Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

20 de dezembro de 2012
por esmael
7 Comentários

Vanhoni de olho no Senado

à‚ngelo Vanhoni estuda candidatura ao Senado. Foto: Henry Milleo.

à‚ngelo Vanhoni estuda candidatura ao Senado. Foto: Henry Milleo.

O deputado federal à‚ngelo Vanhoni (PT), um dos coordenadores da campanha de Gustavo Fruet (PDT), prefeito eleito de Curitiba, aos poucos, está sendo convencido pelos correligionários a disputar o Senado em 2014. Leia mais

20 de dezembro de 2012
por esmael
6 Comentários

Olha o tamanho do pibão! que Dilma promete para 2013

da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (20), durante anúncio do pacote para o setor aeroportuário, que 2013 será um ano de resultados das ações feitas pelo governo em 2012 para diminuir o custo Brasil, tornar a economia mais competitiva e estimular investimentos.

Acredito que, além de um feliz Natal e um prospero Ano-Novo, vamos ter um 2013 no qual vamos colher todos os frutos dessa trajetória que foi 2012, disse. Teremos um 2013 de crescimento e avanço da nossa economia. Queremos um crescimento sustentável, que seja constante!, completou.

Dilma disse que espera, para o próximo ano, um pibão grandão!. Ela disse que o governo concluiu hoje uma reestruturação logística do país, com o lançamento do pacote para a aviação, após já terem sido concedidos incentivos aos setores portuário, ferroviário e rodoviário.

A presidenta disse que o governo está melhorando o ambiente de negócios no Brasil, que deve desencadear um imenso! avanço nos investimentos produtivos. Além dos investimentos em logística, outros marcos destacados por ela foram a redução das tarifas de energia para o próximo ano e a estabilização da taxa de câmbio em um patamar mais real. Reafirmo aqui nosso objetivo de tornar a carga tributária muito menor no país!, disse Dilma.

A presidenta voltou a destacar que,

20 de dezembro de 2012
por esmael
48 Comentários

Veja essa: Líder do governador Beto Richa pede que presidenta Dilma demita Gleisi

Em artigo, o líder do governo Beto Richa (PSDB), na Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSDB), pede nesta quinta-feira (20) à  presidenta Dilma Rousseff que demita a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, adversária dos tucanos na disputa pelo governo do estado em 2014.

Traiano considera que Gleisi e a própria presidenta “agem contra o Paraná”. Ele ataca as petitas nos campos político e moral, a quem acusa de serem “incompetentes”, “coniventes com a corrupção”, “de politizar a questão da redução da tarifa de energia”, etc.

O tucano, que diz haver um “apagão gerencial” no país, por culpa de Gleisi e Dilma, esquece-se, no entanto, que o último a pregar demissão de ministro — revista britânica ‘Economist’ — acabou fortalecendo ainda mais Guido Mantega na Fazenda.

Resumo da ópera: o tiro do líder de Beto Richa tem tudo para sair pela culatra.

A seguir, leia a íntegra do artigo de Ademar Traiano:

Apagão gerencial

por Ademar Traiano*

A presidente Dilma Rousseff foi vendida ao eleitor, na campanha de 2010, como uma grande gerente, com insuperável capacidade para chefiar, escolher auxiliares, tocar projetos e fazer acontecer. Dois anos depois, o Brasil assiste a um apagão gerencial. As obras não andam, o PAC empacou, o PIB é ridículo, a inflação não baixa e o governo foi tomado por um ativismo paroxístico e sem rumo.

Tudo no governo Dilma é irreal ou produto d

20 de dezembro de 2012
por esmael
4 Comentários

Pedágio: Kielse nega que tenha pedido desculpas a deputados

Em nota, o deputado estadual Cleiton Kielse (PEN), absolvido na noite de terça-feira (18) pela Comissão de à‰tica da Assembleia Legislativa do Paraná, onde respondeu por declarações de que havia uma suposta máfia de colegas atuando a favor das empresas de pedágio, jura que não pediu desculpas para ninguém. Ele diz que reafirma as denúncias que fez e declara: “Se alguém tem preço eu não tenho”.

A seguir, leia a íntegra da nota oficial de Cleiton Kielse:

“Eu nunca pedi desculpas a nenhum deputado sobre o que eu falei e não pedirei desculpas a ninguém; eu simplesmente troquei a palavra comprado pela patrocinado, por orientação jurídica a qual afirmou que as doações eram legais, de acordo com as regras do TRE. Mas que continuarei batendo, agora com muito mais informações que conseguimos neste período, sem recuar absolutamente nada, para