Em carta aos pais, professores do Paraná anunciam greve para o início do ano letivo de 2013

professorA APP-Sindicato, entidade que representa cerca de 75 mil professores no estado do Paraná, enviou ontem (11) carta aos pais, mães e comunidade informando que a categoria deverá entrar em greve, por tempo indeterminado, no início do ano letivo de 2013.

Segundo comunicado do sindicato, divulgado no site da APP, a greve ocorrerá porque se esgotaram todas as negociações com o governo de Beto Richa (PSDB), que não cumpriu com as promessas de campanha de respeitar a implantação de 33% da hora-atividade, prevista na Lei do Piso, aprovada em 2008.

“Na última eleição para governador, Beto Richa assumiu esta ampliação como compromisso de campanha. Anos se passaram, mas nada mudou até agora”, diz um trecho da carta.

A APP-Sindicato explica no documento que o trabalho do professor não é realizado apenas em sala de aula. “à‰ necessário tempo e empenho para corrigir provas, atividades e preparar as aulas. Hoje, o professor tem uma jornada na escola e outra nas madrugadas e finais de semana. Isto tem provocado um quadro de adoecimento assustador entre a categoria.”

A seguir, leia a íntegra da carta divulgada:

Campanha 33% de Hora-Atividade: carta aos pais

Caros pais, mães e comunidade

Termina mais um ano letivo.

Antes de tudo, agradecemos o seu apoio à s lutas da educação pública durante este ano e, também, em nome dos professores e funcionários das redes públicas do Paraná, desejamos a todos boas festas e um ano novo de muitas realizações.

Estamos convictos que a melhoria da qualidade da educação pública, em 2013, será um grande um investimento no futuro do seu filho. Para tanto, é fundamental que os governos valorizem o trabalho e respeitem os direitos dos educadores. Sem isso, não há como ter uma educação de excelência.

O trabalho do professor não é realizado apenas em sala de aula. à‰ necessário tempo e empenho para corrigir provas, atividades e preparar as aulas. Hoje, o professor tem uma jornada na escola e outra nas madrugadas e finais de semana. Isto tem provocado um quadro de adoecimento assustador entre a categoria.

O professor precisa de tempo. Tempo para avaliar os trabalhos e as provas dos estudantes e para elaborar uma boa aula. Tempo para ler, estudar e se informar. Sem se aperfeiçoar, como ele vai repassar conhecimentos novos para os estudantes? à‰ por isso que defendemos a ampliação da hora-atividade. Queremos que 1/3 da jornada de trabalho do professor seja utilizado para as atividades realizadas fora da sala de aula.

Esta porcentagem está garantida desde 2008, através da Lei do Piso Salarial Profissional Nacional. Na última eleição para governador, Beto Richa assumiu esta ampliação como compromisso de campanha. Anos se passaram, mas nada mudou até agora.

Diversas promessas já foram feitas. Em todas as reuniões, mobilizações e paralisações o sindicato cobra do governo esta implantação. Por fim, a situação chegou ao limite. Sem 33% de hora-atividade, teremos dificuldades em iniciar as aulas em 2013. Os professores estão doentes pelo excesso de trabalho, se sentido desvalorizados pela omissão do Estado e impacientes com esse descaso.

Outras reivindicações – Também queremos a valorização dos funcionários das escolas que, no dia a dia, têm um papel fundamental na formação do seu filho. Há tempos eles aguardam mudanças no plano de carreira e reajuste real de salários. Reivindicamos concursos públicos para professores e funcionários, a fim de que as escolas possam ofertar um atendimento de melhor qualidade.

Por isso estamos avisando com antecedência a vocês, pais e comunidade, da possibilidade de GREVE no início do ano letivo. Relembramos que a greve acontece apenas quando todas as outras formas de negociação já se esgotaram.

Aguardamos a compreensão e apoio de todos que sabem como a vida do trabalhador é difícil. Só com luta conseguiremos assegurar nossos direitos: de trabalho digno e de uma educação de qualidade para nossos filhos!

APP-Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do PR.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Os 33% de hora atividade é uma Lei Federal, ao se recusar a implantação do dispositivo da Lei do Piso vigente desde 2008, o Governo do Paraná através da pessoa do Governador, está descumprindo a Lei, além disso Beto Richa não está horando sua promessa divulgada em campanha publicamente. Existe $$ para criação de 140 novos cargos comissionados, para alugar jatos, para inserções publicitárias milionárias em vários veículos de comunicação, agora para educação, para cumprir a Lei e para honrar suas promessas NÃO!!!
    Esse é o famoso choque de gestão do nosso governador, que na realidade até o momento não disse a que veio.

  2. O seu Esmael lemre de falar sobre os funcionários de escola também, Richa também não está dando atenção para nós funcionários de escola. Na escola não há somente professores, temos que mudar essa visão, pois só se falam nos professores e se esquecem dos funcionários…

  3. E agora dep. Traiano, só não venha dizer que isso é culpa do governo federal.