Requião promete afastar o PMDB do neoliberalismo de Richa

Em homenagem a Lula, senador Requião deixa a barba crescer.

O senador Roberto Requião, da Espanha, manda dizer que vai afastar o PMDB do Paraná do mau caminho do neoliberalismo do governador Beto Richa, do PSDB, a quem a bancada estadual da agremiação peemedebista está atrelada na Assembleia Legislativa.

O afastamento do governo Richa é uma das principais bandeiras que Requião elegeu para disputar a presidência estadual da legenda, em dezembro. O senador não acredita que haverá bate-chapa na agremiação, mas se houver, analisa, será uma disputa direta contra Beto Richa!.

Sem explicitar, nas entrelinhas, Requião vende o sonho aos convencionais de que poderá voltar a governar o Paraná a partir de 2014. Na prática, essa perspectiva da candidatura do senador causa calafrios e pesadelos no tucano Richa. O governador depende do PMDB para garantir a governabilidade e tentar a reeleição.

Dos trezes deputados do PMDB, 12 viraram meninos do Beto! e passaram a rezar pela cartilha do neoliberalismo que, explica Requião, consiste em privatizar, terceirizar, reduzir os investimentos em saúde, educação, segurança, enfim, diminui a importância do Estado como agente indutor do desenvolvimento sócio-econômico.

Requião vem repetindo que o PMDB tem sua história e que um governador de outro partido, como o PSDB, não pode mandar na nossa consciência, se apropriar daquilo que construímos coletivamente em nome do fisiologismo vil!.

O senador informa que, ao retornar da viagem, na semana que vem, vai oferecer uma carneirada para a bancada estadual com o objetivo de convencê-la a trilhar de volta pelo bom caminho da Carta Puebla! que, segundo ele, significa a solidariedade, a igualdade de oportunidades e a opção preferencial do Estado pelos mais pobres.

Comentários encerrados.