Israel usa o Twitter e o Facebook na guerra contra os palestinos

Publicado em 16 novembro, 2012
Compartilhe agora!

Israelenses usam as redes sociais na batalha pela informação.
A Agência France Press registra que o exército de Israel abriu uma nova frente de batalha: o Twitter. Segundo reportagem, os israelenses estão utilizando as redes sociais para divulgar suas ações e objetivos na guerra contra os palestinos.

Além do Twitter, os israelenses também divulgam sua campanha publicando vídeos no YouTube, no Facebook e no Tumblr.

A ofensiva de comunicação dos israelenses nas redes sociais é pilotada pelo IDF, que significa Forças de Defesa de Israel.

A conta no Twitter (@IDFSpokesperson), que também existe em francês e espanhol, espalha os tweets com as hashtags (palavras-chave) # IsraelUnderFire (“Israel Sob Fogo”) ou # PillarOfDefense (“Coluna de Defesa”) informando o andamento das operações, o número de foguetes disparados pelo Hamas contra Israel, ou descrevendo o caráter “terrorista” do Hamas.

“Ahmed Jaabari: eliminado”.
Na última quarta-feira (14), foi através de um tweet com três palavras que foi anunciada a morte do líder do Hamas militar. A frase “Ahmed Jaabari: removido” em cima de uma foto do palestino, lembrando os supostos crimes atribuídos a ele por Israel.

Por conta disso, o Hamas também comunica suas ações e também exibe fotos de crianças que supostamente seriam vítimas de ataques israelenses. A contrapropaganda dos palestinos não tem o mesmo alcance conseguido pelos israelenses nas redes sociais.

Em seu canal no YouTube, o exército israelense também postou vídeos “educativos” porque Israel “tem o direito de se defender” e como ele pretende evitar baixas civis em seus ataques contra os militantes do Hamas em Gaza.

E na sua página do Facebook e em seu Tumblr (plataforma de blogging e compartilhamento), o IDF publica muitas imagens denunciando o “terrorista” Hamas usando gráficos ou fotos com legendas na esperança de que essas imagens sejam compartilhar pelo maior números de pessoas.

Compartilhe agora!

Comments are closed.