Delegado confirma: Lula caiu no grampo da PF, mas não há crimes

Publicado em 28 novembro, 2012
Compartilhe agora!

do Brasil 247

Superintendente em São Paulo, Roberto Troncon, diz que há ligações entre o ex-presidente Lula e Rosemary Noronha, mas nega que sejam 122 e diz que não há indícios de crimes; “se ele tivesse sido pego em algum crime, certamente estaria sendo investigado ou já indiciado”; nada impede que existam conversas que Lula não gostaria de ver divulgadas.
O superintendente da Polícia Federal, em São Paulo, delegado Roberto Troncon, confirma: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi grampeado. Há conversas entre ele e a ex-chefe de gabinete da presidência da República, em São Paulo, Rosemary Nóvoa de Noronha.

“O ex-presidente não tem foro privilegiado. Se ele tivesse sido pego em algum crime, certamente estaria sendo investigado ou já indiciado”, disse Troncon, ao jornal O Globo. “Não existe essa história de que foram interceptadas 122 ligações entre ele e a Rosemary. Agora, como ex-presidente, ele ligou algumas vezes para o escritório da Presidência em São Paulo, o que é normal!, afirma.

A informação sobre as 122 ligações em 19 meses (uma a cada cinco dias) foi divulgada em primeira mão pelo jornal Metro, do grupo Bandeirantes. Ainda que a Polícia Federal afaste a hipótese de crime, não está descartada a possibilidade de que a instituição tenha em seu poder conversas que um ex-presidente da República não gostaria de ver divulgadas.

Segundo o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a operação Porto Seguro é apenas mais uma, entre outras ações corriqueiras da PF (leia mais aqui).

Compartilhe agora!

Comments are closed.