Paraná tem o pior indicador do Sul

Publicado em 5 dezembro, 2012

da Folha de Londrina

Habitação, saúde e segurança contribuíram para desempenho ruim. Foto: Franklin de Freitas.
O Paraná teve o pior desempenho da região Sul no índice criado para medir o desenvolvimento social dos estados e dos municípios com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e dos ministérios da Saúde e da Educação.

.

Divulgado ontem pela Fundação Getúlio Vargas, o Indicador Social de Desenvolvimento dos Municípios – um estudo feito pelo Centro de Microeconomia Aplicada da Escola de Economia de São Paulo com números de 2010 – colocou o Paraná na 6 posição no ranking nacional, atrás do Distrito Federal, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Na esfera regional, o Paraná teve notas piores que os outros dois estados na maioria dos itens. No total, o Estado somou 5,51 pontos, contra 5,60 de Santa Catarina e 5,55 do Rio Grande do Sul. De uma extensa cesta de indicadores, dois deles fizeram o desempenho do Paraná cair. O primeiro é o item Habitação (coleta de lixo, energia elétrica, água canalizada, esgoto, percentual de domicílio próprio e densidade de moradores por cômodo). Neste item, o Paraná ficou em 7!º lugar.

O segundo resultado negativo foi no item Saúde e Segurança (taxas de mortalidade infantil, peso dos recém-nascidos, gravidez precoce e taxa de homicídio), no qual o Paraná também figura na 7 colocação.

.

No caso da Habitação, o item que mais pesou no fraco desempenho foi o percentual de esgotamento sanitário. Segundo o estudo, pouco mais da metade dos domicílios paranaenses tem ligação com a rede de esgoto (52,18%).

No caso do item Saúde e Segurança, um indicador fez a diferença na nota final. Trata-se da taxa de homicídios por grupo de 100 mil habitantes. Enquanto a média nacional é de 27,1 a do Paraná é de 33,5.

Comments are closed.