3 de novembro de 2012
por Esmael Morais
17 Comentários

Primeira-dama Márcia Fruet fala sobre as redes sociais e a decepção com pesquisas; ouça

Ouça a entrevista (via CBN Curitiba)
[audio:http://www.cbncuritiba.com.br/public/audios/201211/Entrevista_-_marcia_oleskovicz_fruet_-_01_11_2012.mp3]
Clique aqui para fazer o download do áudio.por Josianne Ritz, via Política em Debate

Em entrevista à  rádio CBN, a primeira-dama Márcia Fruet disse que foi bastante criticada pelos próprios colegas de campanha devido a sua intensa participação nas redes sociais. Conhecida por ser bastante crítica, a primeira dama avalia que conseguiu dar uma amenizada ao longo da campanha.

Era criticada todos os dias. Tinha algumas coisas que eu não conseguia passar em branco!, disse.

Porém, mesmo com as críticas, Márcia diz que não pretende largar o hábito.

Quero continuar usando o Twitter e o Facebook. à‰ uma dos novos conceitos de política que estamos levando para a prefeitura. Queremos mostrar transparência e que primeira-dama também é gente, também trabalha, pode postar uma música no Facebook, pode dizer que fila do mercado tava grande!, exemplificou.

Outra opinião da primeira dama foi sobre os cavaletes, grandes protagonistas da propaganda eleitoral deste ano. Márcia Fruet se declarou contra os cavaletes por dificultarem o trânsito de pessoas. Ela sugeriu que para a próxima eleição seja feito um debate para tirar os cavaletes das ruas.

Ele se mostrou tão nocivo quanto a campanha nos postes nos anos anteriores!, declarou.

Decepção com pesquisas

Em meio a instalação de CPI em Br Leia mais

3 de novembro de 2012
por Esmael Morais
289 Comentários

Enquete: Se mexerem com o ex-presidente Lula você vai à s ruas?

Direita raivosa teme Lula, que saiu fortalecido das urnas em 2012.

Parte da mídia nacional tenta arrastar o ex-presidente Lula para as páginas policiais. Os principais órgãos de imprensa ligados à  elite golpista deste país — Veja, Folha, Globo e Estadão !“ desenvolve a tese desesperada, neste feriadão, de que Lula tem que ser preso e o publicitário Marcos Valério precisa ficar solto.  ... 

Leia mais

3 de novembro de 2012
por Esmael Morais
23 Comentários

Morte a Lula é guerra sem fim, diz Kotscho

do Brasil 247

O movimento parece organizado e está nas manchetes dos principais jornais do País. Veja conecta Lula à  morte de Celso Daniel. O Estado de S. Paulo complementa a notícia. E a Folha, ancorada apenas numa frase esparsa do ministro Marco Aurélio Mello, aponta que o Supremo Tribunal Federal está propenso a conceder a proteção demandada pelo operador do mensalão.

Se aos donos dos veículos fosse possível escolher, eles não hesitariam: Lula preso, Valério solto. Diante da marcha acelerada do golpe paraguaio contra Lula, apontado aqui no 247 há várias semanas, o ex-porta-voz de Lula, Ricardo Kotscho, decidiu reagir. E disse que Lula será alvo de uma guerra sem fim movida pelos principais meios de comunicação do País. “Quanto mais perdem, mais furiosos ficam”. Leia:

O alvo agora é Lula na guerra sem fim

Por Ricardo Kotscho

Pouco antes do segundo turno das eleições presidenciais de 2006, o sujeito viu a manchete do jornal na banca e não se conformou.

“Esse aí, só matando!”, disse ao dono da banca, apontando o resultado da última pesquisa Datafolha que apontava a reeleição de Lula.

Passados seis anos desta cena nos Jardins, tradicional reduto tucano na capital paulista, o ódio de uma parcela da sociedade _ cada vez menor, é verdade _ contra Lula e tudo o que ele representa só fez aumentar.

Nem se trata mais de questão ideológica ou de simples preconceito de classe. Ao perder o poder em 2002, e não conseguir mais resgatá-lo nas sucessivas eleições seguintes, os antigos donos da opinião pública e dos destinos do país parecem já não acreditar mais na redenção pelas urnas.

Montados nos canhões do Instituto Millenium, os artilheiros do esquadrão Globo-Veja-Estadão miraram no julgamento do chamado mensalão, na esperança de “acabar com esta raça”, como queria, já em 2005, o grande estadista nativo Jorge Bornhausen, que sumiu de cena, mas deixou alguns seguidores fanáticos para consumar a vingança.

A batalha final se daria no domingo passado, como consequência da “blitzkrieg” desfechada Leia mais

3 de novembro de 2012
por Esmael Morais
7 Comentários

Segundo revista, Gleisi Hoffmann faz parte do “PT repaginado”

Fac-símile.

A matéria de capa da revista Istoà‰, desta semana, diz que o PT não é mais o mesmo e aponta os novos comandantes da sigla no país a partir das eleições de 2012. Entre os quais figura a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que é citada como uma das responsáveis pela vitória de Gustavo Fruet (PDT), eleito prefeito de Curitiba. ... 

Leia mais