acredito o PICLER ???? O CARA DA CAMPANHA!!! porque será????

  7. COM CERTEZA É POR CAUSA DO FRUET. ESSE FRUET E TRANQUEIRA ELE BRIGOU COM O REQUIÃO NO PMDB , COM BETO RICHA NO PSDB E AGORA COM O PICLER NO PDT…ISSO É MUITO BOM , É SINAL QUE ELES IRÃO SE ARREBENTAR ENTRE SI.