Assembleia define hoje greve de professores no início do ano letivo de 2013

professor_greveA recusa do governador Beto Richa (PSDB) em cumprir a implantação de 33% da hora-atividade aos professores e a não concessão de aumento aos funcionários das 2,1 mil escolas paranaenses deverá levar a assembleia da categoria, que será realizada neste sábado (15), em Curitiba, a deflagrar greve por tempo indeterminado no início do ano letivo de 2013.

A APP-Sindicato, que representa os quase 80 mil trabalhadores da educação do estado, aprovou ontem, em seu conselho, indicativo de greve somente para 13 de março. No entanto, parte da base defende o não retorno à s atividades já em 14 de fevereiro, quando se iniciam as aulas.

Além do cumprimento da Lei do Piso, aprovada em 2008 e prometida por Richa na campanha de 2010, os educadores reclamam plano de carreira com promoções para graduação e pós, aumento para funcionários e equiparação no auxílio transporte.

A assembleia da categoria está sendo realizada na Sociedade Thalia, no Centro de Curitiba.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. É campeão em decadência da imagem pessoal!
    Beto (Playboy Neoliberal) Richa ainda bem que “consegue se incendiar sozinho! É mais uma alta combustão política perante a opinião pública!”
    Que continue assim, ou seja, fará um favor aos paranaenses quando chegar em 2014 mais queimado do que carvão quase em estágio de cinza!
    Esse cidadão falará: “Obrigado!”
    E maioria dos paranaense, dirá: “Por nada mesmo!”

  2. Esse Betos(Boy) Richa, não valoriza os professores. Nascido e criado em Londrina, tem professores na sua família. Mesmo assim parece que o garotão não fez o dever de casa e muito menos aprendeu a lição! Nota 0,1 por estar presente em alguns locais de avião alugado com nosso dinheiro.