PT divulga nota de repúdio à  abordagem “violenta e racista” da PM do Paraná

Três mulheres assinam pela direção do PT uma nota de repúdio à  abordagem da PM em ação no Bairro, em Curitiba, que resultou em denúncias de tortura e racismo. São elas: — Roseli Isidoro, presidenta do diretório municipal do PT de Curitiba, Edna Dantas, secretária de Gênero do PT de Curitiba e Antônia Passos de Araújo secretária estadual de mulheres do PT do Paraná. A seguir, a íntegra da nota:

Nota de repúdio

PT condena abordagem violenta e racista da PM em ação no Bairro Alto

O Partido dos Trabalhadores (PT) lamenta e condena a abordagem da Polícia Militar do Paraná no último final de semana no Bairro Alto em Curitiba, quando, em perseguição a um motoqueiro, moradores denunciam que os policiais invadiram uma casa e agrediram as pessoas que lá estavam, além de prenderem e destratarem demais pessoas que presenciaram a ação, como a advogada Andréia Cândido Vítor, uma senhora de 74 anos e uma adolescente com deficiência motora. As denúncias são também de prática de tortura e de racismo contra as pessoas detidas e algemadas pela polícia, a ponto de algumas necessitarem de pronto-atendimento em unidades de emergência médica, devido à s fraturas causadas pela violência das agressões.

Justamente na semana de combate à  violência contra a mulher !“ em que o Paraná se destaca vergonhosamente como terceiro estado no ranking de assassinatos de mulheres !“ e na semana da consciência negra, repleta de atividades voltadas à  promoção da igualdade racial, presenciamos com profunda tristeza e indignação exageros e abusos em nome de uma suposta ordem!, por parte de autoridades que dentro do estado democrático de direito deveriam preservar a integridade das pessoas e deveriam atuar no sentido de proteger a população. O pior é saber que atitudes e abordagens violentas como essas, frutos do despreparo, da repressão e do autoritarismo, estão se tornando recorrentes, pois há inúmeros episódios recentes que denunciam excessos dessa natureza. Tudo foi registrado em imagens que podem ser acessadas na internet e no noticiário local.

Condenamos a abordagem policial na ação do último final de semana no Bairro Alto e esperamos que as autoridades superiores tomem providências no sentido de coibir esses exageros e abusos por parte da PM do Paraná. A sociedade brasileira evoluiu muito nas últimas décadas em direitos, valores humanos e na defesa da vida. Não podemos deixar que a truculência promova um retrocesso aqui no nosso estado e é importante lembrar que, de acordo com o IBGE, metade da população brasileira é negra. O racismo não só é um crime inafiançável quanto uma ignorância completa a respeito da formação do nosso povo, do DNA da nossa cultura, da nossa história e uma violência atroz contra a identidade nacional.

Curitiba-PR, 28 de novembro de 2012.

Roseli Isidoro, presidenta do Diretório Municipal do PT de Curitiba
Edna Dantas, secretária de Gênero do PT de Curitiba
Antônia Passos de Araújo, secretária estadual de mulheres do PT do Paraná

Comentários encerrados.