Brizola Neto e Lupi disputam os rumos do PDT

por Fernando Exman, via Valor

Brizola Neto ao lado do ex-ministro do trabalho Carlos Lupi (Imagem: André Dusek/AE) .

Brizola Neto ao lado do ex-ministro do trabalho Carlos Lupi (Imagem: André Dusek/AE) .

Lupi: depois da demissão, ex-ministro abriu canais com Aécio e Eduardo

Com as articulações para a eleição presidencial como pano de fundo, o ministro do Trabalho, Brizola Neto, e o presidente do PDT, Carlos Lupi, intensificaram nas últimas semanas a disputa pelo comando da sigla. A próxima eleição para a presidência do partido está prevista para março de 2013. Seu resultado deve indicar qual será o destino do partido em 2014, e, por isso, é acompanhado de perto pelo Palácio do Planalto.

Na avaliação de pedetistas e articuladores políticos do governo, uma eventual vitória de Brizola Neto seria a garantia de que a legenda integrará a chapa a ser encabeçada pela presidente Dilma Rousseff em sua campanha à  reeleição já no primeiro turno. Não à  toa, o ex-deputado Carlos Araújo, ex-marido de Dilma, já se movimenta para tentar retornar ao PDT a fim de apoiar a família Brizola na disputa.

Já a permanência de Lupi à  frente do PDT, partido que Dilma ajudou a fundar no Rio Grande do Sul antes de filiar-se ao PT, é vista como uma “incerteza”. Depois de demitido pela presidente do Ministério do Trabalho, o ex-ministro passou a emitir sinais divergentes em relação à  posição que a sigla adotará nas próximas eleições presidenciais. Já manteve conversas com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), ambos cotados para disputar a sucessão de Dilma. A correligionários, também não descarta a possibilidade de o partido lançar candidato próprio.

Brizola Neto: bandeira de seu grupo será a falta de democracia interna

Uma ala da sigla já defende o nome do senador Cristovam Buarque (DF), que, embora seja entusiasta da existência de um candidato à  esquerda de Dilma em 2014, ainda se mostra reticente à  ideia de personificar esse projeto. Além de preocupar-se com a possibilidade de sua candidatura à  Presidência não ser bem aceita por seus eleitores no Distrito Federal, o senador acredita que a divisão do PDT fragilizaria um eventual candidato pedetista. Assim, Cristovam defende que o partido realize debates em todos os Estados sobre o assunto, o que garantiria maior legitimidade e representatividade ao candidato pedetista que emergisse dessas discussões.

“O Brizola significa o alinhamento total ao projeto Dilma-PT. O Lupi pode significar outra coisa”, resume Cristovam Buarque, para quem o atual modelo de social-democracia brasileiro está esgotado. “à‰ uma alternativa de alinhamento ou de independência.”

Como bandeira, o grupo liderado por Brizola Neto critica a falta de democracia interna no PDT. “Entendo que todas as decisões deveriam ser tomadas de forma coletiva dentro do partido, o que não vem acontecendo. O estatuto está datado, é da época do meu avô. O estatuto não foi feito por Brizola, mas para o Brizola. O que não dá mais é que um presidente se perpetue no poder sem ter representação e identificação popular”, argumenta a irmã de Brizola Neto, Juliana Brizola, deputada estadual pelo PDT no Rio Grande do Sul. “A gente entende que é muito importante esse caminhar com a presidente Dilma. Para mim, a Dilma é o meu avô Leonel Brizola na Presidência da República. E melhor: ela é mulher.”

Aliados de Lupi, porém, asseguram que o atual presidente do PDT conta com o apoio da maioria do partido para permanecer na função. “Ele é candidato à  reeleição, e a ampla maioria apoia a reeleição dele. Isso não quer dizer que não haja contestação, mas essas são posições claramente minoritárias”, rebate um parlamentar próximo ao ex-ministro do Trabalho, sob a condição do anonimato. “Estão usando o nome dela [Dilma] em vão. Acho que ela não se intrometeria em uma questão interna do partido.”

Para alguns pedetistas, entretanto, Dilma não tem alternativa. Precisará influenciar a definição do próximo presidente do PDT, caso queira já garantir o partido ao seu lado em 2014. “Com o Lupi, o PDT não deve ir com Dilma. E hoje tem um sentimento contra o governo [na bancada do partido no Congresso]”, diz um parlamentar da sigla, lamentando a falta de interlocução com o Palácio do Planalto. “A impressão que ficou é que a Dilma só atende bem em época de eleição.”

Em meio à  disputa, rumores circularam no meio político com o objetivo de enfraquecer ambos os lados. Adversários de Lupi chegaram a dizer que, caso ocorresse uma ruptura entre o PT e a presidente, Carlos Araújo abriria caminho para Dilma também retornar ao PDT. Já aliados do presidente pedetista aventaram a possibilidade de o ex-deputado Ciro Gomes (PSB) filiar-se ao PDT para disputar a Presidência da República contra Dilma. A veracidade de ambos os boatos é rechaçada pelos envolvidos.

Juliana Brizola, por exemplo, diz não ver razão para Dilma deixar o PT. Mas não esconde o entusiasmo com a ideia de ver a presidente de volta aos quadros do PDT: “à‰ o meu sonho e de muita gente no partido”.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. ELEIÇÕES DELES, PARA COM ELES MESMOS!!??…., Comentário de Lineu Tomass.

    Para perpetuarem-se no Poder, Presidentes de Partidos (não apenas o PDT, diga-se), evitam que aconteçam CONVENÇÕES para escolha dos DIRETÓRIOS.

    Nomeações de COMISSÕES PROVISÓRIAS é a garantia de que dirigentes nacionais sejam – reiteradamente – à direção reconduzidos.

    Se COMISSÃO PROVISÓRIA ameaçar não reconduzir atuais dirigentes, sumariamente podem ser da direção defenestrados. Outra COMISSÃO PROVISÓRIA fica nomeada.

    PDT no PARANÁ é constituído pelas contestadas COMISSÕES PROVISÓRIAS em todos os municípios, e também COMISSÃO PROVISÓRIA é a direção estadual.

    Há clamor geral por ampliação da prática de DEMOCRACIA INTERNA.

    BRIZOLA NETO é fruto desse clamor geral por CONVENÇÕES e ELEIÇÃO DIRETA para a PRESIDÊNCIA DO PDT.

    ZONAIS DO PDT de Curitiba, encaminhou documento seguinte ao Presidente Municipaol do partido, Prefeito eleito GUSTAVO FRUET:

    “ORGANIZE-SE o PDT, através de CONVENÇÕES, em que, por vontade livre e democrática dos filiados, sejam eleitos os novos dirigentes.

    Que seja a Convenção precedida das seguintes medidas saneadoras:

    – Recadastramento de todos os Filiados;

    – Campanha de NOVAS FILIAÇÕES;

    – Fixação de CONTRIBUIÇÃO FINANCEIRA OBRIGATÓRIA, nos termos do Estatuto;

    – Estímulos para que CHAPAS CONCORRENTES existam, e que, façam ampla publicidade, de como almejam conduzir o partido, em especial, quanto a ser fiel e cumpridores do estabelecido no Estatuto do Partido, quanto:

    – ao Programa;

    – às CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS OBRIGATÓRIAS;

    – à organização através de NUCLEOS DE BASE e DIRETÓRIOS ZONAIS;

    – ao Basta necessário à perpetuodidade ““ como hoje é regra – ou não, das COMISSÕES PROVISÓRIAS.

    – Que haja o compromisso de AMPLA DEMOCRATIZAÇÃO INTERNA DO PDT”.

  2. NO PDT TEMOS OS COVER DO LACERDA E ADHEMAR DE BARROS. UM PARTIDO NÃO PODERIAM TER UM COVER DIFERENTE.O BRIZOLISMO ERA CONTRA TUDO O QUE O PSDB MOSTRA .O PAULO MALUF NUNCA PEITOU O BRIZOLA ,NEM COM APOIO DA GLOBO!

  3. Eu comentei que esse pdt não e o do velho brizola ! esses modernos cover do partido. vão com a elite , isso e natural e normal. os banidos da elite voltaram as suas raizes.o poder não e controlado mais ,mas e o poder que controla.quando a pessoa começa ser ouvida .essa pessoa e o almejavel poder que faz isso! então se enrola como uma centopeia,perde os aneis mas continua enrolada . cuidado ao votar nos dessidentes…eu não voto em pessoas que perteceram a otros partidos,por não confiar..

  4. Na verdade, Lupi e Paulinho da farça, a nosso ver, são dois visíveis e sérios problemas de junta no PDT, ou seja, juntar e jogar fora. Até em matéria de progressistas são dois estranhos no ninho do PDT, tb porque estão sempre tomando o bonde errado e perdendo o TreMM da História. Esse Brizola Neto, por ora, ainda me parece uma incógnita. Cristovam, por sua vez, já teve as suas chances mas, infelizmente, ficou só no seu velho samba de uma nota só e não conseguiu sequer dizer a que veio quanto ao Novo de Verdade, que são as mudanças estruturais profundas que o País necessita há muito tempo, face às quais todos até aqui fracassaram, inclusive das ditaduras até os Governos do PT, infelizmente. Quanto à Tia Dilma, revelo aqui e agora, para o Brasil e o Mundo, que, ao que parece, a nosso ver, se bem conhecemos o seu espírito revolucionário, de Mulher Coragem, o candidato à Presidência do Brasil, do Coração e dos Sonhos Dela, e da parte idealista, progressista de verdade, sonhadora e Revolucionária, de verdade, tanto do PT quanto do PDT, e demais siglas afins, é, na verdade, o HoMeM do Mapa da Mina do bem comum do povo brasileiro, que há anos vem propondo o Projeto Novo e Alternativo de Nação e de Política-partidária-eleitoral (PNBC-Meritocracia Eleitoral), A REVOLUÇÃO PACÍFICA DO LEÃO, o Novo Caminho para o Novo Brasil de Verdade. O difícil está sendo viabilizar tal candidatura no ambiente extremamente fisiológico face ao modello bandido que aí está e que no frigir dos ovos é o que acaba prevalecendo nessas convenções partidárias faz de conta, a menos que Ela própria banque essa candidatura, assim como o Lula teve a coragem de bancar a sua candidatura, que, nessa hipótese, poderá ocorrer de forma paralela à sua própria candidatura à reeleição, posto que os discursos de ambos não são antagônicos, nem rivais e muito menos inimigos, pelo contrário se completam, até porque, muitíssimo diferente do que tem feito a oposicão do velho e famigerado “quanto pior, melhor”, o HoMeM propõe a Mega-Solução, alicerçado na paz, no amor, no perdão, na conciliação, na união e na mobilização em torno da Revolução Pacífica do Leão, que reconhece as dificuldades, os avanços e as conquistas dos governos do PT, que, agora, doravante, precisam tomar o rumo da libertação e da evolução. Daí, a sociedade como um todo teria duas opções distintas, diversas, contrapostas, continuidade X ruptura, porém em alto nível, sem inimizade alguma e muito menos sem rivalidades mortais e sem o velho mata-mata eleitoral sórdio, de baixo nível, patrocinado pelo velho udenismo doentio, dos denuncismos e palanquismos vazios, dos golllpismos, dos sofismas, do jogo sujo, das bravatas, dos velhos estelionatos eleitorais, e do velho jogo de perda de tempo versus tempo perdido que ninguém, em sã consciência, agüenta mais. Todavia, o ambiente partidário-elleitoral malandro endemoniado ainda está muito hostil a essa Nova Possíblidade e ao advento desse Fato Novo de Verdade na Política do Brasil. Quem sabe o grande Bruxo do Paraná e do Brasil, Chik Jeitoso, juntamente com os demais irmãos do ramo, possam dar uma forcinha nesse sentido. Oxalá. AMéM. O futuro promissor do povo brasileiro ser-lhes-a grato para o resto da vida, com certeza, porque Novo Horizontes serão de fato descortinados.

  5. M.L.B. ” MOVIMENTO LEONEL BRIZOLA” LONDRINA- PARANÁ.

    O COMANDO DO P.D.T. NACIONAL DEVERIA VOLTAR AS ORIGEM DO VERDADEIRO BRIZOLISMO.

    P.S.D.B. NUNCA MAIS, ABAIXO OS NÉO-LIBERAIS.

    VAMOS REVOLUCIONAR O P.D.T. É TRAZER A DILMA DE VOLTA A SUA CASA.

    A HORA É AGORA EM MARÇO – P.D.T. É 12 –