“Não largo o celular nem durante o banho”

Ilustração.

Um pré-candidato ao secretariado do prefeito eleito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), confidenciou ao blog que vive momentos de ansiedade. Enquanto não sai a “fumacinha branca” confirmando a sua escolha, o moço diz que não desgruda do celular nem para ganhar dinheiro.

“Eu não largo o celular nem para tomar banho. Vai que o homem [Fruet] liga justamente nessa hora…”, imagina o secretariável.

O pré-candidado ainda diz que convite para almoço só é aceito em lugares que tenham sinal de celular. “Viagem, então, nem pensar!”.

Vários outros aspirantes a cargos de primeiro e segundo escalões também vivem o mesmo drama: não desgrudam do celular nem para ganhar dinheiro.

Comentários encerrados.