Depois da eleição, tarifaço de 12,5% no ônibus de Apucarana

Passada a disputa eleitoral, o prefeito de Apucarana, João Carlos de Oliveira, que não se reelegeu, deu uma tungada no bolso dos moradores do município que fica na região do Vale do Ivaí, Norte do Paraná. A vingança do moço veio em forma de tarifaço de 12,5% no ônibus. Confira a notícia do portal Tribuna do Norte Online:

Tarifa do transporte coletivo é reajustada em 12,50%

O prefeito de Apucarana, João Carlos de Oliveira (PMDB), confirmou ao TNONLINE que assinou nesta quinta-feira (1) o decreto no 6292012, autorizando o reajuste da tarifa do transporte coletivo urbano e distrital, que passará dos atuais R$ 2 para R$ 2,25.

O novo valor começa a ser praticado pela Viação Apucarana Ltda (VAL), empresa que tem a permissão para explorar o serviço, a partir da zero hora de domingo (04/11).

Ao fazer o comunicado, João Carlos de Oliveira divulgou nota na qual expôs as razões que o levaram a conceder reajuste.

Segundo o prefeito, último aumento na tarifa ocorreu em 12 de janeiro de 2009, ou seja, há praticamente 4 anos.

“Durante esse período a inflação medida pelo àndice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) foi de 22,42 e o aumento salarial acumulado dos funcionários da categoria, ocorrido após a data do último reajuste da tarifa, foi de 41,44%”, observa.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Sem dúvidas este site faz juz ao seu slogan: A política como ela é, em tempo real.
    Não é só em Apucarana que há reajuste de tarifas. E quando elas ocorrem não é porque o gestor quer, mas devido a inflação e o aumento dos custos das empresas concessionárias.
    Lamentável as considerações deste blog, que nem a realidade de Apucarana conhece.

  2. mas eles fizera isso para reduzir o transito nas ruas,para os medio não comprar carros e gasolina .

  3. Umuarama também recebeu um tarifaço no transporte coletivo. Aqui foi de 13%!

  4. Boa matéria da Tribuna, ainda bem que esse João perdeu!

  5. Protesto contra os postos de combustível de Curitiba. Internautas vão abastecer 0,50 centavos de combustível, pagar com cartão e pedir nota fiscal. Vamos aderir?