9 de novembro de 2012
por esmael
2 Comentários

Sem bandeira, panelaço reúne direita contra Cristina

por Vanessa Silva, para o Portal Vermelho

Nesta quinta-feira (8), os argentinos evidenciaram a solidez da democracia no país. Mais de 200 mil manifestantes (número não oficial) saíram, pacificamente, à s ruas para manifestarem-se, com o tradicional panelaço (bater de panelas), convocado pelas redes sociais e com participação majoritária de setores da classe média e alta contra políticas implementadas pelo governo da presidenta Cristina Kirchner, no ato que ficou conhecido como 8N.

Como resposta, a presidenta afirmou, nesta sexta-feira (9), que o modelo que está implementando no país não vai mudar, nem seus ideais.

O verdadeiro problema é a falta de uma liderança política que represente um modelo alternativo. Sobre isso não podemos nos posicionar. Acreditamos no nosso!, sentenciou.

Diferentemente do que vem sendo dito, o protesto foi convocado pelas redes sociais, mas tem o respaldo de partidos políticos. Foram realizados atos em diversos países, como Austrália, EUA e em países da Europa. Segundo o embaixador argentino para a integração econômica regional e participação social, Oscar Laborde, em entrevista ao Portal Vermelho, ficou claro que é uma mobilização política, mas que se esconde atrás de uma ideia de que as pessoas saíram à s ruas naturalmente, quando na verdade foram organizadas por um grupo de partidos oposicionistas!.

O tamanho da marcha não o impressionou. Diferentemente do Brasil, na Argentina, assim como na Venezuela, são comuns marchas a favor e contra medidas que são propostas ou implementadas pelos governos. Para o chanceler, essas pessoas são parte dos 46% q

9 de novembro de 2012
por esmael
42 Comentários

Mostre as algemas, Zé Dirceu!

por Lula Miranda, via Brasil 247

Foi o que teria dito a José Dirceu, em Setembro de 1969, um dos presos políticos naquele histórico momento de resistência à  ditadura militar em que 15 prisioneiros do regime de exceção e arbítrio, que se instaurara no Brasil, foram libertados em troca do embaixador americano !“ na fotografia aparecem 13, apenas uma mulher.

Exceção e arbítrio. Palavras malditas. Palavras-emblema de tempos sombrios.

Segundo relato de Flavio Tavares, hoje jornalista e escritor, ele teria sussurrado aos companheiros na ocasião: Vamos mostrar as algemas!. Fez isso num insight de momento! ao notar que os presos que estavam ali perfilados, alguns agachados, como um time de futebol campeão, numa forçada pose para uma foto que viria a se tornar histórica, escondiam as algemas. E por que escondiam as algemas aqueles jovens? Talvez por vergonha. Talvez porque estivessem preocupados em como aquela imagem poderia machucar ainda mais seus familiares e parentes mais próximos. Ou talvez, simplesmente, porque já estavam por demais combalidos e abalados moral e emocionalmente para se preocuparem com aquele peculiar adereço do arbítrio. Não se sabe ao certo, tampouco importa. Mas, insistiu Tavares, naquele insight! que, ao contrário,em vez de esconder, as exibisse.

Mostre as algemas, Zé! Exorto-lhe nos dias que correm hoje. Dias de incipiente e vilipendiada democracia.

Na foto, podem verificar, percebe-se nitidamente o Zé Dirceu exibindo, intrépido, as malditas algemas.

Eu que não fui amigo daquele jovem idealista algemado de outrora, tampouco conheci o suposto homem todo-poderoso! do governo; logo eu que o combati na disputa política, até com palavras duras, eu que nunca o vi mais magro, ouso lhe fazer a mesma súplica: Mostre as algemas, José Dirceu!

Não tenha vergonha de nada; tenha orgulho. Você ainda será, por vias transversas, um preso político. Sim, orgulho! Em que pese a maledicência covarde daqueles que, assim como naqueles dias sombrios de 1969, hoje lhe apontam o dedo, xingam e condenam. São os mesmos !“ imortais!, eternos! porta-bandeiras da (falsa?) moral. Ora se são!

Mostre as algemas, Zé!

Exiba a todos, daqui e para o resto do mundo! Mostre a todos o que se faz aqui no Brasil a homens como você, que prestaram valorosos serviços à  pátria; que lutaram com destemor pela ditadura; que ajudaram a eleger o Lula; que empenharam a sua vida e juventude no afã de mudar um pouco a feia face desse país tão injusto com seus filhos, ajudando a implantar políticas públicas que tiraram milhões da miséria e do desalento.

Mostre a p* dessas algemas, cara! Para o bem e para o mal. Para o orgulho dos amigos e regozijo dos inimigos.

Confesso que esperava que o julgamento do STF fosse emblemático!, justo. Não justo! pelo mesmo metro, critério ou premissas! com que a imprensa insuflou e ensandeceu as galerias. Mas justo de verdade!: que fossem condenados os culpados, aqueles que tivessem suas culpas efetivamente comprovadas. Sim, que fosse uma firme sinalização rumo ao fim da impunidade no Brasil. Mas não foi isso exatamente o que se viu. Não foi isso que testemunhamos. Houve erro e exagero. Do Supremo. Da mídia grande em geral. Uma caricatura. Entre erros e acertos, a injustiça foi soberana.

Os ministros demonstraram-se, desgraçadamente, um tanto tíbios, vaidosos e suscetíveis à  pressão e clamor da turba, de modo irresponsável manipulada e insuflada pela opinião publicada.

Você foi condenado sem provas. Isso é fato, irretorquível. Foi condenado sem provas,

9 de novembro de 2012
por esmael
7 Comentários

Aprendeu com Lula: Obama chora ao agradecer trabalho de voluntários; assista ao vídeo

da AFP, via Gazeta do Povo
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reeleito na terça-feira, não conteve as lágrimas ao agradecer um grupo de voluntários por seu trabalho e dedicação na campanha eleitoral.

Em um vídeo disponibilizado no YouTube pela equipe democrata, um emocionado Obama agradece o esforço dos jovens voluntários durante um encontro no centro de operações de sua campanha em Chicago (Illinois).

“O que vocês, jovens, fizeram significa que o trabalho que estou fazendo é importante. Estou realmente orgulhoso disto, estou realmente orgulhoso de vocês”, afirmou o presidente antes de enxugar as lágrimas.

“Tenho total confiança de que farão coisas incríveis em suas vidas”, completou Obama à  frente de um cartaz com um lema de sua campanha, “Forward!” (Adiante!).

O diretor da campanha de Obama, Jim Messina, explicou em um e-mail que, com suas palavras, o presidente também se dirigia a todos os voluntários que trabalharam juntos para que o democrata conquistasse um novo mandato de quatro anos.

9 de novembro de 2012
por esmael
1 Comentário

Sábado e domingo tem Virada Cultural em Curitiba. Confira a programação

A Virada Cultural de Curitiba, que acontece amanhã e domingo, contará com quatro palcos espalhados na cidade. Terá shows para todas as idades e gostos.

Dentre as apresentações, a Virada receberá Cauby Peixoto e à‚ngela Maria, Oswaldinho do Acordeon, Dudu Nobre, Banda Crocodilla, Zeca Baleiro, Arnaldo Antunes, Kleiton & Kledir e Grupo Tholl, El Merekumbé, dentre outros artistas.

Confira a programação:

Palco Conexões (Boca Maldita)

Sábado

12h !“ Dudu Nobre

14h30 !“ Banda MUV

15h20 !“ Luiz Felipe Leprevost, Letícia Sabatella, Chiris Gomes e Fernando Alves Pinto

17h30 !“ Nevilton

21h !“ à‚ngela Maria e Cauby Peixoto

Domingo< 12h !“ Orquestra Sinfônica do Paraná e Oswaldinho do Acordeon 15h30 !“ Orquestra à  Base de Sopro e Emílio Santiago Praça Nossa Senhora de Salete Sábado 13h30 !“ Show de Taikô Wakaba Domingo 14h e 16h !“ Show de Taikô 15h30 e 16h30 !“ Canções japonesas 17h !“ A Banda Mais Bonita da Cidade 18h30 !“ Trio Bratucada Palco Ruínas !“ Musicletada

Sábado

18h !“ Crocodilla

19h30 !“ Gentileza

23h !“ Janaina Fellini

Domingo

00h30 !“ Locomotiva Duben

2h !“ Real Coletivo Dub

13h !“ Lemoskine

14h30 !“ Molungo

16h !“ Davi Henn

17h30 !“ Confraria da Costa

Palco Riachuelo (em frente ao Paço da Liberdade)

Sábado

13h30 !“ Zeca Baleiro com Orquestra à€ Base de Corda

15h30 !“ Trio Quintina