Nem tudo são flores no encontro de prefeitos eleitos em Foz

Paulo Mac Donald.

O Encontro de Prefeitos Eleitos, que começou ontem e vai até amanhã, em Foz do Iguaçu, reúne 345 prefeitos eleitos nas últimas eleições municipais. O evento também marca a interiorização do governo Beto Richa (PSDB), nesses três dias, onde se busca uma proximidade com lideranças políticas e a apresentação de programas.

Entretanto, nem tudo são flores no encontro de prefeitos em Foz. Ontem à  noite, durante a abertura da reunião, o anfitrião, prefeito iguaçuense Paulo Mac Donald (PDT), não teve direito a usar a palavra. Houve ruídos. Uma massa de prefeitos foi solidária a Mac Donald, que havia pedido para falar. Somente o governador teve direito a discurso.

A prefeitada comenta que o veto ao prefeito de Foz tem a ver com a luta que ele desempenhou, no início do ano, pelos recursos para o transporte escolar. Seria uma retaliação, o que, segundo os participantes do evento, não condiz com o discurso tucano da política sem rancor!.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Morei muitos anos em Foz do Iguaçu e conheço pessoalmente o Prefeito Paulo Mac Donald, *Gente finíssima * Engenheiro e pioneiro daquelas bandas de lá. E sei que gosta e preza muito a cidade de Foz do Iguaçu.
    É uma lástima todo ese acontecido!
    Não podemos esperar muito desse descoverno Beto Richa e do PSDB.
    Só podia ter sido da parte deles…
    Lamentável !!

  2. O evento é do governo do Estado, apenas o governador fez uso do microfone. Larguem mão de ficar botando “chifre em cabeça de cavalo”, se abre pra um precisa abrir para todos, ai já viu…

  3. foi erro de grafia, o slogan do governo Beto frente as questões partidárias : “política (partidos) SÓ rancor”

  4. Se isso ocorreu, falta de respeito com a cidade de Foz de Iguaçu, pois, ficou sem voz nesse encontro, negar a participação do Prefeito em evento na sua cidade, é o mesmo que voce receber visitantes em sua casa, contudo, o visitante lhe proibe de falar. Um absurdo. Lamentável.

    Dr. Mesael Caetano dos Santos – advogado e Membro do Conselho de Etica PDT de Curitiba.

    • Caro Dr. Mesael,
      Certamente se o saudoso Dr. Leonel Brizola estivesse vivo e viesse a Curitiba, quem será que os ouvintes queriam ouvir? Jorge Bernardi, Wilson Picler, Mesael Caetano??? Menos, cada um no seu cada qual. Sem menosprezar qualquer municipio, mas se uma dessas reuniões ocorrer em Marquinho/Pr, o que o prefeito desta cidade tem de tão importante que tenha que usar a palavra para um discurso? Por se tratar de um evento do Governador, é justo que apenas ele use a palavra e olha que não voto nele.

  5. Paraná, um estado de respeito…. ou não.

  6. Esmael, se só o governador Beto Richa (PSDB) discursou e não houve decisões políticas neste encontro, algo foi passado de errado para o Luis Nassif ter publicado isto em seu twitter: http://campl.us/m1Q9

    Sou crítico do governo Dilma, apesar de pertencer a partido aliado, mas não tolero golpes baixos.