Deputado Kielse propõe Lei de Iniciativa contra o Pedágio

Deputado Cleiton Kielse.

O deputado estadual Cleiton Kielse (PEN) disse nesta segunda-feira (5) que a Lei de Iniciativa Popular é a solução para, tentar, resolver o problema da população paranaense em relação aos pedágios.

Sem explicar direito o que pretende com a Lei de Inciativa Popular, o parlamentar lamenta que, mesmo conseguindo 24 assinaturas, não tenha conseguido instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o pedágio na Assembleia Legislativa. Ele denuncia o líder do governo na Casa, Ademar Traiano (PSDB), como um dos responsáveis pelo fracasso da comissão.

Já que a Assembleia, através da mesa executiva e a liderança do governo, não querem investigar as concessionárias, para mostrar claramente o crime que esta acontecendo no Paraná, eu convoco a todos os prefeitos, vereadores e líderes das associações e federações para que juntos venhamos a fazer a primeira Lei de Iniciativa Popular no Paraná! diz ele.

O problema é que a proposta de Lei de Iniciativa Popular de Kielse, embora seja nobríssima, não é clara. Ele fala em discutir os problemas do pedágio, mas, ao mesmo tempo, limita-se a diagnosticar o que as concessionárias deixaram de fazer conforme previa os contratos originais e lembra os lucros exorbitantes das pedagiadoras. Nada de mais. Nada de novo.

Em 2001, milhares de paranaenses foram à s ruas pela aprovação da Lei de Iniciativa Popular contra a venda da Copel (Companhia Paranaense de Energia). Há 11 anos, portanto, existia uma bandeira concreta da sociedade civil: impedir a privatização da estatal pelo governo Jaime Lerner.

Comentários encerrados.