7 de dezembro de 2012
por esmael
30 Comentários

Pugliesi adere à  chapa de Requião e abre dissidência na bancada do PMDB na Assembleia

por Ivan Santos, via Política em debate

Deputado Waldyr Pugliesi desfalca bancada estadual anti-Requião.

O deputado estadual e atual presidente da Executiva do PMDB paranaense, Waldyr Pugliesi, se inscreveu na chapa encabeçada pelo senador Roberto Requião para a convenção do próximo dia 15 que elege o novo diretório do partido. Com isso, Pugliesi abre uma dissidência na bancada estadual do partido, que montou uma chapa para concorrer com Requião, lançando o deputado federal Osmar Serraglio como candidato à  presidência da legenda contra o senador. Leia mais

7 de dezembro de 2012
por esmael
8 Comentários

Revista inglesa ‘The Economist’ conseguiu fortalecer Mantega

do Brasil 247

Guido Mantega já deve ter se acostumado com os rumores e as pressões pela sua saída do Ministério da Fazenda, que se intensificaram neste ano (relembre). Desta vez, contudo, a pressão veio de fora, por reportagem da revista britânica ‘The Economist’, que condicionou a reeleição da presidente Dilma Rousseff à  troca de sua equipe econômica. Mas as críticas da prestigiosa publicação não parecem ter abalado o ministro dentro do governo. Pelo contrário: a opinião da revista estrangeira aparentemente fortaleceu o ministro.

O primeiro a sair em defesa de Mantega foi o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel. No dia em que a Economist nomear ministro no Brasil, deixaremos de ser uma república federativa!, disse Pimentel, talvez o ministro mais próximo da presidente Dilma Rousseff — os dois militaram juntos no movimento estudantil. Pimentel disse ainda que, em 2013, o crescimento do PIB brasileiro estará certamente acima da média mundial! (leia mais aqui).

Os comentários da revista também fortaleceram Mantega no PT. Condenado na Ação Penal 470, o ex-ministro José Dirceu interpretou a sugestão da ‘Economist’ como uma manifestação britânica contra o governo Dilma. “Desrespeito à  parte, isso tudo é conversa fiada da Economist. Eles que demitam seu ministro de Finanças já que a Grã-Bretanha não cresce e o governo interveio com tudo na economia para salvar os bancos e a libra esterlina. Aqui o Governo quem exerce somos nós”, escreveu em seu blog (leia aqui).

Para completar, o colunista Clóvis Rossi, da Folha de S.Paulo, se uniu ao coro dos defensores de Mantega, em artigo intitulado “Fica, Mantega, fica”. “Os argumentos para justificar o pedido [de substituição] são de uma pobreza espantosa em se tratando de uma publicação de altíssima qualidade, goste-se ou não de suas opiniões”, escreveu Rossi, que questiona: “O que a Economist quer? Que Mantega baixe uma Medida Provisória proibindo os consumidores de se desendividar? Beira o ridículo”.

Com potencial para aumentar a pressão sobre o ministro, o material publicado pela ‘Economist’ acabou revelando defensores e pode até contribuir para facilitar a vida do tão criticado Mantega.

7 de dezembro de 2012
por esmael
10 Comentários

Assassino da irmã do deputado Bertoldi se entrega à  polícia

por Angieli Maros e Patrícia Pereira, via Gazeta do Povo

O responsável pela morte da psicóloga Mariana Bertoldi, de 39 anos, se apresentou por volta do meio-dia desta sexta-feira (7) na Delegacia de Homicídios de Curitiba. Leandro Ferreira de Goes, de 25 anos, que era namorado de Mariana, estava acompanhado do seu advogado quando chegou à  delegacia. Por volta das 16 horas, ele prestava depoimento no local. Mariana era irmã do deputado Osmar Bertoldi (DEM) e estava grávida de dois meses.

O assassino trabalhava como atendente do narcodenúncia e resolveu se entregar porque percebeu que estava sendo perseguido pela polícia. Segundo o titular da Delegacia de Homicídios, Rubens Recalcatti, o casal estaria junto há cerca de dois anos, mas teria se separado por um tempo e reatado a relação seis meses atrás.

7 de dezembro de 2012
por esmael
Comentários desativados em iPhone 5 custará até R$ 3 mil no Brasil

iPhone 5 custará até R$ 3 mil no Brasil

Chegará oficialmente à s lojas do Brasil, na próxima sexta-feira (14), o cobiçadíssimo iPhone 5, da Appel. Os valores dos aparelhos podem chegar até R$ 2.999,00. à‰ o caso do modelo de 64 Gbytes. Leia mais

7 de dezembro de 2012
por esmael
2 Comentários

Salários no Brasil crescem mais que o dobro da média mundial

via portal Vermelho

Os salários no Brasil cresceram, em 2011, mais que o dobro da média mundial, de acordo com um estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT) publicado nesta sexta-feira (7). Os salários dos brasileiros tiveram um aumento médio real (descontada a inflação) de 2,7% no ano passado, enquanto globalmente o crescimento foi de apenas 1,2%. Isso também havia acontecido em 2010, quando o salário médio cresceu 2,1% no planeta e 3,8% no país.

Se a China for retirada dos cálculos, os salários médios reais cresceram apenas 0,2% mundialmente, afirma o relatório. A organização ressalta que os dados oficiais sobre os salários na China em 2011 ainda não estão disponíveis e que os cálculos foram feitos com base na taxa de crescimento médio salarial anual na China, que tem sido de 12% nos últimos anos.

Em 2010, os salários reais no Brasil – que registraram aumento de 3,8% – já haviam crescido bem mais do que a média mundial, de 2,1%. Segundo a OIT, os salários globais têm aumentado nos últimos quatro anos (no período de 2008 a 2011) a um ritmo bem mais fraco do registrado antes da crise iniciada em 2008.

7 de dezembro de 2012
por esmael
24 Comentários

Artigo de Marcos Coimbra: “A imprensa trata FHC com carinho”

por Marcos Coimbra*, via blog Luís Nassif

à‰ enternecedor o carinho de nossa grande imprensa com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Sempre que o entrevistam, é uma conversa amena. Percebe-se a alegria dos jornalistas em estar na sua presença.

O tom é cordial, as perguntas são tranquilas. Tudo flui na camaradaria.

O que não chega a ser surpreendente. FHC é um boa prosa, que sabe agradar os interlocutores. Além de ser uma pessoa respeitável, seja pela trajetória de vida, seja por sua maturidade.

Natural que o tratem com consideração.

Estranho é constatar que a amabilidade com que é recebido não se estende a seu sucessor. A mesma imprensa que o compreende tão bem costuma ser intransigente com Lula. Para não dizer francamente hostil e deselegante.

Quem lê o que ela tem falado a respeito do petista nos últimos dias e o compara ao tratamento que recebe Fernando Henrique deve achar que um deixou a Presidência escorraçado e o outro sob aplauso. Que a população odeia Lula e adora o tucano.

Esta semana, tivemos mais um desses bate-papos. Saiu na Folha de São Paulo.

FHC discorreu sobre o Brasil e o mundo. Falou do PSDB, de Aécio e Serra. Meditou sobre o julgamento do mensalão com a sabedoria de quem o vê a prudente distância. Opinou sobre Dilma e Lula. Contou de sua vida particular, a família e os amores.

Foi uma longa conversa, sóbria e comedida – embora com toques de emoção.

Mas foi frustrante. Acabou sendo mais uma oportunidade perdida para ouvir FHC sobre algumas questões que permanecem sem resposta a respeito de seu governo.

à‰ pena. Não está na moda passar o Brasil a limpo!? Mudar o Brasil!? Ser firmes

7 de dezembro de 2012
por esmael
15 Comentários

Niemeyer foi um homem cuja grandeza ultrapassou a arquitetura, diz Jaime Lerner

da Agência Brasil

O arquiteto e urbanista Jaime Lerner não poupou elogios ao mestre! Oscar Niemeyer durante velório na manhã de hoje (7), no Palácio da Cidade, na zona sul do Rio. Foi um grande homem do seu tempo. à‰ um homem cuja grandeza ultrapassou até a arquitetura. Foi um homem generoso. O maior arquiteto do mundo.!

Para Lerner, que foi prefeito de Curitiba, e se diz orgulhoso de ter a marca do arquiteto no museu da cidade, Niemeyer é um dos poucos homens no mundo a quem estará reservada a eternidade. Ele só demorou porque a eternidade também tem sua burocracia, mas agora já tem quem redesenhe a Via Láctea!, completou visivelmente emocionado.

O também arquiteto Paulo Casé saiu do velório dizendo que Nieymer foi um homem perfeito”. “Um ser humano inigualável.!

O velório ocorre no salão nobre, no segundo andar do Palácio da Cidade. O caixão está coberto com a bandeira do Brasil.

7 de dezembro de 2012
por esmael
4 Comentários

Ministério da Agricultura diz que Brasil não tem mal da “vaca louca”

da Reuters e Brasil 247

O Ministério da Agricultura divulgou nota nesta sexta-feira dizendo que o Brasil não tem registro de encefalopatia espongiforme bovina (EEB), conhecida como “mal da vaca louca”, após ter realizado testes em um animal morto no Paraná no ano de 2010.

A fêmea morta “possuía o agente causador da EEB, porém, não manifestou a doença e nem morreu por esta causa”, disse o ministério em comunicado.

O ministério indicou que o caso não deverá resultar em problemas para as exportações do Brasil, que nos últimos anos têm aparecido como líder global nos embarques de carne bovina. Segundo o governo, o status sanitário brasileiro não foi alterado.

“A OIE (Organização Mundial de Saúde Animal), em comunicação oficial, mantém a classificação do Brasil como país de risco insignificante para EEB”, disse.

Segundo o ministério, “o episódio não reflete risco algum à  saúde pública ou à  sanidade animal, considerando o que o animal não morreu em função da referida doença”, completou.

A nota do ministério nega informações divulgadas na imprensa brasileira nesta sexta-feira.

Entretanto, por conta das notícias veiculadas na mídia, as ações de alguns frigoríficos operavam em queda Bovespa.

Por volta das 11h25 (horário de Brasília), o papel do JBS recuava 1,79 por cento, enquanto o Ibovespa avançava 0,44 por cento. A ação do JBS, maior produtor global de carne bovina, reduzia perdas após cair mais de 3 por cento na abertura.

O Minerva, cujas receitas estão fortemente baseadas nas exportações de carne bovina, perdia 2,37 por cento. O papel não faz parte do índice da bolsa.

O Marfrig, empresa

7 de dezembro de 2012
por esmael
28 Comentários

“O primeiro e o segundo escalão vou mudar tudo”, avisa Gustavo Fruet

Não haverá cobranças do PT!, diz prefeito eleito de Curitiba

do Brasil 247

Numa entrevista concedida ao jornal Valor Econômico, publicada na edição desta sexta-feira 7 (leia a íntegra na versão para assinantes), o prefeito eleito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), conversa sobre seu pai, sobre os próximos desafios para a capital paranaense e bastante sobre política, especialmente no âmbito nacional.

Fruet acredita que, pelo fato de ter recebido apoio do PT durante sua campanha, mais diretamente da ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, “não haverá cobranças” do partido. Sobre o PSDB, imagina que o maior desafio da sigla hoje é conseguir unificar lideranças. Segundo o pedetista, se Aécio Neves (pré-candidato tucano à  Presidência da República) não cativar São Paulo, “não tem futuro”.

Leia abaixo alguns trechos da conversa com a repórter Marli Lima:

O que aconteceu desde a eleição e como está a transição?

Indiquei o professor de economia Fábio Scatolin para coordenar isso e ele será secretário. Pronto. à‰ o primeiro secretário que eu anuncio. Não está definido ainda, mas ele deve ir para o Planejamento. Há também um grupo de cinco pessoas coordenando projetos e captação de recursos.

E como está seu relacionamento com o prefeito Luciano Ducci (PSB)?

Estive com ele uma vez e a conversa durou uma hora e meia. Serviu para desarmar o grau de tensão que surgiu na eleição. Pela primeira vez na minha vida a campanha chegou num grau de desqualificação enorme e não nos cumprimentávamos nos debates.

Sobre o que o senhor conversou com Ducci?

Foi uma conversa boa, falamos sobre metrô e esclarecemos alguns pontos. Tivemos liberdade de diálogo e até pedi a opinião dele sobre alguns temas, como a relação com o governo do Estado e com a Câmara de Vereadores. Também entreguei uma solicitação com 18 itens. Na posse, vou pedir compreensão à  população de Curitiba. O primeiro ano não vai ser fácil. Vou pedir pelo menos 100 dias para apresentar um diagnóstico. Estamos procurando avaliar quais são os restos a pagar, quais obras estão sendo suspensas e quais empenhos não estão sendo realizados.

à‰ comum falar de problemas logo após a posse. Em Curitiba vai ser assim?

Curitiba em relação a

7 de dezembro de 2012
por esmael
Comentários desativados em Educadores fazem petição pública contra mudança na matriz curricular das escolas do Paraná

Educadores fazem petição pública contra mudança na matriz curricular das escolas do Paraná

Protesto ocorrido na última terça (27), em Guarapuava. Foto: João Santos.

Professores paranaenses recorreram à  internet para barrar a mudança na matriz curricular nas 2,1 mil escolas da rede pública do estado. Uma petição pública (clique aqui para assinar) está requerendo a não implementação, no início de 2013, da proposta de matriz curricular unificada formulada pela Secretaria de Estado da Educação (SEED). Leia mais

7 de dezembro de 2012
por esmael
2 Comentários

Polícia Militar começa instalação de UPS na zona sul de Londrina

por Amanda de Santa e Telma Eloza, via Jornal de Londrina

A Polícia Militar (PM) realiza na manhã desta sexta-feira (7) uma megaoperação de congelamento de área! no Conjunto União da Vitória, zona sul de Londrina. à‰ o começo da instalação da primeira Unidade Paraná Seguro (UPS) que será inaugurada oficialmente pelo governador Beto Richa (PSDB) na segunda-feira (10), aniversário da cidade.

Mais de 320 policiais do 5!º Batalhão, 4!ª Companhia Independente, com o apoio do 2!º Comando Regional, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) de Curitiba, Ronda Tático Motorizada (Rotam), Grupamento Aeropolicial de Resgate Aéreo (Graer), participam da ação. Os policiais cercaram todo o entorno do bairro para realizar o cumprimento de mais de 40 mandados de prisão. Eles vão ficar permanentemente na área até segunda, quando a UPS será instalada oficialmente na Avenida Guilherme de Almeida, em frente ao Centro de Atendimento Integrado a Criança (CAIC).

Segundo o comandante do 2!º Comando Regional da Polícia Militar, coronel Altivir Cieslak, nesse primeiro momento, o policiamento será intensificado por meio de diversas operações desencadeadas simultaneamente com o cumprimento de mandados de busca e apreensão, mandados de prisão, realização de bloqueios, fiscalização de trânsito e ações integradas de fiscalização urbana.

“Tudo isso com o objetivo de pacificar a localidade, dar toda tranquilidade à  população. Isso precede a efetiva instalação da Unidade Paraná Seguro que ocorrerá na próxima segunda-feira. A partir de então haverá um trabalho desencadeado por policiais específicos que já tiveram o treinamento necessário para uma ação de polícia comunitária, um policiamento interativo com a comunidade”, informou.

A unidade vai funcionar 24 horas por dia. Trinta e sete policiais militares treinados vão se revezar no policiamento na área. O bairro foi escolhido para receber a primeira UPS de Londrina, e segunda do interior – a primeira foi instalada em Cascavel – por conta dos números expressivos da criminalidade, principalmente da quantidade de homicídios. Desde 2010, o bairro registrou 12 homi

7 de dezembro de 2012
por esmael
23 Comentários

Ministério deve confirmar exame positivo para vaca louca! no Paraná

Confusão pouca é bobagem no Paraná. Cerca de 2 mil cooperativistas paranaenses estão reunidos, nesta manhã (7), em Curitiba, no Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses. Como não poderia ser diferente, a notícia de que o Ministério da Agricultura deverá confirmar hoje exame positivo para “vaca louca” em rebanho do estado, preocupa os presentes. Mais um abacaxi dos grandes para o governador Beto Richa (PSDB) descascar. Como diz um leitor deste blog, se confirmada a doença, “nem um bifinho será vendido nos próximos meses”. A seguir, reproduzo matéria do jornal Valor Econômico:

por Por Tarso Veloso, via Valor Econômico

O Ministério da Agricultura recebeu na noite desta quinta-feira a confirmação de que a contraprova do exame realizado em uma vaca morta no Paraná atestou positivo para a presença do agente patogênico do mal da vaca louca!. O ministério irá comunicar o resultado na sexta-feira pela manhã à  Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês). Segundo uma fonte do ministério, o Brasil continua com o status sanitário “insignificante” para a doença.

Suspeitava-se que o animal tivesse morrido de raiva, mas as primeiras análises obtidas pelo Ministério da Agricultura identificaram a presença do príon, uma forma de proteína que é o agente patogênico do mal da vaca louca! (encefalopatia espongiforme bovina), moléstia neurodegenerativa que pode ser transmitida ao homem na forma da doença de Creutzfeldt-Jakob. A contraprova recebida ontem confirmou o diagnóstico e impõe um futuro de incertezas ao mercado de produção de carne brasileira.

O ministério vai se pronunciar oficialmente nesta sexta-feira pela manhã sobre o caso. Os técnicos da Pasta aguardavam uma contraprova do tecido do cérebro do animal para tirar quaisquer dúvidas sobre a ocorrência da doença e adotar as providências necessárias, uma vez que a doença costuma provocar barreiras comerciais amplas e duradouras à  carne bovina do país no exterior.

7 de dezembro de 2012
por esmael
12 Comentários

Paraná perde R$ 34,5 bilhões do ICMS da energia elétrica por causa de tucanos

Desde 1989, o Paraná vem perdendo anualmente R$ 1,5 bilhão de ICMS sobre a produção energia elétrica. O estado produz !¼ de toda energia consumida do Brasil. Estima-se que as perdas acumuladas dos paranaenses chegam à  casa de R$ 34,5 bilhões nos últimos 23 anos.

Nesse momento de guerra entre a presidenta Dilma Rousseff e os três governadores do PSDB !“ Geraldo Alckmin (SP), Beto Richa (PR) e Antônio Anastásia (MG) !“, que se recusam a aderir ao pacto pela redução da tarifa de energia, reacende-se a discussão dos prejuízos históricos causados pelos tucanos aos paranaenses. Esses governadores se posicionam contra a modicidade do preço do insumo em nome dos interesses dos acionistas privados. Perde o povo, perde o desenvolvimento do país.

Por que o Paraná tem esse prejuízo bilionário como descrito acima? Eu explico.

Na Constituinte de 1988, o então deputado José Serra (PSDB-SP) fez lobby para mudar a legislação que dispõe sobre a cobrança do ICMS sobre energia elétrica, petróleo e gás natural.

A legislação geral do ICMS estabelecia que o imposto deveria ser cobrado na origem, onde energia elétrica, petróleo e gás natural são produzidos. Mas a emenda constitucional do deputado José Serra abriu uma exceção, fixando que o imposto deveria ser cobrado no destino, onde esses produtos são consumidos.

Esta esperteza tributária, que quebrou os princípios do pacto federativo, foi feita sob medida para promover o desenvolvimento da indústria paulista e do vizinho estado de São Paulo, que não tinha energia na quantidade necessária para sustentar o seu crescimento.

Por causa do lobby do tucano Serra, que só pensou nos interesses de São Paulo, desde 1989, o Paraná perde, em média, R$ 1,5 bilhão por ano, em impostos que deixa de arrecadar. Desde que a lei foi aprovada, as perdas paranaenses já somam R$ 34,5 bilhões.

Se não fosse a lei tucana, a capacidade de investimento do estado do Paraná seria multiplicada por quatro. O Paraná teria, certamente, a melhor infraestrutura do País. Não ficaríamos mendigando sobras do Governo Federal para melhorar nossos aeroportos de Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Cascavel e Maringá. Nossos portos de Antonina e Paranaguá teriam padrão europeu. E nossas principais rodovias, como a BR 277, por exemplo, estariam duplicadas, em toda a sua extensão. Dois anos de perdas seriam suficientes para construir o co

7 de dezembro de 2012
por esmael
4 Comentários

Justiça frustra plano do governo argentino de implementar Lei de Meios

por Monica Yanakiew, via Agência Brasil

Uma decisão judicial de última hora frustrou os planos da presidenta da Argentina, Cristina Kirchner. Ela havia anunciado que esta sexta-feira (7), batizada de 7D, marcaria a entrada em vigor da Lei de Meios, aprovada em 2009, e o começo do fim dos monopólios de comunicação audiovisual. Mas a Justiça surpreendeu o governo ao anunciar que nada poderá ser feito até que haja a decisão sobre a constitucionalidade de dois artigos da lei.

O problema é que o governo transformou o 7D em uma data histórica, que marcaria o início do fim do Grupo Clarín, dono do maior conglomerado de comunicação do país!, explicou, em entrevista á Agência Brasil, o analista político Rosendo Fraga. Uma decisão adiando a Lei de Meios é vista, pelo governo, como uma derrota!, acrescentou.

O governo anunciou que vai recorrer á Suprema Corte, mas isso pode levar tempo. No fundo, a Justiça decidiu que o 7D não acontecerá!, explicou Claudio Paolillo, chefe da missão da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) que chegou a Buenos Aires ontem (6) para avaliar se o governo está violando a liberdade de expressão.

A Lei de Meios determina que ninguém pode ter mais do que dez emissoras de rádio, um canal aberto de televisão e 24 concessões de TV a cabo. O Grupo Clarín tem 240 concessões de TV a cabo !“ dez vezes mais do que o permitido. Mas não é o único que precisa se adequar á nova legislação.

No total, 21 grupos estão em desacordo com a nova lei. Mas apenas o Clarín questionou a legislação na Justiça, ao entrar com pedido de liminar alegando que dois artigos (45 e 161) são inconstitucionais, porque violam direitos adquiridos e a liberdade de expressão.

Inicialmente, essa liminar venceria nesta sexta-feira e o governo havia dado um ultimato ás empresas de rádio e televisão: tinham até a meia-noite para apresentar seus planos de adaptação á nova lei. Quem não tivesse uma proposta voluntária, para reduzir suas licenças, deixaria a decisão nas mãos do governo, que escolheria o que licitar.

O Grupo Clarín acusa o governo de querer tomar a empresa pela força para calar a oposição