PDT e PSDB disputam! o passe de Alvaro Dias no Paraná

Bombeiros palacianos buscam a reaproximação entre Alvaro e Richa.

O futuro político do senador Alvaro Dias, líder do PSDB no Senado, vem gerando uma disputa interessante no Paraná.

Após o segundo turno das eleições, o senador tucano abriu fogo contra o governador e correligionário Beto Richa. Houve resposta. O deputado estadual Valdir Rossoni, presidente do PSDB no estado e presidente da Assembleia Legislativa, colocou-se como candidato ao Senado em 2014, fato esse retiraria a vaga para a reeleição de Alvaro.

Especulou-se, então, nas terras das araucárias, que Alvaro Dias poderia ser agasalhado no PDT, presidido pelo ex-senador Osmar Dias, ou no PMDB do senador Roberto Requião. Os dois partidos fazem parte da base de sustentação da presidente Dilma Rousseff, que o tucano tanto azucrina.

Requião refutou essa possibilidade. O presidente em exercício do PDT, Haroldo Ferreira, também desconvidou! Alvaro em público.

Pois bem, ontem à  noite, durante reunião da executiva estadual pedetista, tudo mudou. Dirigentes do partido criticaram o veto ao líder do PSDB no Senado e decidiram escancarar a porteira para Alvaro.

Ato contínuo, Rossoni, que chegou lançar-se ao Senado pelo PSDB, ficou mudo. A turma do “deixa disso” do Palácio Iguaçu saiu a campo para aparar as rusgas entre os tucanos. Articula-se, inclusive, um encontro entre Alvaro e o governador Beto Richa. A proposta, agora, é segurar o tucano no ninho dando-lhe garantias para a reeleição e y otras cositas más!.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O embaixador paraguaio no senado eh uma lideranca? kakaka! naum ganha essa eleicao pro senado, perdeu pro Requiao no governo, quase nao se elejej senador naquele ano, ficou atras do arns, um desconhecido, e quase perdeu para a Gleise, que nao era conhecida, ambos do PT, o partido mais rejeitado pelos paranaenses, lideranca… piada, naum vai se reelejer.

  2. As velhas raposas do poder, e tem gente lambendo as suas botas, bem feito para o povão que vota nestes malandros penarem.

  3. Álvaro deveria sair mesmo do PSDB, assim poderia acalmar sua sandice oposicionista e começar a trabalhar um pouco pelos paranaenses. Pois a impressão que se tem é que é um senador do PSDB e não um senador do Paraná.

  4. Que triste final daquele que um dia já foi a esperança do Paraná!

    Ninguém o ama, ninguém o quer.

    Quem lerá a Veja no plenário do Senado a partir de 2015?

  5. Peraí, peraí, barrar a entrada do Senadora Álvaro Dias no PDT me parece um ato de extrema estupidez, muar, posto que, neste momento histórico, a transferência dessa grande liderança política do Paraná e do Brasil, do PSDB para o PDT, nos parece um ato provicencial, com repercussão no cenário nacional. Assim como estupidez também nos parece a demora do PDT nacional em liderar a legenda e anunciar já o HoMeM do Mapa da Mina, do Novo Brasil de Verdade, como pré-candidato à Presidência da República, assim como Aécio e Campos que tentam copiar o HoMeM e que já estão na estrada tentando atropelar o Novo de Verdade. Aliás, se o PDT continuar dormindo no ponto vai acabar perdendo o HoMeM e o Novo Trem da História, assim como o PSDB perdeu o Gustavo no Paraná. E o HoMeM já avisou aos navegantes: ” Viemos para mudar as velhas estruturas corrompidas do Brasil, elaboramos e desenvolvemos projetos próprios nesse sentido, inéditos, e não estamos dispostos a perder a viagem. Queremos fazer as mudanças estruturais nessárias em união com todas as lideranças politicas e haveremos de fazê-las, com elas, ou sem elas, ou até mesmo apesar delas, de modo que, se necessário, não ousaremos partir para cima, bater de frente com o velho continuismo da mesmice, e demolir toda essa podridão sistêmica, com prazo de validade vencido há muito tempo”.

  6. Deixem esse bicho que fique por lá; não mexam com ele; ele que pague os seus pecados no próprio PSDB.

  7. Alvaro só pode entrar nessa do “fria”, se fôr o Presidente do Partido no Estado para reestruturá-lo. O Beto e o Rossoni desmancharam o mesmo em nome de interesses pessoais e foram esmagados nas urnas. De um comando de 2.090.000 (dois milhões de novecentos mil) votos, de um total de 7.700.000 (sete milhões de setecentos mil) o Partido fez apenas 338.000 (trezentos e trinta e oito mil) em pequenos Municípios. Vai fazer campanha majoritária onde? Sem estrutura? Sem Prefeitos? Ainda a par disso teria que ter cuidado com nova traição, como fizeram Beto, Afonso Camargo, Rossoni, Hauly, que culminou na retirada de Alvaro como candidato em 1910. Deu no que deu. Beto no Govêrno, poderá ser o responsável pela entrega do Estado as mãos do PT, como fez em Curitiba com o Fruet pois, Gleysi Hoffman já está pousando de Governadora. O centro do Poder Político do Estado está na iminência de mudar seu curso. Deixará a Capital e se hospedará em Londrina nas mãos de Paulo Bernardo e André Vargas pois o cavalo está passando “encilhado” para eles que, pelas mãos de Gleysi, comandarão o Parana, pois a ganância, a bagunça administrativa que foi aquí implantada. “Homens da mala”, “homens da sógra” Presidente da Assembleia viajando para Italia acompanhado de “princesas e rainhas de concurso de beleza às custas do dinheiro público só poderia dar nisso. Cuidado Senador, esse bando de canalhas não é confiável.

  8. Estão fazendo a mesma coisa que fizeram com o Fruet e não teve volta. ou melhor dizendo, teve volta na cabeça do Richa que perdeu a Capital e no andar da carroagem, tá com cara que vai perder o governo estadual. Se perderem este senhor e colocarem o Rossoni como candidato ao Senado. É melhor arrumarem as gavetas e puxarem o carro. Já na Prefeitura estão fazendo isso, e no governo logo logo irão fazer também. É fim político de mais um partido no Paraná como está sendo o agonizante fim do PMDB nas mãos do Requião.

  9. Não houve pedido formal do senador Alvaro Dias para filiação ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), em consequência nem poderia haver posição formal do partido em acolhê-lo ou não. O que foi ressaltado na reunião da Executiva Estadual do PDT é que, sendo Osmar Dias o presidente estadual licenciado do nosso partido, os irmãos que sempre se entenderam muito bem devem encontrar o melhor caminho para o processo eleitoral de 2014. E se for o caso a estrutura partidária se pronuncia mais adiante.

  10. QUERO DIZER AO MEU ETERNO SENADOR NÃO AFROUXE OS TENTOS, FIQUE FIRME NOS SEU PROPOSITOS, E CONTINUE C/ SEU MAGNIFICO TRABALHO NO SENADO FEDERAL, VC É O MELHOR SENADOR DO BRASIL…VAMOS JUNTOS PARA O QUE DER E VIER…

  11. Se Richa e Alvaro fizerem as pazes, como que ficará Rossoni? O PSDB é um partido sem projeto para o Paraná e p/ o país. 2014 é Gleisi no Palácio Iguaçu