27 de dezembro de 2012
por esmael
5 Comentários

Brizola Neto e Lupi disputam os rumos do PDT

por Fernando Exman, via Valor

Lupi: depois da demissão, ex-ministro abriu canais com Aécio e Eduardo

Com as articulações para a eleição presidencial como pano de fundo, o ministro do Trabalho, Brizola Neto, e o presidente do PDT, Carlos Lupi, intensificaram nas últimas semanas a disputa pelo comando da sigla. A próxima eleição para a presidência do partido está prevista para março de 2013. Seu resultado deve indicar qual será o destino do partido em 2014, e, por isso, é acompanhado de perto pelo Palácio do Planalto.

Na avaliação de pedetistas e articuladores políticos do governo, uma eventual vitória de Brizola Neto seria a garantia de que a legenda integrará a chapa a ser encabeçada pela presidente Dilma Rousseff em sua campanha à  reeleição já no primeiro turno. Não à  toa, o ex-deputado Carlos Araújo, ex-marido de Dilma, já se movimenta para tentar retornar ao PDT a fim de apoiar a família Brizola na disputa.

Já a permanência de Lupi à  frente do PDT, partido que Dilma ajudou a fundar no Rio Grande do Sul antes de filiar-se ao PT, é vista como uma “incerteza”. Depois de demitido pela presidente do Ministério do Trabalho, o ex-ministro passou a emitir sinais divergentes em relação à  posição que a sigla adotará nas próximas eleições presidenciais. Já manteve conversas com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), ambos cotados para disputar a sucessão de Dilma. A correligionários, também não descarta a possibilidade de o partido lançar candidato próprio.

Brizola Neto: bandeira de seu grupo será a falta de democracia interna

Uma ala da sigla já defende o nome do senador Cristovam Buarque (DF), que, embora seja entusiasta da existência de um candidato à  esquerda de Dilma em 2014, ainda se mostra reticente à  ideia de personificar esse projeto. A

27 de dezembro de 2012
por esmael
45 Comentários

Oposição tem 62%; Richa 29%, diz Paraná Pesquisas

* 69% dos paranaenses ainda não sabem em quem votar

Gleisi Hoffmann (PT), Beto Richa (PSDB) e Roberto Requião (PMDB).

Gleisi Hoffmann (PT), Beto Richa (PSDB) e Roberto Requião (PMDB).

Se as eleições para o governo do Paraná fossem hoje e os candidatos fossem Beto Richa (PSDB), Gleisi Hoffmann (PT), Roberto Requião (PMDB), Ratinho Junior (PSC) e Osmar Dias (PDT), teríamos um cenário incerto tal qual foi o de Curitiba em 2012 !“ que deixou o prefeito Luciano Ducci (PSB) fora do segundo turno. Leia mais

27 de dezembro de 2012
por esmael
17 Comentários

Indústria da multa: a descoberta tardia do Tribunal Faz de Contas

20 anos depois, TCE descobre indústria da multa no PR.

20 anos depois, TCE descobre indústria da multa no PR.

O jornal Gazeta do Povo que traz informações, na edição desta quinta-feira (27), sobre a “indústria da multa” no Paraná. Segundo a reportagem, o Tribunal Faz de Contas (TCE) descobriu, quase duas décadas depois, que empresas de radares e prefeituras do interior fazem a farra à  custa dos contribuintes. Leia mais