PT divulga nota de repúdio à  abordagem “violenta e racista” da PM do Paraná

Três mulheres assinam pela direção do PT uma nota de repúdio à  abordagem da PM em ação no Bairro, em Curitiba, que resultou em denúncias de tortura e racismo. São elas: — Roseli Isidoro, presidenta do diretório municipal do PT de Curitiba, Edna Dantas, secretária de Gênero do PT de Curitiba e Antônia Passos de Araújo secretária estadual de mulheres do PT do Paraná. A seguir, a íntegra da nota:

Nota de repúdio

PT condena abordagem violenta e racista da PM em ação no Bairro Alto

O Partido dos Trabalhadores (PT) lamenta e condena a abordagem da Polícia Militar do Paraná no último final de semana no Bairro Alto em Curitiba, quando, em perseguição a um motoqueiro, moradores denunciam que os policiais invadiram uma casa e agrediram as pessoas que lá estavam, além de prenderem e destratarem demais pessoas que presenciaram a ação, como a advogada Andréia Cândido Vítor, uma senhora de 74 anos e uma adolescente com deficiência motora. As denúncias são também de prática de tortura e de racismo contra as pessoas detidas e algemadas pela polícia, a ponto de algumas necessitarem de pronto-atendimento em unidades de emergência médica, devido à s fraturas causadas pela violência das agressões.

Justamente na semana de combate à  violência contra a mulher !“ em que o Paraná se destaca vergonhosamente como terceiro estado no ranking de assassinatos de mulheres !“ e na semana da consciência negra, repleta de atividades voltadas à  promoção da igualdade racial, presenciamos com profunda tristeza e indignação exageros e abusos em nome de uma suposta ordem!, por parte de autoridades que dentro do estado democrático de direito deveriam preservar a integridade das pessoas e deveriam atuar no sentido de proteger a população. O pior é saber que atitudes e abordagens violentas como essas, frutos do despreparo, da repressão e do autoritarismo, estão se tornando recorrentes, pois há inúmeros episódios recentes que denunciam excessos dessa natureza. Tudo foi registrado em imagens que podem ser acessadas na internet e no noticiário local.

Condenamos a abordagem policial na ação do último final de semana no Bairro Alto e esperamos que as autoridades superiores tomem providências no sentido de coibir esses exageros e abusos por parte da PM do Paraná. A sociedade brasileira evoluiu muito nas últimas décadas em direitos, valores humanos e na defesa da vida. Não podemos deixar que a truculência promova um retrocesso aqui no nosso estado e é importante lembrar que, de acordo com o IBGE, metade da população brasileira é negra. O racismo não só é um crime inafiançável quanto uma ignorância completa a respeito da formação do nosso povo, do DNA da nossa cultura, da nossa história e uma violência atroz contra a identidade nacional.

Curitiba-PR, 28 de novembro de 2012.

Roseli Isidoro, presidenta do Diretório Municipal do PT de Curitiba
Edna Dantas, secretária de Gênero do PT de Curitiba
Antônia Passos de Araújo, secretária estadual de mulheres do PT do Paraná

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. As imagens foram fortes, porem ela realmente infligiu a lei. Acredito que se fosse uma mulher policial na abordagem desta moça a situação não ficaria estranha. Os jovens de hoje não respeitam nada nem pai, nem mãe, professores e agora a polícia, o politicamente correto, e a má interpretação das corretes pedagógicas e do ECA estão levando a nossa sociedade a um caminho perigosos. Não concordo com a abordagem da polícia, porém a moça agiu de forma errada também ela poderia ter evitado tudo isso.

  2. Senhor Celso Rocha você citou todos os artigos que aquelas pessoas inflingiram,mas na justifica usar palavras racista,bater no rosto da moça mesmo depois dela estar algemada,sendo que não apresentava mais perigo algum,deixa-los ajoelhados,bater em idosa e deficiente fisica,e quebrar o braço de rapaz.Ultimamente essa policia só nos envergonha.

  3. e a OAB do Paraná, ainda não se manifestou,? já está tarde heim, de qualquer jeito já ficou feio.

  4. Esmael todos nós temos nossas opiniões que é comum a qualquer ser humano num estado de direito democrático igual ao que vivemos e não seria diferente com você! Mas considerando que você trás uma informação responsável, imparcial e crítica é interessante analisarmos, isto, livres e desvencilhados das paixões humanas, “do sensacionalismo da baixa imprensa” e da “exploração política” da oposição contra a situação e vice versa, analisemos de maneira fria e isenta o seguinte:
    O “motoqueiro” estava transitando sem capacete na via, descumprindo o Artigo 244-V C.T: “Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor, transportando criança menor de sete anos ou que não tenha condições de cuidar da sua própria segurança”. Foi avistado pelos policiais militares da viatura onde recebeu ordem de parada para abordagem, empreendendo fuga sendo alvo de uma perseguição policial, com isso cometeu o crime de Desobediência previsto no Art. 330 do Código Penal ““ “Desobedecer a ordem legal de funcionário público”. E entrou numa casa. Estando no interior da residência não quis sair e os demais que lá estavam junto com a advogada com a intenção de esconder o cidadão e encobri-lo, desrespeitaram e usaram palavras de baixo calão contra os policiais militares, incorrendo nos crimes de Injúria Art. 140 do C.P ““ “Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro” e Desacato Art. 331 do C.P ““ “Desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela”. Não contentes com o cometimento de tais crimes reagiram a ação policial, aglomerando, empurrando e agredindo a equipe que lá chegou! Onde a mesma foi obrigada a pedir apoio para ás outras viaturas próximas e mesmo assim continuaram com suas atitudes arrogantes e agressivas, configurando assim o crime de Resistência Art. 329 do C.P ““ “Opor-se à execução de ato legal, mediante violência ou ameaça a funcionário competente para executá-lo ou a quem lhe esteja prestando auxílio.”
    Com base nisto os policiais militares no local tiveram que usar de força conforme a resistência! Agora se a força foi moderada ou exagerada tudo vai depender das imagens cuja algumas foram gravadas pelos policiais militares, das investigação e das conclusões que sairão do IPM-Inquérito Policial Militar conduzido pela Corregedoria da PM.

  5. Se o motivo principal fosse só o racismo, até dava para entender a manifestação do partido. Mas a situação é bem mais ampla do que parece. É falta de preparo mais adequado na Academia do Guatupe que bem provavelmente deve ter um ou mais instrutores com sindrome de Rambo e ficam dando péssimas formações para estes polícias, que saem às ruas que nem cachorro louco atrás de uma vítima para lhes impor um constrangimento em público. É melhor rever estes treinamentos e colocar pessoal mais adequado para está atividade na Academia do Guatupe.

  6. O PT deveria também emitir uma nota destas a presidente Dilma, pois o caos que o partido transformou a segurança pública no país é algo impressionante…

  7. Sei não.

    Parece armação.

    No Rio, diminue. São Paulo aquela caca, agora essa merda aqui.

    Se precisa chegar ao regente dessa orquestra.

  8. Esmael o MAURICIO PINA, disse: “Só complicou e não explicou e nem opinou sequer”.
    Então, aproveitando o ensejo, analisem o que o filósofo e escritor de esquerda, Eduardo Galeano, escreve no livro de título Livro dos Abraços:
    “Os funcionários não funcionam.
    Os políticos falam mas não dizem.
    Os votantes votam mas não escolhem.
    Os meios de informação desinformam.
    Os centros de ensino ensinam a ignorar.
    Os juízes condenam as vítimas.E os culpados inocentados.
    Os militares estão em guerra contra seus compatriotas.
    OS POLICIAIS NÃO COMBATEM OS CRIMES, PORQUE ESTÃO OCUPADOS, COMETENDO-OS.
    As bancarrotas são socializadas, os lucros são privatizados.
    O dinheiro é mais livre que as pessoas.
    As pessoas estão a serviço das coisas.
    Vivemos em plena cultura da aparência: o contrato de casamento importa mais que o amor, o funeral mais que o morto, as roupas mais do que o corpo e a missa mais do que Deus.”

    CLAREOU?

  9. Só complicou e não explicou e nem opinou sequer.

  10. A ANTROPOLOGIA E A SOCIOLOGIA TEORIZAM O SEGUINTE: “QUE A POLÍCIA É UM DOS TERMOMETROS QUE MEDEM O GRAU DE DESENVOLVIMENTO E CULTURA DE UMA SOCIEDADE!” OU ÁS DUAS OU UMA? A SOCIEDADE ESTÁ MAL CRIADA, MAL EDUCADA, MAL FORMADA E SE ESTÁ FORMADA É ARROGANTE, QUE NÃO SE SUJEITA A QUALQUER TIPO DE AUTORIDADE, SENDO ORIENTADA OU DEIXADA PARA FICAR A VONTADE NO SENTIDO DE FAZER O QUE BEM ENTENDE AONDE ACHAR E QUISER! OU A POLÍCIA COMO MEDIDOR POLÍTICO E FUNCIONAL DESTA MESMA SOCIEDADE COM SUAS MARCAÇÕES FEITAS POR MEMBROS SEUS QUE FAZEM PARTE DESTE COLETIVO QUE LHE CRITICA ESTÁ PIOR!