Primeira-dama Márcia Fruet fala sobre as redes sociais e a decepção com pesquisas; ouça

Ouça a entrevista (via CBN Curitiba)
[audio:http://www.cbncuritiba.com.br/public/audios/201211/Entrevista_-_marcia_oleskovicz_fruet_-_01_11_2012.mp3]
Clique aqui para fazer o download do áudio.

A Jornalista Márcia O. Fruet, futura primeira-dama de Curitiba, defende a utilização das redes sociais para promover a transparência em órgãos públicos.

por Josianne Ritz, via Política em Debate

Em entrevista à  rádio CBN, a primeira-dama Márcia Fruet disse que foi bastante criticada pelos próprios colegas de campanha devido a sua intensa participação nas redes sociais. Conhecida por ser bastante crítica, a primeira dama avalia que conseguiu dar uma amenizada ao longo da campanha.

Era criticada todos os dias. Tinha algumas coisas que eu não conseguia passar em branco!, disse.

Porém, mesmo com as críticas, Márcia diz que não pretende largar o hábito.

Quero continuar usando o Twitter e o Facebook. à‰ uma dos novos conceitos de política que estamos levando para a prefeitura. Queremos mostrar transparência e que primeira-dama também é gente, também trabalha, pode postar uma música no Facebook, pode dizer que fila do mercado tava grande!, exemplificou.

Outra opinião da primeira dama foi sobre os cavaletes, grandes protagonistas da propaganda eleitoral deste ano. Márcia Fruet se declarou contra os cavaletes por dificultarem o trânsito de pessoas. Ela sugeriu que para a próxima eleição seja feito um debate para tirar os cavaletes das ruas.

Ele se mostrou tão nocivo quanto a campanha nos postes nos anos anteriores!, declarou.

Decepção com pesquisas

Em meio a instalação de CPI em Brasília para investigar os erros das pesquisas eleitorais, a primeira-dama eleita Márcia Fruet disse que as pesquisas do primeiro turno, que não colocavam Gustavo Fruet (PDT) no segundo turno trouxeram muitos efeitos negativos.

O efeito mais danoso da pesquisa é o ânimo da militância. A gente até podia não acreditar nos números, mas perdia dois dias para animar de novo a militância!, explicou.

Dentre as sondagens a boca de urna do primeiro turno foi a mais criticada.

Essa pesquisa foi muito cruel conosco. Sorte que não influenciava mais ninguém!, disse Márcia.

Após uma pesquisa de boca de urna que colocava Lucano Ducci (PSB) no segundo turno e não Gustavo, o Ibope chegou a emitir nota falando que não conseguiu registrar o crescimento de Fruet nos últimos dias.

Comentários encerrados.