Revisor do mensalão absolve ex-ministro José Dirceu de corrupção ativa

da Folha.com

Ministros do STF Lewandowski e Barbosa. Foto: André Dusek/AE.

O revisor do processo do mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Ricardo Lewandoski, votou nesta quinta-feira pela absolvição do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu do crime de corrupção ativa.

Embora não descarte, em tese, que Dirceu foi “mentor da trama”, o revisor alegou falta de provas documentais para ligar o ex-ministro ao esquema e responsabilizou o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, pelos repasses do valerioduto aos parlamentares nos primeiros anos do governo Lula.

“Constato que não existe elemento suficente para condenar Dirceu por corrupção ativa”, afirmou.

O voto de Lewandowski diverge do entendimento do ministro relator, Joaquim Barbosa, que ontem condenou Dirceu e os demais dirigentes do PT réus no processo.

Chefe da campanha que elegeu o ex-presidente Lula em 2002, Dirceu negociou, segundo a Procuradoria, acordos com os partidos políticos que apoiaram o novo governo e a criação de um esquema clandestino de financiamento que distribuiu recursos ao PT e a seus aliados para garantir apoio no Congresso.

Em sua defesa, Dirceu afirma que se desligou do PT quando assumiu a chefia da Casa Civil e não participou das ações do partido, que eram de responsabilidade de seus dirigentes. Ele diz ainda que nunca teve relações próximas com Marcos Valério e outros operadores do esquema e nega ter comprado votos no Congresso.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O blogueiro deveria dar a notícia por inteiro. Só cita o parecer do Levandólares.

  2. o ABSOLWANDOSKI ,

  3. O Lewandowski vota em agradecimento ao LULA, que quando viu a lista contendo o seu nome o escolheu porque entendeu “LEVANDO WISKI”.